DIÁRIO DO GOLPE: MEC TENTA JOGAR ESTUDANTES CONTRA ESTUDANTES

0

Na segunda-feira (31), termina o prazo dado pelo Ministério da Educação (MEC) para que os estudantes deixem as escolas, universidades e institutos federais ocupados em protesto contra medidas propostas pelo governo federal. Caso isso não ocorra, o MEC informou que o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), marcado para os dias 5 e 6 de novembro, será cancelado nesses estabelecimentos.

Os estudantes que fazem as ocupações são contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 241/2016, que limita os gastos do governo federal pelos próximos 20 anos, e a reforma do ensino médio instituída pela Medida Provisória (MP) 746/2016, enviada ao Congresso.

O programa de atraso, sem a legitimidade das urnas de Michel Temer, curiosa e anacronicamente é chamado de Ponte para o Futuro. E encontrou, talvez por ser contra o Brasil e os brasileiros, defensores entre os quais o Movimento Brasil Livre (MBL), cujos métodos agressivos lembram as fileiras fascistas de Mussolini na Itália dos também sombrios anos 1940 como demonstra reportagem feita pelo Jornalistas Livres.

A tática usada pelo MEC é jogar estudantes contra estudantes. Uma aula pública de falta de respeito e civilidade na defesa de um projeto que visa enfraquecer o ensino público por meio do congelamento dos investimento em educação, justamente aquilo que seria a função do MEC defender, a educação. (Da Redação com Agência Brasil)

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.