EMBAIXADORES DA ONU LUTAM POR UM MUNDO MELHOR

0

Em 1953, o ator norte-americano Danny Kaye foi nomeado o primeiro Embaixador da Boa Vontade do UNICEF. Ao longo de 33 anos, ele ocupou esse cargo. Desde então, centenas de personalidades ocuparam a posição por meio de convite de agências, fundos e programas do Sistema ONU. Atualmente, mais de 200 pessoas, no âmbito global, detêm o título de Embaixadores das Nações Unidas.

No Brasil, diversas personalidades fazem parte da lista de Embaixadores do Sistema ONU. Pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), por exemplo, o ator Wagner Moura foi nomeado, em 2015, Embaixador da luta contra o trabalho escravo, no âmbito de uma campanha global de mobilização ao tema.

Desde 2010, a atacante Marta, da seleção brasileira feminina de futebol, é Embaixadora da Boa Vontade do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). Pelo UNAIDS, o ator Mateus Solano e a cantora Wanessa Camargo também são Embaixadores da Boa Vontade. No Brasil, o UNICEF nomeou como Embaixadores os atores Lázaro Ramos e Renato Aragão, a cantora Daniela Mercury e Mônica, personagem dos quadrinhos de Maurício de Sousa.

O objetivo de nomear personalidades para esses cargos é chamar a atenção global e nacional para diversos temas: mudança do clima, desenvolvimento sustentável, combate à fome, refugiados, empoderamento de mulheres, educação, entre outros.

Há Embaixadores que são nomeados para atuar em seu país de origem ou globalmente, por meio das agências, fundos e programas da ONU. O Secretariado das Nações Unidas também indica personalidades para atuarem no âmbito global, como é o caso do ator Leonardo Di Caprio, nomeado em 2014 pelo secretário-geral, Ban Ki-moon, para ocupar o cargo de Mensageiro da Paz, com foco especial na mudança do clima.

No âmbito global, 11 personalidades ocupam os cargos de Mensageiros da Paz e Embaixadores da ONU. Confira aqui a lista completa.

Todas as pessoas, para serem indicadas para as posições, devem preencher uma lista de requisitos obrigatórios, tais como: notoriedade, idoneidade, conhecimento do tema e disponibilidade para a participação em campanhas e eventos. Não há nenhum tipo de remuneração aos Embaixadores e Mensageiros.

Além de motivarem as pessoas a agir em causas para melhorar a qualidade de vida no mundo, os Embaixadores também chamam a atenção para os temas de trabalho da ONU. Por meio de aparições públicas, contato frequente com meios de comunicação e constante trabalho humanitário, os Embaixadores e Mensageiros reforçam o trabalho da Organização para melhorar a qualidade de vida dos habitantes do planeta.

Organizações não governamentais, instituições educacionais e entidades sem fins lucrativos frequentemente convidam Embaixadores da Boa Vontade para participarem de eventos e atividades compatíveis com os propósitos e princípios das Nações Unidas.

Confira a lista completa de Embaixadores da Boa Vontade brasileiros:

(*) Embaixadores da Boa Vontade com atuação internacional (no caso do UNICEF, as embaixadoras e embaixadores não contêm “Boa Vontade” no termo).

Outras categorias de celebridades das Nações Unidas no Brasil

Prevenção e Eliminação da Violência contra as Mulheres
ONU MulheresJuliana Paes (atriz), Defensora para a Prevenção e Eliminação da Violência contra as Mulheres

Campeões pelo Esporte
UNESCOEdson Arantes do Nascimento, o Pelé (ex-jogador de futebol), Jacqueline Silva (jogadora de voleibol)

Artista pela Paz
UNESCOGilberto Gil (cantor)

Escritor para as crianças
UNICEFMaurício de Sousa

Campeão para as crianças
UNICEFFelipe Massa (piloto de Fórmula 1)

Campeãs da Igualdade
Daniela Mercury (cantora)
Malu Verçosa Mercury (jornalista)

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.