DIFERENÇAS SEGUNDO FREDERICO DALTON

0

Romantismo em tempo de facas. Qual a diferença entre roubar uma bicicleta e roubar um beijo? O ladrão de bicicletas quer fugir. Quem rouba um beijo quer ficar, e de preferência para sempre ao lado de sua “vítima”. O ladrão de bicicleta não quer ser preso. O ladrão de beijos torce para que isso aconteça, e de preferência nos braços de sua “vítima”. O ladrão de bicicletas nunca trará de volta o que roubou. Para o ladrão de beijos, o primeiro beijo roubado já nasce pronto para ser devolvido.

Aviso aos brasileiros que moram na Suécia: Estocolmo já tem um centro de Umbanda. Foi inaugurado ontem, com uma gira de caboclo, por um carioca que estuda artes plásticas numa universidade local. Tudo começou com performances onde ele “tematizava” memórias de sua infância num Terreiro de Jacarepaguá. A diferença entre as performances e as giras só a cabocla Jurema pode explicar.

Foram professor e aluna há muitos anos. Ele, em começo de carreira; ela, de vida. Seriam apenas passageiros um na estória do outro: conviveram por um semestre e logo se esqueceram. Ele falava; ela ouvia. Ele, tão só, tão exposto na frente dela; ela sempre em boa companhia. Naquela época, ele era todo idealismo; ela, puro potencial. Mas agora se reencontraram e se tornarão amantes. E todas estas diferenças serão revistas. 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.