ARTISTAS PLÁSTICOS SEGUNDO FREDERICO DALTON

0

Um E.T. aterrissou justamente onde um grupo de artistas plásticos contemporâneos fazia um piquenique. “Levem-me ao seu líder”, ordenou o E.T. Apavorados, os artistas obedeceram. E chegaram todos diante do “líder”: um urinol de cabeça para baixo sobre um pedestal.

Já se fez de tudo no campo das artes plásticas. Já se imergiu um crucifixo em urina, já se vendeu o cocô de um artista, já entregaram um revólver na mão do público. Ninguém mais dá valor a estas coisas! Decidi apenas pintar cavalos fugindo de florestas em chamas. E já consegui o lado inteiro de um prédio de 20 andares onde farei minha primeira “street art”. Se Deus me ajudar, ainda chego no Tate Modern.

Aviso aos brasileiros que moram na Suécia: Estocolmo já tem um centro de umbanda. Foi inaugurado ontem, com uma gira de caboclo, por um carioca que estuda artes plásticas na universidade local. Tudo começou com performances onde ele “tematizava” memórias de sua infância num terreiro de Jacarepaguá. A diferença entre as performances e as giras só a cabocla Jurema pode explicar.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.