Carlos Arthur Nuzman

0

TEXTO COB/TEXTUAL

FOTO AGÊNCIA BRASIL

O esporte olímpico brasileiro manteve nos Jogos Olímpicos Pequim 2008 a evolução qualitativa que vem sendo alcançada nos últimos anos. Foram 3 medalhas inéditas de ouro, 4 de prata e 8 de bronze, somando um total de 15 medalhas, e a participação recorde em 38 finais, quase o dobro das 22 finais disputadas em Atlanta-96. Em Sidney o Brasil disputou 22 finais e em Atenas 2004 participou de 30 finais. No total de medalhas conquistadas, o Brasil terminou na 17ª. colocação geral. Na contagem pelas medalhas de ouro, o país ficou na 22ª. posição.”O crescimento esportivo de um país não deve ser medido apenas por medalhas. A presença de um maior número de atletas e de modalidades em finais olímpicas indicam a evolução qualitativa do esporte brasileiro nas últimas quatro edições dos Jogos Olímpicos. Sem dúvida, isso tem sido conseqüência direta da aplicação dos recursos da Lei Agnelo/Piva nos últimos anos pelo COB e pelas Confederações Brasileiras Olímpicas. Para Londres 2012 poderemos contar também com os recursos da Lei de Incentivos Fiscais ao Esporte, que, por sua abrangência, será uma importante fonte de recursos desde ao alto rendimento”, afirmou o presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, em entrevista coletiva na Casa Brasil, em Pequim.
As três medalhas de ouro em Pequim foram inéditas: Cesar Cielo, com a quebra de três recordes olímpicos nos 50m livre da natação, Maurren Maggi, no salto em distância, e o vôlei feminino. Além disso, o Brasil registrou outras marcas inéditas. Pela primeira vez o país participou da final olímpica na ginástica artística feminina por equipe, no solo da ginástica artística masculina e no revezamento feminino 4x100m do atletismo. A judoca Ketleyn Qaudros se tornou a primeira medalhista olímpica individual (bronze) feminina do esporte brasileiro. Depois vieram Maurren Maggi, no atletismo, e Natália Falavigna, bronze no taekwondo. Nas disputas diretas pela medalha de ouro, o Brasil registrou aumento de 70,6%. Em Atenas foram 17 disputas, em Pequim foram 29.”São conquistas expressivas em diversas modalidades. E as nossas atletas merecem um destaque especial”, ressaltou Nuzman.
O presidente do COB comentou ainda a evolução do esporte em todo o mundo, o que qualifica ainda mais as conquistas do Brasil em Pequim. Dos 204 países participantes, 86 obtiveram medalhas. Foram estabelecidos 42 recordes mundiais e 128 recordes olímpicos. Países como Mongólia, Panamá e Bahrein conquistaram medalhas de ouro pela primeira vez. “Observamos dois fenômenos distintos em Pequim: a hegemonia da China, que se preparou como nunca para esses Jogos Olímpicos, e a diluição de medalhas por uma gama maior de países. A competitividade está cada vez maior e o Brasil está inserido neste contexto mundial”, ressaltou o presidente do COB.
Para o ciclo olímpico de Atenas 2004 (2001 a 2004) o COB repassou às Confederações cerca de R$ 90 milhões. Para o ciclo de Pequim (2005 a 2008) foram repassados R$ 160 milhões, incluídos os cerca de R$ 24 milhões do convênio com a Petrobras via Lei de Incentivos ao Esporte. Esse aumento contemplou também a preparação para os Jogos Pan-americanos Rio 2007, quando o Brasil competiu em todas as 47 modalidades com uma delegação de quase 1 mil integrantes.
Após Pequim 2008, o COB analisará os resultados dos dois últimos ciclos olímpicos. “Até agora as Confederações dispuseram de um percentual fixo da Lei Agnelo/Piva. Temos que analisar as carências e necessidades de cada esporte para então definirmos que modelo será o ideal para o próximo ciclo olímpico”, concluiu.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP