Fischer cria para Caixa

0

O Monstro da Caixa volta à mídia a partir de
 hoje em mais uma campanha da Fischer América para a Caixa Econômica
 Federal. Desengonçado e trapalhão, o personagem criado pela agência em
 2005 e que desde então é garoto-propaganda do banco para o segmento de
 cartões, estará na TV, cinema, mídia impressa, rádio e agências para
 anunciar a promoção TÁ FÁCIL, que visa incentivar o uso dos cartões de
 crédito da Caixa nas compras de fim de ano.

 A mecânica prevê que a cada R$ 20,00 em compras com os cartões da Caixa,
 o cliente concorre automaticamente ao sorteio de R$ 200,00 em crédito na
 próxima fatura. Serão premiados 50 clientes por dia e distribuídos R$ 580
 mil reais ao final de 58 dias de promoção. Para participar, o usuário não
 precisa se cadastrar. Basta utilizar os cartões de crédito da Caixa, um
 dos maiores emissores do mercado, com uma base de mais de 2 milhões de
 clientes.

 Na comunicação, o Monstro, que é originalmente roxo, mudará de cor pela
 primeira vez. Para destacar as vantagens ? que ele não tem ? de ser um
 cliente da Caixa, o boneco ficará verde de vergonha, vermelho de raiva e
 amarelo de inveja. Esse é o mote da campanha que conta com comercial de
 30 segundos para TV aberta, Pay TV e cinema, anúncio nas principais
 revistas semanais, peças de mobiliário urbano e rádio, além de cartazes e
 filipetas nas agências da rede.

 No filme que estréia hoje, o simpático personagem vai a um restaurante
 mexicano e, na hora de pagar a conta, a garçonete sugere que ele use o
 cartão da Caixa: ?Você participa da promoção TÁ FÁCIL e pode ganhar R$
 200,00?. Ele apresenta o ?Cartão do Monstro? e ela lamenta: ?Ah, você não
 tem cartão da Caixa…? O boneco vai ficando verde e afunda na cadeira. A
 locução finaliza: ?Quem não participar da Promoção TÁ FÁCIL vai ficar
 verde de vergonha. Use seu cartão de crédito da Caixa e concorra a 200
 reais. São 50 chances por dia. Participe?.

 Rubens Kato, Luciana Cardoso e Guilherme Moreira assinam a criação, sob
 direção de Flávio Casarotti. A aprovação pelo cliente é de Edson Kikuchi
 e Emília Jeronimo.  A Produtora Associados responde pela produção, com
 direção de cena de Luiz Ferré.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP