DUPLA DOURADA

0

TEXTO E FOTO: COB

 

Dois dos maiores destaques do Brasil nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008 conquistaram o prêmio máximo do esporte brasileiro. O nadador Cesar Cielo, ouro nos 50m livre e bronze nos 100m livre em Pequim, e a saltadora em distância Maurren Maggi, também ouro em Pequim, foram eleitos pelo público e receberam os troféus de Melhor Atleta do Ano na cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico 2008, realizada nesta terça-feira, dia 16, no Teatro do Museu de Arte Moderna (MAM), no Rio de Janeiro. Cerca de 2 mil pessoas compareceram à cerimônia. Em sua décima edição, a festa de gala do esporte nacional, organizada pelo Comitê Olímpico Brasileiro, consagrou também outros 43 atletas que foram escolhidos os melhores de 2008 em suas modalidades, além de personagens históricos do esporte brasileiro, como João Havelange, que recebeu o Troféu Adhemar Ferreira da Silva.

O presidente do COB, Carlos Arthur Nuzman, ressaltou a importância da premiação. “Essa festa celebra os 10 anos do Prêmio Brasil Olímpico e seus protagonistas, que são os atletas. Eles são a principal razão de ser do esporte. Agradeço aos três níveis de Governo pelo apoio recebido durante o Ciclo Olímpico que se encerrou em 2008. Em 2009 criaremos uma Comissão de Atletas para conhecer mais dos assuntos pertinentes a cada uma das suas modalidades. Essa comissão será o elo de ligação entre o Comitê Olímpico Brasileiro e aqueles que fazem o esporte olímpico brasileiro”, anunciou Nuzman.

Presente à cerimônia, o Ministro do Esporte, Orlando Silva, exaltou os feitos dos atletas brasileiros nos Jogos Olímpicos de Pequim 2008. “Gostaria de cumprimentar a todos os componentes da delegação brasileira em Pequim 2008, principalmente os atletas que, com muita garra, representaram o nosso país”, afirmou. “As mulheres merecem um destaque especial em 2008, pois além da presença recorde que tiveram em Pequim, estão também representadas em maior número entre os melhores expoentes de suas modalidades aqui no Prêmio Brasil Olímpico. Isso mostra que o esporte olímpico feminino atravessa um momento de evolução. Espero que no Prêmio de 2009 estejamos todos aqui celebrando a conquista do Rio de Janeiro como sede dos Jogos Olímpicos de 2016, o que vai coroar todo o processo de evolução do esporte brasileiro”, completou o ministro.

Cesar Cielo disputou o prêmio de Melhor Atleta de 2008 com o ginasta Diego Hypólito e o velejador Robert Scheidt. No feminino, a disputa foi entre Maurren Maggi, a judoca Ketleyn Quadros e a lutadora de taekwondo Natália Falavigna. Os concorrentes foram selecionados por um colégio eleitoral formado por jornalistas, dirigentes esportivos, atletas, ex-atletas e personalidades do esporte, com base em uma lista tríplice encaminhada ao COB por cada Confederação Brasileira Olímpica. Esse mesmo colégio eleitoral escolheu o melhor atleta em cada uma das 43 modalidades homenageadas na festa.

“Antes de mais nada gostaria de agradecer a Deus, que me fez acreditar que havia algo reservado para mim depois dos problemas que enfrentei em 2003. A vitória que obtive em Pequim 2008 foi para todos os brasileiros, mas, antes de mais nada, foi algo muito pessoal”, contou Maurren.

Emocionado, como no pódio em Pequim 2008, Cesar Cielo reforçou o desejo de um Ano Novo vitorioso para todos os brasileiros e agradeceu a homenagem que recebeu entre tantos campeões. “Para mim, é uma honra estar entre tantos campeões olímpicos e mundiais. Gostaria de agradecer a todos os brasileiros que votaram em mim, inclusive ao Diego Hypólito, que revelou o voto em mim”, disse o campeão, que chorou enquanto era aplaudido.

Este ano, a festa de gala do esporte brasileiro fez uma homenagem aos 50 anos de Bossa Nova. O jornalista e compositor Sergio Cabral foi o diretor musical da cerimônia, que contou com destaques do movimento que espalhou a música brasileira para todo o mundo. Entre as atrações musicais, estiveram Roberto Menescal, Marcos Valle, Patrícia Alvi e Wanda Sá. O pianista Arthur Moreira Lima abriu a festa tocando o Hino Nacional, emocionando a platéia lotada de atletas e personalidades do esporte.

Devido à realização dos Jogos Olímpicos, todos os atletas que alcançaram as finais em Pequim receberam diplomas. Além dos prêmios para os melhores atletas do ano e os melhores por modalidade, o Prêmio Brasil Olímpico 2008 homenageou também o melhor técnico do ano (José Roberto Guimarães, nas modalidades coletivas, Nélio Moura, nas individuais, e Amaury Veríssimo, do esporte paraolímpico), os melhores atletas paraolímpicos (Daniel Dias e Terezinha Guilhermina), os melhores atletas das Olimpíadas Escolares (o nadador Guilherme Fontanella e a mesatenista Evelyn Tomi, de 12 a 14 anos; o judoca Horácio Antunes e a velocista Bárbara Leôncio, de 15 a 17 anos), e das Olimpíadas Universitárias (a goleira de futsal Joziane de Oliveira e o nadador Fernando Silva), além de conceder o Troféu Adhemar Ferreira da Silva, oferecido a ex-atletas que simbolizem os legados do primeiro bicampeão olímpico do Brasil, a João Havelange. O ex-presidente da FIFA é membro decano do COI e disputou os Jogos Olímpicos em duas modalidades, natação e pólo aquático.

“A emoção se apoderou de mim. Cheguei aos 92 anos e acredito que ainda com possibilidades de servir ao meu país, especialmente no desejo que espero que se realize em 2016, com o Rio de Janeiro sendo a sede dos Jogos Olímpicos. Para essa festa, que eu espero que se concretize, eu digo que serei “egoísta”, pois estarei completando 100 anos e seria a glória para mim”, afirmou Havelange.

A cerimônia do Prêmio Brasil Olímpico também prestou homenagens a Aida dos Santos, quarta colocada no salto em altura nos Jogos Olímpicos de Tóquio-64. Até os Jogos Olímpicos de Pequim-2008, Aida era a mulher brasileira com melhor classificação olímpica em esportes individuais. Aida recebeu o Diploma Mundial Mulher e Esporte, uma premiação especial da Comissão Mulher e Esporte, do Comitê Olímpico Internacional. Foi o próprio João Havelange, membro do COI, quem entregou o prêmio à Aida.

“Essa homenagem me pegou de surpresa, não estava esperando. Fiquei muito feliz em receber o diploma das mãos do meu padrinho João Havelange, que muito me apoiou desde o meu início na atletismo” ressaltou Aída, um ícone do esporte nacional.

Também durante a cerimônia, a cidade de Poços de Caldas, em Minas Gerais, recebeu o Troféu COI – Esporte e Juventude, pelo apoio que vem dando ao desenvolvimento do esporte escolar no Brasil.

CESAR CIELO – Natural de Santa Bárbara D’Oeste (SP), César Cielo entrou para a história ao conquistar a medalha de ouro nos 50m livre nos Jogos Olímpicos de Pequim com apenas 21 anos, tornando-se o primeiro campeão olímpico da natação brasileira. Com 21s30, apenas dois centésimos acima da melhor marca mundial, o brasileiro quebrou o recorde olímpico da prova. Ainda em Pequim, nos 100m livre, o atleta garantiu o bronze, com o tempo de 47s67, estabelecendo novo recorde sul-americano. As conquistas de Cielo em 2008 não se restringiram apenas aos Jogos Olímpicos. No GP do Missouri (EUA), em fevereiro, Cielo foi ouro nos 50m e 100m livre. No GP de Columbia (EUA) também venceu os 50m e 100m livre. Foi ainda medalha de ouro nos 50m e 100m livre na etapa de abertura do Circuito 2008 da Copa do Mundo de Natação, em Belo Horizonte.

MAURREN MAGGI – O ano de 2008 nunca sairá da memória de Maurren Higa Maggi. No dia 22 de agosto, no Estádio Olímpico de Pequim, mais conhecido como Ninho de Pássaro, a atleta gravou definitivamente seu nome na História do esporte brasileiro. Com um salto de 7m04, Maurren conquistou a primeira medalha de ouro olímpica individual para as mulheres. Pouco tempo antes dos Jogos Olímpicos, Maurren já dava mostras de que seria uma das candidatas à medalha no salto em distância, ao ficar com a segunda colocação no Mundial Indoor, realizado em março, na cidade espanhola de Valência.

Os vencedores do Prêmio Brasil Olímpico 2008, por modalidade:

 

Atletismo – Maurren Higa Maggi

Badminton – Marina Jomori Eliezer

Basquete – Kelly da Silva Santos

Beisebol – Leandro Akira Hasegawa

Boxe – Washington Luiz da Silva

Canoagem Slalom – Poliana Aparecida de Paula

Canoagem Velocidade – Nivalter Santos de Jesus

Ciclismo BMX – Ana Flávia Sgobin

Ciclismo Estrada – Clemilda Fernandes

Ciclismo Mountain Bike – Rubens Donizete Valeriano

Ciclismo Pista – Maira Hendi de Moraes Barbosa

Desportos na Neve – Jhonatan Longhi

Desportos no Gelo – Ingrid Aparecida Amarante

Esgrima – Renzo Agresta

Futebol – Marta Vieira da Silva

Ginástica Artística – Diego Hypólito

Ginástica Rítmica – Nicole Muller

Ginástica Trampolim – Giovanna Venetiglio

Handebol – Maik Ferreira

Hipismo Adestramento – Rogério da Silva Clementino

Hipismo CCE – André Paro

Hipismo Saltos – Camila Mazza de Benedicto

Hóquei sobre grama / indoor – Lizandra Regina de Souza

Judô – Ketleyn Quadros

Levantamento de Peso – Rafael Lima de Andrade

Lutas – Rosângela Conceição

Maratona Aquática – Ana Marcela Cunha

Natação Sincronizada – Lara Puglia Teixeira

Natação – Cesar Cielo

Pentatlo Moderno – Yane Marques

Pólo Aquático – Marina Canetti

Remo – Camila Carvalho

Santos Ornamentais – Hugo Parisi

Softbol – Jennifer Jisaka

Taekwondo – Natália Falavigna

Tênis – Thomaz Bellucci

Tênis de Mesa – Thiago Monteiro

Tiro com Arco – Luiz Gustavo Trainini

Tiro Esportivo – Julio Almeida

Triatlo – Mariana Ohata

Vela – Fernanda Oliveira

Vôlei de Praia – Larissa França

Voleibol – Hélia Rogério de Souza Pinto (Fofão)

 

 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP