Abacaxi para exportação

0

A variedade de abacaxi ‘Vitória’, desenvolvida pelo Governo do Estado do Espírito Santo, por meio do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e apresentada em 2006, terá um lançamento mundial em novembro de 2007.

Dentro do Simpósio Internacional de Abacaxi, que acontece em João Pessoa, na Paraíba, será montada uma Unidade Demonstrativa com duas mil plantas do ‘Vitória’, para que os principais representantes dos setores: científico, de produção, comercial e consumidor, de todo o mundo, possam conhecer o potencial da variedade desenvolvida pelos pesquisadores do Instituto.

A confirmação aconteceu na manhã de terça-feira, dia 27 de março de 2007,, na Fazenda Experimental do Incaper, em Sooretama, Norte do Estado, durante a primeira etapa da distribuição de mudas para produtores. Na oportunidade o presidente do Incaper, Enio Bergoli, firmou o acordo com o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) para o repasse das mudas.

“Mais uma vez o Incaper comprova a posição de destaque na geração de tecnologia. Com esse lançamento mundial vamos elevar ainda mais o Espírito Santo como referência no agronegócio. Nossa eficiência na cafeicultura já não é mais novidade e nos últimos anos já apresentamos resultados fantásticos na fruticultura, com os trabalhos em banana, abacaxi, mamão e morango”, destacou Enio Bergoli.

Ao todo, 19,5 mil mudas matrizes foram repassadas a produtores dos municípios de Marataízes, Itapemirim, Presidente Kennedy, Nova Venécia, Laranja da Terra, Pinheiros, Boa Esperança, Ponto Belo, Jaguaré, São Mateus, Aracruz e Colatina para a implantação de Campos de Multiplicação de mudas nestas regiões. “Cada lote de mil mudas tem potencial para produzir outras cinco mil. Assim, facilita o processo de multiplicação para atender aos produtores interessados”, destaca o pesquisador do Incaper, José Aires Ventura, responsável pelo desenvolvimento da variedade ‘Vitória’.

‘Vitória’ combate principal ameaça a cultura do abacaxi

Lançado em 2006, o abacaxi ‘Vitória’ é resultado de dez anos de pesquisas coordenadas pelo Incaper. Esta variedade tem como principal característica a resistência à fusariose, doença causada por um fungo, que é a maior ameaça às lavouras no Brasil, responsável por perdas de até 40% na produção. Além disso, o ‘Vitória’ possui elevada produção por área, ótimas características de sabor e pode ser utilizado tanto para o consumo in natura quanto para atender à indústria.

Desde 1996, o Incaper instalou nos municípios de Cachoeiro de Itapemirim, Marataízes, João Neiva e Sooretama unidades de pesquisa para iniciar a Seleção Recorrente Clonal, que é um processo de avaliação de plantas para identificar as que apresentam melhores características promissoras. A seleção teve início a partir de híbridos produzidos pela Empresa Brasileira de Pesquisa, Agropecuária (Embrapa), dentro do programa de melhoramento genético do abacaxizeiro.

Com este trabalho, os pesquisadores do Incaper promoveram diversas seleções entre plantas potenciais até chagar a nova variedade, sem o emprego da transgenia.

Por ser resistente à fusariose, o abacaxi “Vitória” não necessita de aplicação de agrotóxicos, fato que traz vantagens para a saúde de produtores e consumidores. Em conseqüência, os custos de produção das lavouras serão bem inferiores, o que possibilitará maior competitividade dos fruticultores, principalmente os de base familiar


 

Share.

About Author

Comments are closed.