BRAILLE BRICKS, UMA FORMA DIVERTIDA DE APRENDER A LER

0

Para as escolas brasileiras todo material didático é bem-vindo, principalmente, os que contem informações em Braille. As ferramentas educativas que despertam o aspecto lúdico e tátil das crianças que possuem deficiência visual são muito importantes, uma vez que complementam o uso de livros e apostilas na alfabetização. Pensando nisso, a Lew’Lara\TBWA criou o Braille Bricks, um alfabeto em Braille desenvolvido a partir de peças clássicas de blocos de montar. O projeto, utilizado pela Fundação Dorina Nowill para Cegos, se transformou em um mini documentário.

Para Eliana Cunha, Assessora de Serviços de Apoio à Inclusão, da Fundação Dorina, o Braille Bricks é fruto de uma ideia criativa e surge para contribuir com o universo educacional. “O sistema de escrita e leitura Braille é fundamental para o processo de alfabetização das crianças cegas e agregá-las a peças conhecidas e apreciadas por todas as crianças (e adultos também!), faz com que o Braille Bricks seja um recurso lúdico que contribuirá com a aprendizagem, promovendo interatividade entre todas as crianças, além de se constituir uma tecnologia assistiva na área educacional”.

O objetivo do vídeo é mobilizar a sociedade, já que o Braille Bricks ainda não está acessível para as crianças com deficiência visual do Brasil e do mundo. Para que as peças possam ser produzidas em escala global, o projeto estará disponível de forma gratuita no site Creative Commons, onde qualquer fabricante que se interessar pode usar a ideia e executar. Para que a iniciativa do projeto chegue até os fabricantes, foi lançada a hashtag #BrailleBricksForAll nas redes sociais. A sociedade pode torná-la conhecida e convencer marcas de brinquedos a produzir o Braille Bricks para crianças de todo o mundo.

“Vimos o potencial de usar brinquedos na educação do Braille em escolas e também na inclusão das crianças com deficiência visual na sociedade. Ver crianças deficientes e não deficientes reunidas em torno desse produto – brincando e aprendendo – nos deixou muito felizes. Mas a meta é tornar esse produto um produto global, convidando as pessoas a pressionarem os fabricantes com a hashtag #BrailleBricksForAll. O registro do produto está disponível através do Creative Commons,” conta Felipe Luchi, CCO da Lew’Lara\TBWA.

“Aprender brincando sempre foi um jeito muito importante de desenvolver e educar as crianças. Conseguir trazer para esse processo de aprendizado a inclusão de crianças cegas é maravilhoso!” comenta Márcio Oliveira, CEO da Lew’Lara\TBWA

Projeto Braille Bricks

A ideia nasceu a partir de um insight da primeira observação do alfabeto Braille, o qual é semelhante às peças plásticas de montar, que seguem o padrão 3×2 pinos. A partir dessa referência, Leandro Pinheiro e Ulisses Razaboni, dupla envolvida no projetotiveram o desafio de buscar peças originais com as cores clássicas da marca pioneira. Toda a ação, desde a ideia até a produção das peças, levou mais de um ano.

Com o projeto finalizado, a agência entregou o brinquedo adaptado a crianças cegas de 7 a 10 anos. O uso do Braille Bricks foi filmado e transformado em um mini documentário, que mostra as reações reais das crianças, a funcionalidade do novo recurso e os resultados gerados para os alunos. Assista aqui: https://youtu.be/KKK5ktBIc6s.

Para conhecer mais sobre o projeto, acesse www.braillebricks.com.br. O site contempla depoimentos e mais videos sobre o projeto. Além de uma interatividade para as pessoas criarem a sua própria mensagem em braille, e criar seu avatar.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP