MÔNICA CRESCEU E REVISTA ESTÁ DE CARA NOVA

0

Após centésima edição icônica, a revista da PANINI que é referência no segmento mundial de quadrinhos inaugura uma nova fase e ganha uma nova identidade visual que inclui reestilização do logo, reposicionamento dos elementos fixos da capa, como os selos e a assinatura do Mauricio de Sousa, e alcança as capas internas que passam a ter um outro tratamento no traço e cor. Para marcar a estreia da nova etapa, a revista mensal Turma da Mônica Jovem terá sua numeração reiniciada desde o número 1 – a ideia é prestigiar toda uma nova geração de leitores, proporcionando a oportunidade de começarem sua coleção a partir da tão estimada primeira edição. A nova rev ista começa a chegar às bancas de todo o País a partir de 30 de dezembro com 132 páginas por R$8,50.

A nova fase da revista Turma da Mônica Jovem assinala a introdução de novos conteúdos às temáticas já presentes nas histórias dos adolescentes Mônica, Cebola, Cascão, Magali e toda a galera do Limoeiro. Mas essa mudança não afeta a cronologia e, nesta primeira edição, a história …te amo pra sempre!prossegue acompanhando de perto o relacionamento dos protagonistas Mônica e Cebola. Finalmente, eles reatam o namoro. Tudo está indo maravilhosamente bem, até o Cebola receber uma correspondência que pode mudar tudo, e o que era lindo pode virar um pesadelo. Mas qual será o conteúdo dessa carta que deixou o rapaz tão preocupado?

Com relação às mudanças que caracterizam a nova identidade visual da publicação, a renovação foi expressiva:

•    Logotipo TMJ reestilizado;
•    Novo design da capa com os selos posicionados na parte inferior da revista e a assinatura do Mauricio no alto, à direita, reforçando o posicionamento de marca e chancela de qualidade da produção dos estúdios MSP;
•    Capas internas têm desenhos com tratamento em lápis e na cor CYAN (não mais em PB);
•    Novo layout das páginas frequentes em todas as edições como: índice, folha de rosto, Fala Mauricio e expediente;
•    Galeria de imagens com esboços das artes da edição na última página, onde até então havia instruções sobre a direção de leitura da revista – que, apesar do estilo inspirado nos mangás, é lida da maneira ocidental.

Sobre a revista Turma da Mônica Jovem 

A publicação em quadrinhos estilo mangá que conduziu o universo dos personagens criados por Mauricio de Sousa à adolescência revolucionou o mercado brasileiro e tornou-se o maior sucesso editorial do segmento nos últimos trinta anos. Para marcar 100 edições de muito sucesso, no centésimo número foi contado mais um capítulo inesquecível da trajetória desta relação que por décadas se desenvolve nos quadrinhos brasileiros – Mônica e Cebola. Eles cresceram, namoraram e até o casamento deles já foi visto num futuro não tão distante. Mas, nas idas e vindas do amor, já estavam separados há um bom tempo. Enquanto ela teve um longo namoro com o Do Contra, ele nunca desistiu de reconquistá-la. Agora, porém, um visitante extraordin& aacute;rio quis dar uma ajudinha para o destino se concretizar. O futuro desse relacionamento veio – literalmente – bater à porta.

Obrigado pela companhia, leitor. E bom divertimento neste momento mágico de reaproximação (de novo) dos nossos jovens enamorados Mônica e Cebola, agora se aproximando da idade adulta (…) O que virá? Afinal… Em um futuro próximo, depois do rito de passagem da juventude para a idade adulta, tudo pode acontecer com nossa turma jovem. E não tenham dúvida que tudo vai acontecer mesmo”, comenta Mauricio de Sousa no texto que encerrou a edição nº100.

“A Turma da Mônica Jovem foi uma das grandes apostas do Estúdios Mauricio de Sousa com a editora PANINI. Uma publicação inovadora que permitiu a expansão do universo de personagens clássicos das HQs brasileiras e promoveu uma aproximação ainda maior com os leitores. Com características mais realistas, mais dinâmicas e conectadas, os personagens vivenciam este mundo globalizado e tecnológico e passam por situações idênticas às dos jovens de hoje. Abrindo espaço para diferentes abordagens e temas, a inovação dessa revista é ainda maior: novo traço em páginas PB e aplicação de retícula que, além de influenciarem uma geração de fãs e seu comportamento, estimulando a leitura e o conheciment o, contribuem também para sua orientação cultural. E tudo isso sem perder a essência daqueles personagens criados há mais de 50 anos pelo Mauricio de Sousa. Temos certeza que a 100ª edição da revista Turma da Mônica Jovem foi uma daquelas que entra para a história do segmento, sinalizando que o sucesso do mercado de quadrinhos atual se confunde com o próprio sucesso dessa publicação”, declara Márcio Borges, diretor Comercial, de Marketing e Publicações da PANINI. “Edições icônicas da Turma da Mônica Jovem como a nº 1, nº 4, nº 34 e nº 50 tiveram juntas cerca de 2 milhões de exemplares vendidos”, complementa o executivo. 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.