O jeans da Zoomp

0

Sem sombra de dúvida, a Zoomp influenciou decisivamente a trajetória da moda contemporânea brasileira. Considerada por muitos como uma marca de vanguarda, ela foi a responsável pela popularização  do jeanswear no País. Desde que foi fundada em 1974, na Rua Augusta, em São Paulo, a Zoomp teve momentos de grande experimentação, como o lançamento do jeans lavado, peça que causou frisson no mundo fashion e que é ícone da marca até hoje.

Em meados dos anos 80, mais precisamente em 1979, o endereço não era a Augusta, é sim o o Sandália de Prata, tradicional casa de samba de São Paulo. No seu primeiro desfile, a grife convidou mais de 900 pessoas e ele ocorreu fora das tradicionais passarelas. Inovação e criatividade estavam no sangue desta marca que na mesma noite inaugurou um novo conceito de grife ao criar o famoso raio amerelo (logo da marca) que hoje é dos símbolos de status mais cobiçados do País.

Com o hábito de usar roupas de qualidade, Renato Kherlakian passava horas a passear e a observar as preferências de consumo da juventude nas vitrines da famosa Rua Augusta, que na década de 70 era um dos lugares mais luxuosos da grande São Paulo. Como o pai era comerciante de casimiras, ele já tinha o comércio correndo nas veias. Não foi sem motivo que Renato tinha grandes objetivos: um deles transformar o jeans em artigo de moda jovens para os mais antenados.

Os primeiros jeans da Zoomp foram distribuídos em butiques destinados ao público de classe A. Com muito requinte e sofisticação, a peça entrou de vez no guarda roupa da seleta clientela, que não só a usava, mas começava a criar uma identidade com a marca e usar o próprio corpo para divulgar a recém criada grife. O sucesso foi imenso e em pouco tempo Renato decidiu abrir uma nova loja. Ele só não contava que os donos do Shopping Iguatemi(SP) não eram muito simpáticos a toda aquela vanguarda e barrou a implantação de sua loja no Shopping em 1981. Mas tinha muita gente torcendo pelo garoto e ele foi recebido com os abraços abertos pelo recém-inaugurado Shopping Eldorado(SP). que deu toda a liberdade para ele montar sua loja como desejasse. Renato inovou e surpreendeu a todos com um novo conceito de loja ao alinhavar a mesma linguagem para a cenografia das vitrines: música ambiente e uma equipe de vendas que era composta por jovens e formadores de opinião. O projeto arquitetônico era assinado por Sig Bergamin e as cenografias feitas por Cristina de Sá, uma novidade para um mercado que acordava para a necessidade de se imprimir ao ponto-de-venda a personalidade da marca.

A idéia deu mais do que certo e a história da Zoomp se mistura com a explosão da indústria de confecção no Brasil. Definitivamente os Kherlakian, de origem armênia, têm uma forte vocação para o comércio. Tanto que, em puco mais de três anos, a grife contava com cinco lojas próprias no eixo Rio-São Paulo e mais de uma centena de pontos multimarcas.

Renato desde o começo apoiou o crescimento da Zoomp no tripé modelagem, qualidade e marca, porém em metade dos anos 90, com a indústria da pirataria e a abertura do mercado aos produtos importados, a empresa teve de rever seus custos. Como estratégia para conquistar novos consumidores, lançou a Zapping inspirada no streetwear, como já é de costume não deu outra: a marca emplacou de primeira e além de rejuvenescer, causou um bom lucro econômico.

Hoje são aproximadamente mais de 50 lojas entre próprias e franqueadas, além de escritórios fora do Brasil, em Paris, Atenas, Milão e Lisboa. Suas campanhas são de causar inveja a qualquer concorrente dentre as tops mais requisitadas do mundo. Muitas modelos já se expuseram para as lentes da Zoomp, entre elas Gisele Bündchen, Naomi Campbell, Jeiza Chiminnazo, Eva Herzigova, Ana Cláudia Michels, Caroline Ribeiro e Fernanda Tavares.

Mais em toda a sua historia, onde a marca muitas das vezes foi considerada ousada pelas inovações que fez, nada foi tão ousado como o anúncio feito no apagar das luzes de 2007 no cenário dos negócios.  A Zoomp recria sua história neste inicio de 2008 com aquisição das marcas Fause Haten, Herchcovitch, Clube Chocolate e Cúmplice e a criação da Identidade Moda (I´M) que surge como novo grupo de gestão de marcas de moda no Brasil, com o objetivo de  gerenciar as marcas.A sorte está lançada, só com a Zoomp e a Zapping, a empresa faturou em 2007 cerca de R$ 180 milhões.

A Identidade Moda (I´M) lançará este ano uma nova marca masculina, assinada por Renato Kherlakian (criador da Zoomp). Trata-se de um projeto que teve início há 18 meses e, segundo Vicente Mello, presidente da nova empresa, “tem por objetivo consolidar um portfólio sinérgico de marcas com identidade e expressão próprias que nos permitam ter o privilégio de atender diferentes momentos de consumo de uma mesma pessoa”.  A I´M também está à frente da gestão da Clube Chocolate, empresa da qual possui uma opção futura de compra.


A holding buscará o crescimento de cada uma das marcas do grupo, respeitando limites e potenciais de cada proposta.  “O respeito ao estilo e individualidade de cada marca será o fio condutor de todas as nossas ações”, destaca Vicente. Para dar suporte às marcas, a Identidade Moda (I´M) investiu na criação de uma moderna estrutura de gestão, que inclui sete diretorias responsáveis pelos processos comuns a todas as marcas.  Temas como Supply Chain, Finanças, Marketing, Relações com Atacado, Relações com Varejo, Recursos Humanos e Estilo serão geridos por profissionais especializados, com grande experiência de mercado.  Para preservar sua identidade, cada uma terá seu próprio diretor de criação ou coordenador de estilo.


Marcas autorais, como Fause Haten e Alexandre Herchcovitch manterão os estilistas à frente das respectivas áreas de criação.  Este último acumula também os cargos de diretor de criação da marca Zoomp e curador do grupo como um todo – função que faz parte da Diretoria Executiva e que foi criada para assegurar que cada grife preservará seu estilo sem concorrer com as demais.

Segundo Alexandre Herchcovitch e Fause Haten, a estrutura de gestão da Identidade Moda (I´M) foi o fator decisivo para que as negociações tivessem um desfecho favorável.  “Eu já havia recebido propostas de compra, mas o que eu buscava era alguém que cuidasse da gestão para que eu pudesse me concentrar no que eu quero fazer, que é criar”, sintetiza Fause Haten.  “Demorei de 15 a 20 anos para fazer a construção da marca e agora é a segunda etapa da minha vida, na qual vou ver meu sonho se realizar – meu sonho de ter uma marca internacional”, comemora Herchcovitch.

A forte base de gestão permitirá que o potencial comercial de cada marca seja melhor explorado, ao mesmo tempo em que os criadores passam a ter mais tempo para investir no estilo de cada grife. Os desfiles da São Paulo Fashion Week são um exemplo da filosofia de gestão do grupo: cada marca continuará trabalhando com suas equipes, para assegurar a preservação de sua personalidade.

Estratégia de crescimento

Nos próximos 12 meses, deverá ser aberta em Nova York uma loja Herchcovitch;Alexandre seguindo os mesmos padrões da loja que a marca já possui em Tóquio. O próximo desfile em Nova York, em fevereiro, será trabalhado como parte da estratégia de consolidação da marca no mercado norte-americano.  O mesmo conceito da loja de Tóquio deverá orientar a abertura da nova flagship store a ser inaugurada na região dos Jardins, em São Paulo.

A internacionalização também está prevista para a marca Fause Haten, que já desfilou em Los Angeles, Nova York e Milão.  No curto prazo, no entanto, o foco é o crescimento no mercado local, com a abertura de duas lojas em shoppings centers adequados ao conceito da marca. 

A abertura de uma nova loja também faz parte do horizonte da Clube Chocolate, hoje presente no Fashion Mall, no Rio de Janeiro, no bairro dos Jardins e no Shopping Iguatemi, em São Paulo, e também na cidade do Porto, em Portugal.  Como a rede era controlada pelo grupo têxtil português Riopele, que mantém relacionamento com várias marcas no mercado europeu, esta negociação possivelmente abrirá portas para as grifes geridas pela Identidade Moda (I´M) no velho continente.

Ainda em 2008 deverá ser aberta uma flagship store da Zapping. No caso da Zoomp, serão 8 novas lojas dentro de 12 meses – mesmo número que marcará o início da expansão da Cúmplice. Segundo Vicente Mello, o objetivo para esta última é chegar a 20 lojas dentro de três anos.

Outra frente de expansão é o varejo multimarcas, onde o grupo identifica um grande potencial para todas as grifes.  Neste segmento, a aposta da Identidade Moda (I´M) é a criação de um showroom temporário para o lançamento das coleções de outono/inverno. Localizado na esquina das ruas Estados Unidos e Bela Cintra, no bairro dos Jardins, em São Paulo, ele contempla espaços distintos para cada marca.  As equipes de atendimento também serão exclusivas. O trabalho de comercialização visará colocar as marcas em pontos que tenham a ver com a identidade de cada uma.

A estratégia de expansão da Identidade Moda (I´M) inclui ainda uma maior ampliação do portfólio por meio de novas aquisições.  Vicente Mello informa que a holding comporta ainda marcas de active wear, casual wear, acessórios e outros autorais. 
 


Perfil – Vicente Mello

Economista, trabalhou no Banco Mundial, ATKearney, dirigiu uma das empresas da Promon e preparou a entrada da Natura no mercado de alimentos funcionais antes de ingressar no mercado da moda, como vice-presidente da Fórum.  Entrou para o grupo em junho de 2007 e hoje ocupa a presidência da I`M.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP