Brasil invade Portugal

0

Lançado em 2005, o estudo acaba de ser atualizado para o período 2007-2010. Entra em sua segunda fase com o desafio de manter o País na liderança turística da América do Sul. Os objetivos são claros: atrair mais turistas, que gastem mais, em mais destinos brasileiros, viajando por mais e diferentes motivos, permanecendo por mais tempo e com intenção de voltar mais vezes ao Brasil.

Para alcançar as metas de 7,9 milhões de turistas estrangeiros e de US$ 7,7 bilhões em gastos desses visitantes no Brasil em 2010, o Plano definiu grupos de mercados-prioritários a partir de fatores como acessibilidade aérea, oferta turística brasileira atual no país, divulgação já existente de produtos e serviços nacionais, capacidade de crescimento do fluxo, entre outros. Esses países passam a receber ações de promoção específicas, de acordo com perfil e adaptação da oferta.

A campanha publicitária, que promove o Brasil Central (DF, GO, MS, MT) em Portugal, entrou no ar no último domingo (24) e segue até o final de agosto. O objetivo da ação do Ministério do Turismo, por meio da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), é incentivar a vinda de mais visitantes estrangeiros para a região a partir do novo vôo direto da TAP Lisboa-Brasília, que inicia operações em 19 de julho.

Este ano, a Embratur dobra o orçamento em ações promocionais para Portugal (US$ 3,1 milhões contra US$ 1,6 milhão, em 2006) e realiza campanhas publicitárias em mídia impressa e urbana até dezembro. A promoção do Destino Brasil como um todo será feita a partir de setembro, na sequência da atual campanha. Também serão desenvolvidas ações permanentes de relações públicas – uma estratégia inédita para o mercado português.

Com estas ações, a Embratur espera atingir especialmente o consumidor final e gerar maior ingresso de turistas portugueses no País ao apresentar a diversidade da oferta nacional, por meio de cinco grandes segmentos (Sol e Praia, Ecoturismo, Esporte, Cultura e Turismo de Negócios e Eventos).

Portugal é o maior emissor de turistas para o Brasil da Europa e o terceiro do mundo – em 2006, 312.521 visitantes portugueses escolheram o nosso país como destino. É também o mercado europeu de maior oferta de conexão aérea para destinos brasileiros.

 

A presidente da Embratur Jeanine Pires está na capital portuguesa para apresentar as estratégias de promoção do Brasil no exterior prevista pelo Plano Aquarela – Marketing Turístico Internacional – e participar de uma série de compromissos com o mercado. O ponto alto da agenda foi o encontro, ontem (25), com os principais empresários de turismo do país, no “2º Fórum de Mercado Turístico Portugal/Brasil”, promovido pela Embratur.

O debate vai contribuir para a construção conjunta – entre poder público brasileiro e iniciativa privada portuguesa – das ações de promoção turística do Brasil no país no período 2007-2010. “Foi uma conversa de muita qualidade, em termos de conteúdo, avaliação e sugestões. Os empresários portugueses avalizaram o Plano Aquarela e consideraram significativo o investimento que a Embratur fará no mercado este ano”, disse Jeanine.

O fórum contou com presença de representantes das principais empresas portuguesas que trabalham o Brasil – como Iberojet, Lusanova, Master Turismo, Convencional, Terra Brasil, Grupo Pestana e TAP. Entre outros temas, eles levantaram a necessidade de ampliar a oferta aérea entre os dois países e avaliaram a ação de destinos competidores. Nesse sentido, a presidente da Embratur ressaltou que há considerável aumento de vôos regulares, a exemplo da TAP, e que ações de publicidade e RP vão reposicionar o Brasil frente a competidores.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP