Os 80 anos da Volvo

0

A Volvo comemora 80 anos hoje, dia 14 de abril de 2007. Foi neste dia, em 1927, que saiu da linha de produção o primeiro carro com a marca Volvo. O primeiro caminhão fabricado pela Volvo desenvolvia 28 cavalos e carregava 1,5 toneladas. Atualmente, o maior Volvo é o caminhão mais potente do mundo, com seu motor de 660cv e capacidade de carga de até 200 toneladas.

No período que separa o desenvolvimento destes dois caminhões, estão 80 anos de trabalho dedicado por gerações de funcionários Volvo. Todos movidos pelos mesmos fortes sentimentos: trabalhar na empresa e ter a mesma preocupação com qualidade e segurança mostrada pelos dois fundadores da Volvo.

O economista Assar Gabrielsson tinha apenas 33 anos quando se tornou gerente de vendas da Svenska Kullagerfabriken (SKF). Mesmo assim, ele queria algo diferente – ele colocara seu coração na construção de carros. Por acaso, ele encontrou em 1924 Gustaf Larson, um ex-colega engenheiro reconhecido por seu conhecimento técnico. Eles compartilhavam o mesmo sonho.

Os desenhos do primeiro caminhão Volvo – o Série 1 – já estavam prontos quando o primeiro carro de passeio da empresa saiu da fábrica em 14 de Abril de 1927, e assim os caminhões puderam ser introduzidos logo depois, em fevereiro de 1928.

O espírito Volvo
Larson e Gabrielsson sabiam que o ferro sueco era de melhor qualidade. Sendo assim, diziam que “o carro sueco” seria melhor que os carros importados. E foi exatamente assim que aconteceu, e as vendas foram bem, em especial as dos caminhões. As exportações começaram em 1928, com veículos da marca rodando em estradas de países como a China e a Argentina. O nome “Volvo”, que significa “Eu Rodo”, era fácil de lembrar e pronunciar em quase todos os idiomas. Os caminhões continuaram a ser o produto mais importante para a Volvo até os anos 50, quando as pessoas passaram a ter condições de ter seus próprios carros e a produção aumentou.

Os dois fundadores da empresa trabalharam com dedicação para fazer da Volvo uma empresa muito especial. Do presidente até o contínuo, a empresa era caracterizada por um entusiasmo especial – um sentimento que logo passou a ser conhecido como “o espírito Volvo”. Ter um emprego na Volvo era considerado uma conquista invejável, e milhares de funcionários em todo o mundo orgulhosamente levaram o espírito Volvo para frente nos últimos 80 anos.

A importância de entrar na CE
Em 1935 a situação econômica da empresa era tão boa que a SKF encerrou sua participação majoritária ao lançar a Volvo na bolsa de valores de Estocolmo. Após quase 30 anos, em 1956, os fundadores da Volvo passaram o controle da Volvo para Gunnar Engellau. No início dos anos 60, ele deu a seu colega Lars Malmros a tarefa de examinar a viabilidade de estabelecer a presença da empresa na Comunidade Européia. Neste mercado a demanda por caminhões Volvo havia aumentado consideravelmente, ao mesmo tempo em que a união econômica começava a se proteger atrás de barreiras alfandegárias e fiscais. Em 1965, é inaugurada uma fábrica para produção de carros, enquanto a produção de caminhões aumenta na unidade fabril da importadora em Alsemberg. Em 1975, a produção de caminhões é relocada para uma nova planta ao lado da fábrica de carros de passeio em Ghent. A Volvo conseguira estabelecer uma posição firme na Europa e, lá, passou a expandir-se consideravelemente.

Em 1970, as operações com caminhões da Volvo foram separadas, criando uma unidade independente dentro da Volvo com a formação da Volvo Truck Division, da qual Lars Malmros era presidente e CEO.

Globalização
Vários pioneiros foram ligados à empresa durante este período de expansão global para a Volvo, como os irmão Saracakis, na Grécia e Max Winkler, na Austrália. Seu trabalho dedicado significou a oportunidade para a empresa estabelecer um forte número de seguidores nestes países.

Em meados dos anos 70, e empresa virou seu olhar para o Oeste. Primeiro a Volvo estabeleceu uma presença no Brasil, e logo se tornou uma das principais marcas deste mercado. Em 1981, a Volvo adquiriu o fabricante de caminhões americano, a White. Esta compra também sinalizou o início real das vendas dos caminhões da própria Volvo na América do Norte e a Volvo Trucks agora passaria a ser uma empresa verdadeiramente global. Nos anos seguintes, ocorreu introdução de um novo conceito modular para os maiores caminhões, resultando na série Volvo FH/FM. Também foi tomada a decisão de construir os primeiros caminhões Volvo nos Estados Unidos usando tecnologia da empresa.

O ano de 1996 viu o lançamento do Volvo VN nos Estados Unidos e, nos anos seguintes, criou-se um sistema industrial global que abrange um sistema global de fornecedores. Tanto a produção quanto o pós-venda foram conjugados, levando a, entre outras coisas, o uso de uma variedade menor de peças.

Os Volvo FH
Em 1993 ocorreu a introdução dos caminhões que formam a base para a linha atual de modelos – os Volvo FH12/FH16. Estes modelos foram baseados na plataforma modular que também serve de base para a linha global de produtos que inclui os modelos FH, FM, VN, VHD e VT, lançados mais tarde. O coração do novo sucesso de vendas era um motor totalmente novo e extremamente moderno de 12 litros, que definiu novos padrões de economia e desempenho ambiental para atividades de transporte. Os níveis de segurança também foram significativamente melhorados.

Desde o início dos anos 90, o meio ambiente tem sido um foco da marca e a Volvo já mostrou uma série de veículos-conceito – dos quais o mais conhecido é o Caminhão Conceito Ambiental (Environmental Concept Truck) híbrido -, e os veículos que operam com combustíveis alternativos como o etanol e DME, além de células de combustível. No ano passado, um caminhão híbrido com motorização diesel e elétrica atraiu muita atenção do mercado.

1999 foi um ano tumultuado para o Grupo Volvo. Houve o anúncio inesperado de que a Volvo Cars seria vendida para Ford Motor Co. A decisão foi ratificada em uma assembléia geral extraordinária realizada com uma alta carga emocional em março daquele ano. Apenas cerca de um mês havia se passado quando a AB Volvo anunciou a compra da fabricante Francesa de caminhões, Renault V.I. e sua subsidiária nos EUA, a Mack Trucks. A Volvo passou então a ser o maior fabricante europeu – e o segundo maior do mundo – de caminhões pesados. A Volvo também é o maior produtor mundial de motores diesel entre 9 e 16 litros.

A meta da aquisição da Renault e da Mack foi gerar economias de escala de modo a desenvolver caminhões mais eficientes, que atendam tanto as legislações ambientais que estão por vir e como as difíceis demandas de produtividade.

Assumindo o futuro com confiança
As três marcas convivem e se desenvolvem lado a lado e cada uma tem seus públicos alvos específicos. Em fevereiro de 2006, a Volvo Trucks lançou o mais potente motor de caminhão, um motor de 16 litros que desenvolve 660cv. Neste mesmo ano, também iniciou o processo de aquisição de participação significativa e de cooperação com a Nissan Diesel do Japão, e pouco antes do Jubileu de 80anos da Volvo, foi anunciada a intenção da Volvo de adquirir 100% da Nissan Diesel.


 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP