FESTIVAL DA UTOPIA TERMINA DEIXANDO SONHOS COMO LEGADO

0

“A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos “A utopia está lá no horizonte. Me aproximo dois passos, ela se afasta dois passos. Caminho dez passos e o horizonte corre dez passos. Por mais que eu caminhe, jamais alcançarei. Para que serve a utopia? Serve para isso: para que eu não deixe de caminhar.” Eduardo Galeano

O Festival Internacional da Utopia termina hoje, em Maricá, no litoral do Estado do Rio de Janeiro, nos deixando de legado sonhos e o desejo universal de felicidade. Depoimentos emocionantes como o do brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, que nunca desistiu dos sonhos utópicos de inclusão social e os colocou em prática, conquistando assim o ódio da Casa Grande que nunca aceitou que a Senzala viesse a ter direitos a uma vida plena, é um bálsamo em meio a uma crise política que os feitores dessa mesma Casa Grande em nome de seus “sinhozinhos”buscam impor aos brasileiros.

O uruguaio Pepe Mujica também mostrou ao mundo e mais uma vez o valor da simplicidade e do anticonsumo que a publicidade alardeia, o consumo, como o caminho para a felicidade, mas que, na verdade, conduz à violência, à indiferença e às desigualdades.

Embalado por música e por sonhos, o festival chega ao seu final, mas o convite que fez, na forma de manifesto, permanecerá para sempre atual, um convite à reflexão e ao pensar no plural, não no singular como tradicionalmente fazem os golpistas e as aves de rapina que nessas planícies latino-americanas habitam e gorjeiam com o apoio de uma grande imprensa plutocrática sempre disposta a defender os interesses da Casa Grande, mantendo a Senzala apenas como massa de manobra de seus sórdidos interesses. Vale ler e reler o manifesto convite do festival que se encerra hoje.

No dia 22 de junho você tem um encontro com o impossível. Se você é um governante preocupado com os pobres, com a igualdade econômica, a liberdade verdadeira e a fraternidade entre os povos e as pessoas; se você é um artista inquieto e busca alargar as experiências estéticas e sensoriais existentes no rumo do encontro com o inexistente; se você é um religioso que segue os ensinamentos de Cristo ou de qualquer outro profeta ou divindade que nos dá exemplos de bondade e amor ao próximo e a natureza; se você é um jovem em busca da novidade e da rebelião interna e coletiva; se você não se conforma com uma humanidade marcada pelo amor ao dinheiro e pelo desprezo ao sofrimento e as necessidades do seu semelhante e à natureza; então, além de sermos companheiros, como dizia Che, estamos lhe convidando para estar no Brasil, em Maricá, bela cidade litorânea do Estado do Rio de Janeiro, situada há 58km da capital, para compartilhar conosco experiências na Primeira Feira Internacional da Utopia. Nosso povo, nossa cidade e nossa prefeitura lhe convidam a compartilhar conosco suas experiências, debater ideias e pensar ações conjuntas.
Indios, quilombolas, pescadores artesanais, atingidos por barragens, agricultores familiares, camelôs, empreendedores populares, membros de cooperativas, participantes de comunidades alternativas, LGBTs, populações tradicionais… Operários organizados, trabalhadores rurais Sem-Terra, trabalhadores urbanos Sem-Teto, intelectuais engajados, estudantes universitários e secundaristas, professores libertadores, advogados cidadãos, mulheres feministas… Católicos, evangélicos, espíritas, judeus, integrantes de religiões de matriz africana, budistas, muçulmanos… E todos aqueles que professam sua fé em busca do equilíbrio espiritual, da bondade, da justiça social e do respeito ao seu semelhante e a natureza… Artistas plásticos, músicos, escultores, capoeiristas, sambistas, forrozeiros, artesãos, jazzeiros, grafiteiros, funkeiros, skatistas, roqueiros, pintores, MCs, caminhantes, ambientalistas… Todos estão convidados com imenso carinho e amor a estar nos dias 22, 23, 24, 25 e 26 de junho de 2016 em Maricá para participar do I Festival Internacional da Utopia, para que possamos todos juntos celebrar nossos sonhos, desejos, lutas, experiências e práticas em busca de um mundo melhor, em busca de nossos melhores sonhos.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.