BAGUNÇA MEU CORETO NAS RUAS DE LARANJEIRAS

0

O desejo de animar o carnaval de uma vizinhança e a vontade de criar uma alternativa a alguns blocos saturados de foliões é o combustível que alimenta o crescimento constante do carnaval de rua do Rio de Janeiro. Um exemplo é o Bagunça Meu Coreto, bloco surgido em 2005 na então pacata Praça São Salvador, em Laranjeiras, hoje um dos points boêmios mais agitados da zona sul carioca.

Por Paulo Virgilio/Repórter da Agência Brasil

Nesta terça-feira (9), o Bagunça realizou seu 11° desfile, saindo como sempre 30 minutos antes da hora prevista (11h), para um percurso pelas ruas próximas, entre elas a Paissandu, onde o bloco desfilou sob as centenárias palmeiras. De volta à praça, tudo terminou em um baile até o meio da tarde, comandado a partir do coreto, que ao longo do ano é palco de várias atrações, entre elas as rodas de samba, aos sábados, e de choro, aos domingos.

Tudo começou com um punhado de moradores do entorno da praça que já saía em outros blocos da cidade. Outros amigos foram chegando e estava formado o grupo de 40 diretores, que até hoje está à frente do bloco. “Na época, essa praça era muito vazia. Quando a gente surgiu, o coreto não era tão bagunçado”, contou o professor Tarcisio Mota de Carvalho, presidente e um dos fundadores do Bagunça Meu Coreto.

Rio de Janeiro - O bloco Bagunça Meu Coreto saiu pelas ruas de Larangeiras, zona sul da cidade, antes de ocupar o coreto da praça São Salvador (Tânia Rêgo/Agência Brasil)
O bloco Bagunça Meu Coreto saiu pelas ruas de Laranjeiras, zona sul do Rio, antes de ocupar o coreto da Praça São Salvador. Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

“Modéstia à parte, fazemos o melhor carnaval do Rio aqui nesse bairro. É um bloco família, com muita presença de crianças, de moradores, a galera sempre muito fantasiada e a gente fica muito feliz de ter uma bandinha tocando marchinhas e sambas aqui no Bagunça”, disse, orgulhoso do bloco que ajudou a criar e que hoje reúne cerca de 4 mil foliões.

O carnaval do Bagunça atraiu este ano moradores de Laranjeiras, dos vizinhos Flamengo e Catete e de outros bairros da cidade. Até uma turista japonesa, Miwa Takara, natural da Ilha de Okinawa, incluiu o bloco no roteiro do primeiro carnaval de sua vida. “It’s wonderful [É maravilhoso, em português]”, disse, em inglês.

Moradora da São Salvador, a professora Maria de Fátima Costa Alves acompanha o bloco desde que ele surgiu. “No início era pouca gente. A porta-estandarte era uma senhora bem velhinha. Depois o bloco cresce e foram aparecendo outros aqui na praça, como o É do Pandeiro, aos domingos. Até o chorinho, quando chega o mês de janeiro entra no ritmo do carnaval, uma hora antes de terminar [por volta das 13h de cada domingo]começa a tocar marchinhas e fica como se fosse um baile”, lembrou Fátima.

Motivo de reclamações de grande parte dos moradores, devido ao excessivo barulho noturno e à sujeira deixada após cada noitada, o point noturno em que a Praça São Salvador se transformou nos últimos dez anos tem um lado positivo, na visão de Fátima. “Sou moradora desde o tempo em que a gente tinha medo de atravessar a praça de um lado para outro depois das 22h. Quem reclama do barulho hoje não viveu essa época”, disse.

Já o fundador do Bagunça Meu Coreto reconhece que é preciso haver uma organização. “A praça é um point e a gente gosta muito, mas a gente precisa muito do Poder Público dando estrutura e garantindo para que a praça não fique o que tem sido durante a noite. A saída não é a repressão, mas a conversa, o diálogo e a democracia”, disse Tarcisio Mota.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP