DIÁRIO DO GOLPE: CORRA, TEMER, CORRA.

0

O ilegítimo Michel Temer, cujo projeto PONTE PARA O FUTURO, na verdade uma ponte para o atraso, a Idade Média, sem o aval das urnas que poderiam lhe garantir legitimidade, continua a atrapalhar a retomada da economia no Brasil e o futuro de brasileiras e brasileiros com os seus discursos e atos espalhafatosos e repletos de inverdades, como o pronunciamento vazio que fez na Organização das Nações Unidas (ONU) a bordo de dados falsos no início deste mês de setembro. Propositalmente, Temer escolhe um local onde não possa ser questionado e onde acredita que terá algum crédito. Não o têm. Ele, em si, é o exemplo do descrédito assim como seu “masculinistério” de homens envoltos nas mais ordinárias e nefastas práticas políticas.

Figura estranha, à semelhança dos vampiros e seus mordomos, ainda que o posto de vampiro caiba e seja melhor talhado ao chanceler da Transilvânia, Temer agora terá de correr.

Corra, Temer, corra.

Veículos da mídia que deram sustentação para o golpe parlamentar que acabou por iça-lo ao poder, começam a dar sinais claros de que vão abandoná-lo, assim como representantes de elites empresarias, a exemplo de Neca Setúbal que se colocou como voz contrária ao seu projeto de empobrecimento do ensino médio. Neste domingo, 25 de setembro de 2016, o apresentador Fausto Silva, da TV Globo, bateu firme na sua proposta descabida de reforma do ensino. A revista Época, da mesma Organizações Globo, seguiu o rito no fim de semana, o mesmo em que o jornal Folha de S. Paulo consumiu duas páginas na tentativa de mostrar aos seus leitores que tem publicado matérias críticas ao temeroso governo.

Corra, Temer, Corra.

O título do filme alemão “Lola rennt”, conhecido como “Corra, Lola, corra”, do diretor Tom Tykwer e que ilustra esta postagem, nunca foi tão atual para expressar a situação em que você, Temer, se encontra. O namoro parece estar terminando, a não ser que você busque formas de defender a quadrilha de interesses escusos que o colocaram no poder e, que, agora, sente vergonha da sua postura e de seus atos. A postura e os atos de um político medíocre.

Aos 76 anos, completados no último dia 23 de setembro, é agora, neste exato instante, que está começando o seu inferno austral.

Corra, Temer, corra.

E tome cuidado nas ruas, nos bares e nos lares onde as placas, os cartazes e as faixas de #ForaTemer se espalham, pois elas são indicativos claros de que muitos brasileiros não o aceitam. Nem pense em passear pelo Rio de Janeiro, lá a sua popularidade é de míseros 1%.

Ao Armando Ferrentini, do especializado Propaganda e Marketing, o nosso agradecimento pela sugestão, em editorial, de título de filme tão apropriado ao momento: Corra, Temer, corra.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.