Amazônia em fotos

0

A revista Amazônia – Ainda é possível salvar?, iniciativa inédita do jornal O Estado de S. Paulo veiculada em outubro do ano passado, rompe fronteiras e leva as imagens publicadas em suas páginas para o Wilson Center, em Washington (EUA). Na próxima quarta-feira (dia 16), até 14 de março, o público norte-americano poderá conferir a mostra “Amazônia Photography”. Em razão dos 20 anos da morte de Chico Mendes, os Estados Unidos dedicam o ano de 2008 à Amazônia. A exposição e a conferência que a antecede são organizadas pelo Brazil Institute do Wilson Center.

Haverá um coquetel de abertura, dia 16, às 18 horas, com as presenças, entre diplomatas, altos funcionários e especialistas em meio ambiente dos dois países, do presidente do Wilson Center, Lee Hamilton, do embaixador do Brasil em Washington, Antonio Patriota, e do diretor de Conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour.

Uma conferência intitulada Integração, Infra-estrutura e Proteção Ambiental na Amazônia antecederá a recepção de abertura. Dividida em três partes, discutirá as conclusões de um relatório que a Conservation Internacional publicou recentemente sobre as iniciativas de Integração da Infra-Estrutura Regional Sul Americana (IIRSA). O evento será transmitido ao vivo na Internet pelo do site www.wilsoncenter.org.

A sessão inicial, às 12 horas, será presidida pelo biólogo Thomas Lovejoy, que cunhou a expressão biodiversidade, e terá as participações do autor do estudo da Conservation International, Timothy J. Killeen, e o coordenador da IIRSA do Banco Interamericano de Desenvolvimento, Mauro Marcondes. As mesas seguintes terão representantes de governos federal, de organismos multilaterais, de organizações não governamentais e do setor privado.

A exposição Amazônia Photography tem como base as fotos produzidas para a revista Amazônia – Ainda é possível salvar?. A publicação é fruto de um grande investimento jornalístico do Estadão, que mobilizou alguns de seus mais destacados profissionais para produzir um retrato sem retoques desse que é o maior ecossistema do mundo, tema obrigatório nos estudos e debates sobre o futuro do homem no planeta.

Para a realização do projeto foram enviados, durante quatro meses (de julho a outubro deste ano), cinco repórteres e três fotógrafos para explanar, de forma ampla, uma proposta-base: mapear o problema da devastação da floresta, apontar e discutir as possíveis soluções. Ao todo, estiveram envolvidos 25 profissionais na apuração de informações, pesquisas e redação.

“Para responder à questão levantada pela revista, é preciso conhecer a Amazônia profundamente. Esse princípio norteou os repórteres destacados para a missão, alguns dos quais chegaram a lugares onde nenhum profissional da imprensa havia estado antes. Encontraram terras arrasadas, aldeias indígenas e povoados empobrecidos, mas também experiências que reforçam a esperança da sustentabilidade”, diz o diretor de Conteúdo do Grupo Estado, Ricardo Gandour, adiantando que a exposição também acontecerá em São Paulo em data e local a serem definidos.

Sobre o Wilson Center e o Brazil Institute – O Woodrow Wilson Internacional Center for Scholars é o memorial ao 28º presidente dos EUA, Woodrow Wilson, considerado um dos grandes presidentes da história daquele país. Foi criado em 1968 para ser um espaço vivo que procura aproximar os formuladores de políticas públicas e os estudiosos dessas áreas. O público do Wilson Center vem das comunidades acadêmicas e de formuladores de políticas públicas de Washington, ou seja, funcionários dos poderes Executivo, Legislativo, Judiciário, bem como integrantes das forças armadas e do corpo diplomático. O Brazil Institute foi criado em junho de 2006 e se dedica a dar maior visibilidade e a aumentar a compreensão em Washington dos temas de políticas públicas relevantes ao Brasil e às relações Brasil-EUA. O Brazil Institute é dirigido pelo jornalista Paulo Sotero, que foi correspondente do Estado de S.Paulo em Washington durante dezessete anos, antes de assumir sua atual função, em setembro de 2006.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP