Almap/BBDO contra o trabalho escravo

0

Na sua luta pela erradicação do trabalho escravo no Brasil, a OIT (Organização Internacional do Trabalho), com o apoio da CONATRAE (Comissão Nacional para a Erradicação do Trabalho Escravo), através de seu escritório no país, volta à mídia para o lançamento de novas peças de sua campanha nacional, criadas pela AlmapBBDO.

O anúncio está nas revistas TPM e Trip. De uma maneira simples, mas ousada, ele procura sensibilizar os leitores sobre a exploração de milhares de brasileiros submetidos a um crime de lesa humanidade. Esses brasileiros não possuem quaisquer direitos trabalhistas, sobrevivem às piores formas de exploração no trabalho e em condições degradantes. O mais grave, entretanto, é que seus direitos mais violados são a liberdade e a dignidade.

Ao folhear as revistas que veiculam o anúncio, o leitor se depara com duas mãos algemadas. Estas algemas também unem as páginas da revista e não permitem que fique totalmente aberta. Ao forçar a revista para abri-la, os elos se rompem e o leitor vê, então, o título: “Infelizmente, acabar com o trabalho escravo não é tão fácil assim”. A assinatura do anúncio é “Trabalho escravo. Vamos abolir de vez essa vergonha

O fato

Em busca de emprego e enganados por aliciadores de mão-de-obra dos fazendeiros, os chamados “gatos”, esses trabalhadores são levados de municípios muito pobres a lugares distantes com a esperança de uma vida melhor. Ao chegarem a seu destino, eles se deparam com a triste realidade – condições desumanas de trabalho, isolamento geográfico que os impede de fugir, guardas armados que ameaçam ou até matam em tentativas de fuga, além de dívidas fraudulentas com alimentação e transporte em valores muito superiores ao salário inicialmente prometido. Em 11 anos de existência do Grupo Móvel de Fiscalização do Ministério do Trabalho e Emprego, mais de 23 mil pessoas já foram libertadas.

O Brasil vem sendo reconhecido internacionalmente como um exemplo mundial no combate ao trabalho escravo pela ação articulada da CONATRAE, que vem apoiando todas as campanhas lançadas pela OIT.


 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP