Carnaval independente

0

Um carnaval de ritmos dentro de outro. Assim é o Rec-Beat, festival que há 13 anos acrescenta um molho especial ao enorme cardápio musical que é o Carnaval Multicultural do Recife. Idealizado e produzido por Antonio Gutierrez, o Rec-Beat é responsável por trazer em pleno foco da folia os melhores grupos independentes locais, nacionais e internacionais. Sempre antenado com as novas tendências da música mundial, a cada ano o festival leva multidões ao Pólo Mangue, instalado no Cais da Alfândega, para conferir e se surpreender durante as quatro noites de shows com atrações que transitam da tradição às novas tendências.
Neste ano, o Rec-Beat privilegia novos grupos latinos, promovendo encontros musicais inéditos no Recife. Grupos como Orquesta Tipica Fernandez Fierro (Argentina) e Panico (Chile) reforçam o caráter latino do festival, que continua trazendo bandas brasileiras que se destacam no cenário nacional, a exemplo do Móveis Coloniais de Acaju (DF), boTECOeletro (RJ), Lucy and the Popsonics (DF), Porcas Borboletas (MG) e Os Outros (RJ).
O Rec-Beat 2008 traz ainda a cantora Marina de la Riva, revelação da música popular nacional, com sua mescla de samba e ritmos latinos. O encerramento do festival fica com os mineiros do Pato Fu, que apresentam o novo show da turnê do disco “Daqui pro Futuro”, lançado de forma independente e bastante elogiado pela crítica nacional.

Encontros – Para comemorar seus 20 anos, a banda Devotos fará um show explosivo com a participação de Clemente, ícone do punk paulista e líder do Inocentes, banda que inspirou Canibal a criar o já conhecido punk-rock-hardcore, no Alto José do Pinho. Outros grandes encontros acontecerão no palco do Rec-Beat, como o do lendário guitarrista de ska americano Chris Murray com a banda paulista Firebug, do grupo Fino Coletivo com Davi Moraes, além da presença do grupo paulista QG Imperial junto do pioneiro do reggae brasileiro Ras Bernardo.
Dentre as atrações locais, o festival promove uma verdadeira profusão de estilos, característica da diversidade musical do estado: representando a música eletrônica, o grupo Julia Says, revelação do cenário local; a fusão de ritmos da música tradicional da Zona da Mata com côco e afoxé na cantoria de Isaar; a elegante releitura da música francesa pela Bande Ciné; o samba de mesa do Trio Pouca Chinfra e a Cozinha, o reggae de raiz da Ramma Seca e ainda a alegre e efusiva música da Orquestra Contemporânea de Olinda.

Tradição e modernidade – Os tradicionais ritmos africanos se encontram com o som dos irmãos Guissé, do Senegal, os Les Frères Guissé. Cantando em vários idiomas da África, o grupo está intimamente ligado à cultura das populações que vivem ao longo do rio Senegal, enriquecidas por sonoridades contemporâneas que o tornam singular. O carimbó e os típicos ritmos paraenses retornam ao Rec-Beat na figura do Metaleiras da Amazônia, a versão “metaleira” dos Mestres da Guitarrada.

Prêmios – Algumas das atrações do Rec-Beat ganharam importantes prêmios em 2007, tornando-se destaques na atual música brasileira. Na premiação anual da APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte), o Fino Coletivo foi eleito na categoria Grupo Revelação, enquanto a cantora Marina de la Riva foi escolhida como Revelação Feminina. Fernanda Takai, vocalista do Pato Fu, também foi premiada, na categoria Melhor Disco, por seu álbum solo.

Brindes – Como na edição anterior, o festival vai distribuir um kit com brindes aos foliões que aparecerem com fantasias criativas e originais. Na abertura de cada noite e nos intervalos dos shows, o DJ Bruno Pedrosa vai animar o público com uma trilha sonora com faixas de discos produzidos por ele, como o projeto solo de Canibal, DJ Salvador e a coletânea de remixes Transformer.

Eventos vespertinos – O Rec-Beat promove eventos especiais nas tardes de domingo e segunda-feira. A concentração do irreverente Bloco Quanta Ladeira, acontece no domingo de carnaval, a partir das 16h, sob o comando do compositor Lula Queiroga. Em companhia de Lenine e diversos convidados, eles caem na farra com sátiras musicais politicamente incorretas. As paródias de músicas conhecidas e canções carnavalescas são hilárias e não perdoam ninguém.
Na segunda-feira, a partir das 17h, é a vez dos foliões mirins se encontrarem no Rec-Bitinho, um evento especial com blocos e atrações lúdicas para pais e filhos. Neste ano, o Rec-Bitinho traz de volta a Companhia Carroça de Mamulengos (CE), uma trupe de saltimbancos formada por uma família de 11 integrantes com espetáculos que utilizam bonecos, teatro, circo e música.

Novo pólo – O Rec-Beat 2008 se expande e cria mais um pólo de atrações nas tardes de domingo a terça de carnaval. Nestes dias, a partir das 15h, o Nascedouro de Peixinhos será palco para algumas das principais atrações do evento, que traz em sua programação nomes de peso da cena pernambucana.

Documentário – Em 2005, o jornalista Pedro Bayeux veio ao carnaval do Recife e visitou o Festival Rec-Beat pela primeira vez, e começou um documentário ligando a espontaneidade do festival recifense com inúmeras atrações gratuitas com o conteúdo multimídia livre na Internet. O documentário, intitulado “Rec-Beat e o Hipertexto” reúne depoimentos de artistas e jornalistas presentes naquela edição do festival. Ele foi lançado no ano passado, quando Pedro Bayeux retornou ao Recife e deu continuidade ao projeto, registrando mais imagens e entrevistas para compor o documentário “Rec-Beat e a Propriedade: Caos e toda forma de coreografia possível”. Esse será lançado em DVD durante o festival e pode ser visto gratuitamente no website www.pirex.com.br.

História – A diversidade de sons e ritmos que norteia o Rec-Beat ao longo de sua trajetória o consolida como uma referência entre os principais festivais independentes do Brasil. Já passaram por edições anteriores importantes nomes da música nacional como Seu Jorge, Replicantes, Isca de Polícia, La Pupuña, Trio Mocotó, Fellini e ainda shows especiais como o Instituto com tributo ao Tim Maia Racional, que em 2007 trouxe os convidados Thalma de Freitas, B Negão e Carlos Dafé.

FESTIVAL REC-BEAT 2008
Datas : De 02 a 05 de fevereiro
Local: Cais da Alfândega (às margens do Rio Capibaribe) – Recife Antigo – Recife / PE
Capacidade do local: 20 mil pessoas
ENTRADA FRANCA
Mais informações:
www.recbeat.com

PROGRAMAÇÃO – REC-BEAT 2008

Sábado – 02/02 – A partir das 20h30 *
00h30 – DEVOTOS & CLEMENTE (PE / SP)
23h00 – QG IMPERIAL & RAS BERNARDO (SP / RJ)
22h00 – OS OUTROS (RJ)
21h00 – JÚLIA SAYS (PE)
20h00 – RAMMA SECA (PE)

Domingo – 03/02 – A partir das 16h *
00h30 – MÓVEIS COLONIAIS DE ACAJU (DF)
23h20 – boTECOeletro (RJ)
22h10 – MARINA DE LA RIVA (SP)
21h00 – ORQUESTRA CONTEMPORÂNEA DE OLINDA (PE)
20h00 – TRIO POUCA CHINFRA E A COZINHA (PE)
16h30 – CONCENTRAÇÃO DO BLOCO QUANTA LADEIRA

Segunda – 04/02 – A partir das 17h *
00h30 – PANICO (Chile)
23h10 – CHRIS MURRAY & FIREBUG (Canadá / SP)
22h00 – FINO COLETIVO & DAVI MORAES (RJ)
21h00 – METALEIRAS DA AMAZÔNIA (PA)
20h00 – ISAAR (PE)
17h00 – RECBITINHO – CARROÇA DE MAMULENGO (CE)

Terça – 05/02 – A partir das 19h30 *
00h15 – PATO FU (MG)
23h15 – LUCY AND THE POPSONICS (DF)
22h10 – ORQUESTA TIPICA FERNANDEZ FIERRO (Argentina)
21h00 – PORCAS BORBOLETAS (MG)
20h00 – LES FRÈRES GUISSÉ (Senegal)
19h20 – BANDE CINÉ (PE)

* DJ Bruno Pedrosa vai discotecar na abertura de cada noite e nos intervalos dos shows

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP