FRENTE A FRENTE COM O CÂNCER DE MAMA

0

A campanha “O Câncer de Mama no Alvo da Moda” ficou conhecida em muitos países e, particularmente no Brasil, onde o mundo fashion e as celebridades abraçaram a causa, emprestando a imagem e ajudando o Instituto Brasileiro de Controle do Câncer (IBCC) a arrecadar fundos para a ampliação de sua estrutura física e capacidade de atendimento.Vinte anos depois de chegar ao país, a campanha ganha vida nova ao chamar a atenção das pessoas para o fato de que, mesmo com possíveis sequelas físicas e emocionais, o câncer de mama pode ser vencido. Dez celebridades aceitaram participar dessa nova campanha do IBCC. São elas: Rafael Cardoso (ator), Wanessa Camargo (cantora), Isabel Salgado (ex-jogadora de vôlei), Flavio Canto (ex-judoca e apresentador), Vanessa Gerbelli (atriz), Miá Melo (atriz), Sheron Menezes (atriz), Luciano (cantor que faz dupla com Zezé di Camargo), Tande (ex-jogador de vôlei e apresentador) e Marcos Pasquim(ator).

O dia escolhido para o encontro com as celebridades era para ser mais um ensaio envolvendo um projeto social. As celebridades chegavam, faziam a maquiagem e logo estavam na frente das câmeras. Mas, desta vez, tudo aconteceu diferente. Na ação criada pela Ogilvy Brasil,  que é a agência de comunicação do IBCC desde 2002, o objetivo foi fazer com que os famosos convidados para as gravações pudessem ter um contato mais real com a causa e sentir de perto os efeitos do câncer.

Por isso, pela primeira vez, quem estava por trás das lentes era justamente a protagonista da campanha: Meran Vargens, que se apresentou aos famosos como fotógrafa e diretora de cena. Meran, no entanto, não estava ali apenas por seu talento como diretora de teatro, sua real profissão.

Após “aquecer” as celebridades com alguns cliques, todos feitos individualmente, ela os chamava para um bate-papo, no qual perguntava a experiência de cada um com o câncer. Após ouvi-los, Meran revelava a sua história – ela venceu um câncer de mama, mas para isso teve que passar por uma mastectomia e não reconstruiu as mamas -, tirando a camiseta ao final. A reação de todas as pessoas foi de muita emoção, já que parte dos famosos já tinha vivido de perto o drama da doença.

Em seguida, sem perder tempo, Meran começava a clicar as celebridades de novo. Desta vez, porém, o resultado foi outro: um verdadeiro retrato de quem fica frente a frente com o câncer de mama. Eles eram não mais celebridades, mas sim seres humanos com imensa compaixão por quem luta contra a doença.

A campanha reforça a mensagem “Cada um reage diferente ao câncer de mama. Mas a melhor reação é doar”. E pede para que as pessoas comprem os produtos com a marca “O Câncer de Mama no Alvo da Moda”.

“A Campanha ajudou o hospital a crescer e esse crescimento tornou possível fazer, em 20 anos, muitas melhorias. Em 1995, o IBCC tinha apenas 4 mil m2. Hoje, são 25 mil m2, um crescimento físico de cerca de 500% no período. O número de leitos passou de 43 para 180 e foi possível fazer um Centro Cirúrgico com 10 salas, além de uma nova UTI com 10 leitos”, conta o superintendente do IBCC, Justino Scatolin.

A produtora parceira do projeto de 20 anos do Alvo Azul é a Conspiração.

O IBCC trouxe esta campanha ao Brasil em 1995, depois de uma parceria com o Conselho dos Designers de Moda da América (CFDA, em inglês). A “Fashion Targets Breast Cancer” foi criada nos EUA em 1994 para alertar as mulheres sobre a importância da detecção precoce do câncer de mama. A iniciativa foi do estilista Ralph Lauren, que, após acompanhar a luta de sua amiga e jornalista Nina Hyde contra o câncer de mama, decidiu que precisava usar a moda para falar com as mulheres sobre este assunto. Ele foi o criador do Alvo Azul. Anos depois, os resultados da campanha no Brasil superaram os dos EUA.

 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP