PARINTINS: O FESTIVAL DA SUPERAÇÃO

0

O festival da superação. É assim que organizadores e moradores de Parintins, no Amazonas, estão definindo este ano a festa folclórica dos bois Caprichoso e Garantido, que está em sua 51ª edição e começa na noite de hoje (24) na cidade amazonense. Faltando pouco mais de um mês para o evento, o governo do estado surpreendeu a todos com o anúncio do corte de verbas para o setor de cultura, incluindo o festival da chamada Ilha Tupinambarana.

Por Bianca Paiva/Correspondente da Agência Brasil

Havia o temor entre torcedores dos bois azul e vermelho, e até mesmo da população parintinense, de que a festa não ocorresse. Segundo o prefeito Alexandre Carbrás, o município teve que assumir a organização do festival e promover uma mobilização para garantir a o evento.

“Eu vou ser muito sincero. Falar dos bois, falar do festival, é você mexer numa paixão doentia do povo de Parintins e das pessoas que gostam do festival. Nós tivemos o impacto de uma mídia que nós fizemos ‘Não tem dinheiro, mas tem paixão. O festival da superação’”. Isso pegou. E a gente percebe que as pessoas que estão vindo para cá é que são os apaixonados pela terra, pela cultura e pelas agremiações”, disse Carbrás.

Brasília

O prefeito de Parintins disse que foi a Brasília para conseguir recursos para o evento e saiu de lá com o compromisso do governo federal de investir R$ 4 milhões para o festival. A prefeitura ainda aguarda a liberação da verba.

“Houve um impasse muito grande em relação a dinheiro. Eu, como prefeito, fui a Brasília e lutei pela verba e que, se Deus quiser, logo, logo deve estar vindo para ajudar no festival. Eu puxei para mim e para o município a responsabilidade de tocar a festa. Na sexta-feira passada é que nos foi entregue o Bumbódromo, ou seja, nos deram apenas uma semana para a gente organizar tudo. Graças a Deus e aos esforços e à união de todos, estamos conseguindo superar as adversidades, a cidade está preparada”, garantiu o prefeito.

União

A moradora de Parintins Larissa Noronha, de 21 anos, diz que a população da cidade também se uniu para ajudar nos preparativos da festa. “Acho que houve bastante dificuldade, mas a cidade se uniu. Tanto é que houve mutirão de limpeza do Bumbódromo e a própria população se mobilizou para isso. A população ajudou também a trazer alegorias, ajudou a fazer eventos para trazer recursos para os bois”, contou.

Apesar da crise financeira, a funcionária pública Cibele Jurema das Neves saiu de Manaus para apoiar o seu boi preferido. “Muitas pessoas colocaram para trás, falando que esse ano não vai ser legal, porque não vai ter recurso do governo. Mas, enfim, eu estou aqui para dar força para meu boi. E vai ser lindo, com crise ou não, o festival vai ser lindo do mesmo jeito”, diz a torcedora.

O resultado desse esforço conjunto poderá ser conferido, a partir desta sexta-feira, às 20h. Conforme sorteio nessa quinta-feira, o Boi Garantido, com o Tema Celebração, fará a primeira apresentação da noite e o Caprichoso, com o tema Viva Parintins, o encerramento.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.