A potência da S10 da GM

0

Saem os cavalos, entram os búfalos. Com esse enfoque a General Motors do Brasil lança a sua mais nova campanha publicitária, para divulgar a força da inédita motorização no País da Chevrolet S10 Flexpower 2007 no segmento brasileiro das picapes de porte médio. Lançada em 1995, a S10 é um case de sucesso no Brasil pois é a líder absoluta de vendas neste segmento há 12 anos consecutivos e já se aproxima da marca de 300 mil unidades comercializadas.

A S10 é a primeira picape média no Brasil a contar com a tecnologia ‘flex fuel’, que permite a utilização de álcool, gasolina ou a mistura de ambos em qualquer proporção. Esta tecnologia trouxe grande avanço na potência do motor do veículo, que pulou dos 128 cavalos do motor a gasolina, para expressivos 147 cv com a utilização de álcool no motor Flexpower e 141 com o uso da gasolina. É, sem dúvida alguma, o motor aspirado mais potente do mercado brasileiro. Para melhor transmitir estes fortes argumentos mercadológicos, a nova campanha optou pelo uso da figura dos búfalos.

Portanto, a campanha “Búfalos” – criada pela McCann Erickson e que começa a ser veiculada neste próximo domingo (11/03/2007) -, substitui, tanto em seu filme para a televisão como em outras peças publicitárias para a mídia impressa, os tradicionais cavalos, que sempre simbolizaram a potência do motor.

A opção da utilização da figura dos búfalos na campanha teve como objetivo expressar ainda mais a força e a robustez do novo motor. Com esse gancho, o filme de televisão termina sua mensagem com a seguinte assinatura: “Chevrolet S10 com novo motor FlexPower. Mais que cavalos”.

“Esta campanha publicitária da S10 equipada com a nova motorização Flexpower dá seqüência à estratégia de marketing da GM para este ano de 2007, em que buscamos inovar ao máximo a comunicação para a oferta de nossos veículos aos consumidores. Os anúncios da S10 inovam e como nosso objetivo é mostrar a força ainda maior dos novos motores, utilizamos a figura do búfalo, em substituição ao cavalo, para transmitir a potência da nossa picape Chevrolet”, destaca Samuel Russell, diretor de Marketing da General Motors do Brasil.

De acordo com Adriana Cury, Chairwoman e Diretora executiva de criação da McCann Erickson, “a campanha mostra a continuidade de um trabalho inovador que temos buscado desenvolver para a marca Chevrolet. Ela comprova o comprometimento de nosso cliente, que tem apostado em idéias ousadas, como as dessa campanha da S10”.

Campanha com os búfalos

O filme, produzido pela Margarida Filmes, inicia-se com uma manada de búfalos que, em disparada, atravessa as ruas de uma cidade, faz o chão tremer e desperta a atenção de todos que estão por perto. Os búfalos ignoram tudo que está à frente e correm como se tivessem um destino traçado. Finalmente chegam ao campo e, quebrando cercas, dirigem-se a uma fazenda. O foco passa a ser, então, uma garotinha que se alegra ao sentir a chegada da manada, levanta de sua cama, sai de casa dando a impressão de que vai receber os búfalos.

Nessa hora, a imagem dos búfalos se transforma na nova S10, dirigida pelo pai da menina. Ele estaciona o veículo, desce e recebe um abraço carinhoso de sua filha. Encerrando o filme então, um locutor diz, em off, a frase “Chevrolet S10 com novo motor FlexPower. Mais que cavalos”.

Para o diretor da campanha “Búfalos”, Christiano Metri, a pós produção foi um desafio. O processo levou duas semanas e envolveu uma equipe de 20 pessoas trabalhando em 12 máquinas ininterruptamente. O processo de inserção dos búfalos, que dão nome ao filme, foi praticamente artesanal. A trilha sonora foi composta pela produtora de som Menina, de Julia Petit.

Os anúncios foram feitos trazendo a imagem dos búfalos em clima árido e um deles traz a frase: “Os mais bravos você não está vendo porque estão debaixo do capô”.

A veiculação será nacional e inclui a televisão, principais jornais e revistas, além de rádio e internet. A utilização da figura do búfalo está presente tanto no filme de televisão, quanto nos spots de rádio e nas peças publicitárias de jornais, revistas e sites.

S10, um case de sucesso

A picape Chevrolet de porte médio S10 – campeoníssima de vendas no mercado brasileiro há 12 anos consecutivos -, recebeu como grande novidade neste início do ano de 2007, o novíssimo motor 2.4 Flexpower, de oito válvulas (duas por cilindro), com injeção MPFI seqüencial.

O grande destaque do motor 2.4 Flexpower é a potência, que teve um avanço expressivo em relação ao motor convencional a gasolina, que vinha sendo utilizado até então e tinha 128 cavalos. Agora, o novo motor, quando propulsionado a álcool, gera uma potência de impressionantes 147 cavalos e, quando utiliza a gasolina, alcança 141 cavalos de potência.

Prova dessa evolução foi o próprio resultado obtido pelo modelo no mercado brasileiro que, já no primeiro mês de venda efetiva, em fevereiro último, conquistou 41,9% de participação no segmento das picapes médias, o equivalente a mais do que o dobro em relação ao segundo colocado.

Lançada em 1995, a S10 escreve uma história de sucesso como um dos maiores ‘cases’ na indústria automobilística brasileira.

O modelo Chevrolet inaugurou o segmento das picapes médias no País, que teve uma expansão expressiva, e o liderou de forma absoluta nos últimos 12 anos, consecutivamente, incluindo o ano de 2006. No período de 1995 a 2006, a S10 já acumulou no País uma venda de quase 300 mil unidades. Hoje, quase metade da frota circulante de picapes médias no País é constituída do modelo S10.

“A S10, sem dúvida alguma, é um caso de grande sucesso no mercado brasileiro pois oferece robustez e muito conforto aos seus usuários, atendendo em cheio o gosto do consumidor brasileiro”, destaca Ray Young, presidente da General Motors do Brasil e Mercosul.

José Carlos Pinheiro Neto, vice-presidente da GM do Brasil, assegura que a chegada do motor “Flexpower” à picape S10, é realmente um marco para a empresa, pois, agora, toda a linha de modelos produzidos no País conta com a tecnologia ‘flex fuel’, a exemplo do Celta, Classic, Prisma, Corsa, Astra, Vectra, Meriva, Zafira e picape Montana. “A GM, agora, tem orgulho de oferecer esta tecnologia em 100% de seus veículos produzidos aqui no Brasil”, acrescenta ele

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP