O LEGADO DE HENNING MANKELL NA LITERATURA

0

Por Marcelo Pinto* 

Muito antes de Stieg Larsson, autor da trilogia Millenium, com a jovem hacker Lisbeth Salander e o jornalista Mikael Blomkvist, um outro sueco, Henning Mankell, já havia publicado romances policiais capazes de hipnotizar milhões de leitores mundo afora — para ser mais exato, foram 40 milhões de livros vendidos em 40 línguas.

Conheci a série protagonizada pelo inspetor de polícia Kurt Wallander há pouco mais de 10 anos. Comecei pelo primeiro, “Assassinos sem rosto”, que me cativou devido a dois ingredientes básicos: acompanhava o dia a dia da equipe de investigação, numa pequena cidade ao sul da Suécia, Ystad, e a vida pessoal do Wallander — recém separado da mulher, com uma filha na casa dos 20 anos e tendo que cuidar do pai com princípio de Alzheimer — , ao mesmo tempo que narrava uma trama associada a uma temática bastante contemporânea na Europa e no mundo: o crescimento da xenofobia e do racismo.

Os primeiros livros são da década de 90 e seguem essa receita para falar, por exemplo, da corrupção policial em um país comunista do Leste europeu (Letônia), ou de uma fictícia, mas possível trama para impedir que Nelson Mandela chegasse ao poder e selasse o fim do regime sul-africano de Apartheid. As histórias, mesmo quando boa parte delas se passassem no exterior, reservavam sempre relações surpreendentes com o país nórdico. Lê-las representava uma viagem para um mundo exótico e fascinante, onde o Estado de bem-estar social parece ter viabilizado uma sociedade equilibrada, em que os serviços funcionam e onde não há diferenças de classe gritantes, mas que, naturalmente, vai revelando aqui e ali suas rachaduras, misérias e grandezas como toda aglomeração de seres humanos.

Havia, ainda, a particularidade de apresentar como cenário uma cidade de população pequena, Ystad, que aos poucos tornou-se um dos destinos do que se convencionou chamar de turismo literário. Essa modalidade de turista-fã da obra de Mankell tem sido representada, majoritariamente, por alemães, que, pelo que me consta, consomem mais as aventuras do inspetor Wallander do que aquelas protagonizadas por Harry Potter.

Assim como a brevíssima obra de Larsson — que acaba de ganhar um quarto volume, pelas mãos do jornalista David Lagercrantz, sob encomenda dos herdeiros da obra, pai e irmão do autor -, os livros de Mankell também são pontuados por momentos do mais puro clichê. Essas passagens, no entanto, são sempre superadas pelo carisma do protagonista e pelas conjunturas políticas, universais, que apresenta como pano de fundo.

Histórias como “Os cães de Riga” e “A leoa branca” são clássicos da literatura universal. Não só na minha opinião, mas na de leitores como Kenneth Branagh, fã confesso que protagonizou a série da BBC “Wallander” e cujo papel lhe rendeu o Oscar britânico, o Bafta.

Mankell, à sua maneira, foi inovador. Aliás, ele não escreveu somente policiais. Escreveu também peças teatrais e livros infantis ambientados na África. Casado com Eva, a filha do cineasta e dramaturgo Ingmar Bergman, morava em Maputo, capital de Moçambique, onde mantinha o Teatro Avenida. Além de se dedicar à literatura e ao teatro, o escritor também financiava iniciativas de combate à proliferação da Aids no continente africano.

Mia Couto era seu amigo pessoal. Nas redes sociais, o escritor moçambicano rendeu sua homenagem ao colega sueco: “Aprendi muito com ele…na procura do que é o sonho…ele sempre me incentivava: vai ter com as pessoas, não procures a história, procura o sonho que está por trás da história…isso quase se transformou num método para mim”.

Lembro quando Mankell anunciou que estava com câncer, em fevereiro do ano passado, por meio de sua página no facebook. Disse que estava otimista e que ia tentar superar a doença. Não conseguiu. Kurt Wallander e todos nós, seus leitores, sentiremos muito sua falta.

Embora nunca se saiba, é improvável que alguém escreva uma nova aventura de Kurt Wallander, a exemplo do que aconteceu com a hacker e o jornalista criados por Stieg Larsson que ganharam uma nova — e elogiada — história. Até porque, Henning Mankell, ao contrário de Larsson, teve tempo de deixar uma obra robusta, incluindo 40 romances, 11 deles dedicados às histórias de Wallander.

*Marcelo Pinto é jornalista. O texto aqui revisado e atualizado foi publicado originalmente no Medium, onde escreve sobre literatura.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP