PEDOFILIA. SUBWAY DE NOVO NO NOTICIÁRIO

0

Segunda maior rede de lanchonetes dos Estados Unidos, Subway se vê novamente envolvida em denúncias de pedofilia que atingem seus executivos. Desta vez, o alvo foi Jared Fogle, conhecido como ‘Subway guy’, o garoto-propaganda, porta-voz e embaixador da marca, de 37 anos, que perdeu 108 quilos no final dos anos 1990 se alimentando apenas na rede Subway. Na última terça-feira, 7, o FBI apreendeu discos e documentos na casa de Jared suspeito de integrar uma rede de pedofilia internacional. Ele não foi preso, segundo informou o FBI, mas é alvo de investigações.

 

O fato é grave por ele ser porta-voz e presidente da Jared Foundation para a vida saudável na infância a qual a Subway é ligada, o que abre uma crise de imagem e reputação da marca que está sendo acompanhada de perto por profissionais de comunicação. A empresa, como é comum em casos de crise, informou que tais práticas não fazem parte de sua política e que, ao contrário, investe contra os crimes de pedofilia oferecendo segurança aos pais em todas as lanchonetes. Destacou ainda, em comunicado o seu estranhamento: “Estamos chocados com as notícias e acreditamos que está relacionada com uma investigação anterior de um empregado da Jared Foundation. Estamos muito preocupados e vamos acompanhar a situação de perto. Não temos mais detalhes por enquanto”.

A denuncia anterior a que a nota da rede Subway se refere diz respeito à prisão, em março deste ano, do ex-diretor-executivo da Jared Foundation Russell Taylor, 43 anos, por sete crimes de produção de pornografia infantil e um crime de posse de pornografia infantil. Agora, as buscas na casa de Jared, que é casado e reside em Zionsville, Indiana, Estados Unidos, relacionam novamente Subway com a pedofilia, um dos temas que causam maior arranhão à marcas nos Estados Unidos. É possível que Subway venha a se desvincular da Jared Foundation, no alvo do furacão e da preocupação de pais com seus filhos nos Estados Unidos. O garoto-propaganda da marca, ainda que inocente, agora tornou-se um problema, alvo de investigação do FBI, o que já é o suficiente para uma crise, e das grandes. Deve resultar num case a ser analisado por especialistas de reputação e imagem organizacional. (Da Redação).

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP