A DRAMÁTICA COREOGRAFIA DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

0

A violência no ambiente doméstico é crescente e assustadora em todo o mundo. O Reino Unido de Elizabeth II não é uma ilha em meio às tristes estatísticas desse drama. Na Inglaterra e no País de Gales, uma em cada quatro mulheres irá sofrer violência doméstica em suas vidas, elevando o número atual de 6,7 milhões de britânicos que sofreram algum tipo de violência doméstica durante a sua trajetória de vida. Para alertar para esta situação, o Centro Nacional de Violência Doméstica e de Apoio às Vítimas (NCDV) recorreu à J. Walter Thompson London na produção de um belo e impactante filme. Resultado de coreografia de Sidi Cherkaoui (artista associado da Wells Sadler), com direção de Elli Goulding e Noam Murro, a obra mostra uma vigorosa dança focada em cenas de violência doméstica para alertar que as vítimas podem e devem pedir ajuda.

A performance ao vivo da dança teve lugar na última quarta-feira, 12, no Regent Place, em Londres, onde também foi lançada a hashtag #breaktheroutine com a qual o NCDV irá divulgar suas ações.

“O filme, ao quebrar a rotina, assume a difícil tarefa de sensibilizar e criar emoções entre o público imune a estes fatos e imagens”, disse Russel Ramsey, diretor executivo de criação da J. Walter Thompson Londres, em comunicado e acrescentou: “A dança tem uma intensidade inerente, emocional, que usamos para dar impacto a uma realidade perturbadora; mas também uma verdadeira oferta de esperança.”

Lucy Hastings, do NCDV, afirmou que a violência doméstica não é apenas a violência física, o comportamento emocional abusivo pode é tão traumatizante quasnto e afeta milhares de pessoas por ano. “As pessoas que sofrem abusos muitas vezes podem se sentir presas em sua situação ou que são as culpadas do que está acontecendo. Oferecemos não-julgamento, gratuito e confidencial, e apoio a qualquer pessoa afetada pelo abuso”, explicou ela.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.