Belezas e Desastres

0

De 23 de janeiro a 5 de fevereiro no MuBE – Museu Brasileiro da Escultura


As fotografias sempre provocativas de David LaChapelle têm sido descritas de inúmeras formas. Suas imagens são comparáveis a obras de artistas dos movimentos surrealista, pop art, futurista, barroco e renascentista.

A exposição Heaven to Hell: Belezas e Desastres comprova a originalidade e o virtuosismo do trabalho desse americano nascido em Connecticut em 1969 e que deu seu primeiros passos ainda adolescente como fotógrafo da revista Interview editada por Andy Warhol, de quem fez a última foto, dois meses antes de sua morte em 2007.

A mostra fica em cartaz no MuBE – Museu Brasileiro da Escultura (Av. Europa, 218, tel.: 3081.8611) de 23 de janeiro a 5 de fevereiro, podendo ser visitada gratuitamente de 3ª. a domingo, entre 10h e 19h, no Grande Salão e no Lobby do museu. A curadora internacional da exposição é Eva Grinstein com patrocínio de Oi e Shopping Iguatemi.

E não são apenas as 25 fotos de LaChapelle que compõe a exposição: serão apresentados no Auditório do MuBE oito videoclips que dirigiu para diversos artistas (Moby, Macy Gray, Jennifer Lopez, Elton John, Gwen Stefani, Christina Aguilera e No Doubt), além de uma versão inédita no Brasil do documentário em longa-metragem Rize, que abriu o Sundance Festival em 2005, sobre o movimento sócio-cultural em torno do krumping, uma dança de rua surgida em Los Angeles.

O idealizador Chico Lowndes e o produtor executivo Guili Alves de Lima trouxeram Belezas e Desastres do Museu Malba de Buenos Aires para São Paulo. Para Lowndes, “a chegada desta exposição é a oportunidade de conferir de perto um acervo que se conhecia, em grande parte, apenas dos livros e das revistas em que LaChapelle publica. A concepção da mostra é baseada na compilação explosiva de imagens do último livro de David LaChapelle, Heaven to Hell (2005), que completa a trilogia iniciada com LaChapelle Land (1996) e LaChapelle Hotel (1999). Neste trabalho, salta aos olhos a face surrealista e a visão crítica e ao mesmo tempo escapista que o fotógrafo tem da sociedade atual; em uma contraposição entre o testemunho de um mundo real e a criação de um mundo fantástico e absurdo. Em Heaven to Hell, ele, ironicamente, apresenta em suas clássicas imagens, contrastadas e ultra-saturadas, um espelho do nosso tempo, abordando fama, moda, pornografia e religião. São imagens que, a seu modo, questionam nossa relação com o famoso e o ordinário, bem como com o glamour e o status, incluindo-os em um contexto social. Independentemente do conceito propriamente dito, as imagens selecionadas também exploram ao máximo a composição cromática que tornou LaChapelle reconhecido por uma estética única, que une o barroco ao kitsch.”

 

Heaven to Hell: Belezas e Desastres, pela curadora Eva Grinstein

 

A mostra fotográfica que vem ao MuBE traz uma apresentação abrangente dos trabalhos de LaChapelle. As imagens dos três livros do artista reaparecem em Artists & Prostitutes 1985-2005, uma edição limitada que faz a retrospectiva completa das obras de LaChapelle. No conjunto, suas imagens formam uma antologia de pessoas e histórias, parte fruto da imaginação e parte fruto da realidade, visões em que o sedutor e o bizarro coexistem com notável facilidade.

Nos últimos vinte anos, incontáveis estrelas e celebridades estiveram no foco da câmera de LaChapelle. Seus registros fotográficos incluem cantoras pop como Madonna, Mariah Carey, Britney Spears e Christina Aguilera; atores de Hollywood como Ewan McGregor, Leonardo DiCaprio, e Jude Law; e as supermodelos Gisele Bündchen, Naomi Campbell, Alek Wek e Kate Moss. Ele também fotografou outros artistas renomados, figurinistas e diretores de cinema, como Pedro Almodóvar, Jean Paul Gaultier e Jeff Koons. LaChapelle é ainda conhecido mundialmente por registrar uma série de lindas e arrebatadoras loiras: seus retratos incluem Kim Basinger, Pamela Sue Anderson, Uma Thurman e Courtney Love, além da transexual Amanda Lepore – uma verdadeira fixação e alvo freqüente de seus trabalhos.

Uma seleção de fotos destas celebridades constitui o primeiro grupo da exposição, que contém fotografias variadas, como a de uma voluptuosa Angelina Jolie em um cenário que imita uma fonte de água; do cantor Marilyn Manson cercado por crianças em idade escolar, que se mostram extasiadas com sua aura de loucura gótica; e do estilista Alexander McQueen, imortalizado na figura de uma fervorosa rainha na famosa fotografia tirada em 1996, mesmo ano em que foi eleito o melhor estilista inglês.

O segundo grupo de fotografias apresenta imagens de modelos anônimos, extraídas de trabalhos patrocinados por revistas e marcas comerciais, da qual faz parte uma série feita para a revista Vogue Itália em 2005. Neste polêmico conjunto de fotos, mulheres refinadas e indolentes figuram em cenários catastróficos. Aqui testemunhamos a asserção da independência criativa do artista, mesmo enquanto trabalha dentro dos limites de certas restrições visuais que lhe são impostas por seus patrocinadores. A visão criativa singular de LaChapelle fica muito evidente neste grupo, em que é possível observar sua capacidade de articular tanto sua versatilidade como o seu estilo distinto.

A estilizada e afetada luxúria, o culto às divas, a busca por uma narrativa que expresse a síntese do coroamento e as pinceladas satíricas do mundo que ele alimenta (mundos de consumismo, arte e forja de ídolos) estão entre as distintas características do artista. Na terceira parte da exposição, essas características observáveis são conduzidas ao formato audiovisual, por meio da projeção de alguns de seus videoclipes. Jennifer Lopez, Elton John, Gwen Stefani, Moby e Britney Spears estão entre os músicos com quem La-Chapelle vem trabalhando nos últimos anos. No vídeo da canção “She Ain’t Right for You”, de Macy Gray, o sofrimento da cantora é conduzido bem perto dos seus olhos, com a câmera fechada no rosto, enquanto, por trás da cantora, o quarto se desfaz em “pedaços” embebido em uma forte luz de cor incandescente, cujos raios penetram o quarto através da janela. Cada detalhe desta imagem é constante no trabalho de LaChapelle: do céu ao inferno – o mais belo ser no meio de uma terrível tragédia.

O quarto e último conjunto tem o foco nas suas mais recentes experiências como diretor cinematográfico. No auditório do MuBE, o seu filme RIZE, que abriu o Sundance Film Festival em janeiro de 2005 e foi exibido em festivais de cinema brasileiros em 2006, será mostrado como parte da exposição. O documentário, produzido e dirigido pelo fotógrafo, volta o seu foco para tópicos que se contextualizam mais no âmbito político e social. Entretanto, ele aborda tais temas sem perder a exuberância visual contida em todo o seu trabalho. O filme mostra respeitosa e ternamente os líderes do krumping, um estilo de dança baseado em movimentos extremamente rápidos e subitamente paralisantes, que representam simultaneamente uma metáfora para a frustração reprimida, a esperança e a energia daqueles excluídos do sonho americano.

 

Serviço:

Vernissage: dia 22 de janeiro, a partir das 20h para convidados.

Visitação: de 23 de janeiro a 5 de fevereiro – de terça-feira a domingo, das 10 às 19 horas

MuBE (Museu Brasileiro da Escultura) – Av. Europa, 218, Jardim Europa,  11.3081-8611

Entrada Franca

Serviço exclusivo de transporte gratuito: vans saindo do estacionamento coberto do Shopping Iguatemi diariamente entre 13h e 19h.

O Museu possui acesso para deficientes e restaurante/bar no local.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP