BRASIL É CAMPEÃO MUNDIAL DE RECICLAGEM DE LATAS DE ALUMÍNIO

0

No último dia 28 de outubro foi celebrado o Dia Nacional da Reciclagem do Alumínio. O processo de reciclagem deste metal é bem conhecido pelo grande público graças às famosas latinhas para bebidas. No entanto, todo produto de alumínio é totalmente e infinitamente reciclável, como blocos de motores, rodas, panelas, telhas e esquadrias, que também podem e devem ser reciclados ao fim de sua vida útil.

Desenvolvida pela Pg1 Comunicação para a Associação Brasileira do Alumínio (ABAL), a campanha da entidade  leva o selo 100% reciclável – característica que confere total sustentabilidade ao alumínio e foi desenvolvida para as redes sociais, com posts educativos e curiosidades sobre o metal. A iniciativa foi realizada em parceria com a Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alta Reciclabilidade (ABRALATAS), e com as empresas do setor Grupo Recicla BR e Novelis.

Brasil – campeão de reciclagem de latinhas

A latinha de alumínio, tão consumida pelos brasileiros, é a estrela principal do vídeo lançado hoje pela ABAL em seus canais digitais. Afinal, só em 2015 foram reciclados 97,9% das embalagens consumidas no país. No ano passado, foram recicladas 23,1 bilhões de latinhas, o que corresponde a 63,3 milhões/dia, ou 2,6 milhões/hora.

O vídeo da campanha tem produção da Etno Filmes e contempla desde o descarte da latinha, passando pela coleta, reciclagem, fusão e laminação da chapa que dará forma a uma nova lata, envase e envio aos pontos de venda, até o consumo. Todo esse ciclo pode durar 60 dias e envolve uma ampla cadeia de profissionais e processos.

“A ideia é demonstrar o caminho percorrido pela latinha depois que a consumimos. Os atributos das latas de alumínio são destacados no vídeo com uma linguagem moderna, mostrando que este é um segmento altamente sustentável”, comenta Milton Rego, presidente-executivo da ABAL.

O vídeo está disponível no canal do YouTube AluminioABAL e nas redes sociais da ABAL.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.