HARLEY-DAVIDSON INVESTE EM TREINAMENTO

0
A Harley-Davidson do Brasil inaugura seu novo Centro de Treinamento em parceria com o SENAI São Paulo (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) tendo como principal objetivo certificar o conhecimento e as habilidades dos técnicos de serviços pós-vendas da rede formada por 21 concessionárias autorizadas H-D em todo o Brasil, no que tange a manutenção preventiva e corretiva das motocicletas da marca. As novas instalações ficam na escola SENAI “Conde José Vicente de Azevedo”, no bairro do Ipiranga, na cidade paulistana.
Essa mudança visa aprimorar ainda mais os cursos já oferecidos pela Harley-Davidson, e que agora fazem uso dos laboratórios, de novas tecnologias e da experiência em treinamento de uma instituição de renome como o SENAI-SP. Além disso, o novo espaço vai proporcionar aos técnicos uma “imersão total” em um ambiente 100% voltado ao ensino. A capacidade de treinamento foi mantida com a mudança, e continua a oferecer as 500 vagas anuais.
O BTF (Brazilian Training Facility) está estruturado no formato IST (Individual Skills Training) ou seja, Treinamento de Conhecimento e Habilidades Individuais, o que proporciona a cada técnico em treinamento a utilização do seu próprio ferramental, além de uma motocicleta para cada profissional, ou seja, um técnico por posição de trabalho.
A companhia oferece um total de 12 cursos em sua grade, sendo que sete deles são direcionados para os técnicos de serviços pós-vendas com direito a certificação conferida pela HDU (Harley-Davidson University), e os outros cinco cursos são exclusivos para treinamento das forças armadas.
A Harley-Davidson do Brasil dispõe de 16 motocicletas para os cursos, sendo que seis delas são modelos 2017 já equipadas com o recém-lançado motor Milwaukee-Eight™, além de 12 carrinhos de ferramentas da marca Snapon contendo 12 jogos de ferramentas especiais Bosch para uso individual dos técnicos, que também têm acesso a equipamentos para desmontagem e balanceamento de roda eletrônico, prensa e outras tecnologias de ponta. A grande maioria dos equipamentos são importados dos Estados Unidos.
Conforme o profissional avança com a conclusão dos cursos realizados, ele pode ser reconhecido em até cinco níveis diferentes. Ao atingir a categoria “staff” do programa de reconhecimento técnico, ele recebe um portifólio para o registro dos cursos concluídos do programa, e mais um conjuto de patches, sendo um do programa de treinamento PHD e outro relativo ao primeiro nível conquistado. Para todos os demais níveis atingidos – “Technician”, “Advanced Technician”, “Expert” e “Master” – além do carimbo com a data de conclusão do curso no portifólio, ele recebe um patch diferenciado com a descrição do nível do programa de reconhecimento concluído.
“A parceria entre o SENAI-SP e a Harley-Davidson é muito significativa porque, além da transferência tecnológica, incorpora mito, qualidade, força, design e desempenho”, comemora Walter Vicioni, Diretor Regional do SENAI-SP.
“O novo centro técnico do SENAI-SP e da Harley-Davidson reforça o compromisso da indústria paulista de oferecer educação profissional de excelência. O trabalho conjunto das duas marcas resultará em uma metodologia de ensino alinhada aos padrões internacionais”, explica  Paulo Skaf, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) e do SENAI-SP.
Para Antônio Cantero, Managing Director da Harley-Davidson do Brasil, a mudança trará inúmeros benefícios tanto para a marca quanto para o SENAI. “Por meio da parceria com a Harley-Davidson, o SENAI-SP, além de ter acesso às tecnologias da nossa marca, poderá também, futuramente, disponibilizá-las por meio de cursos de curta duração direcionados para a comunidade e para os clientes, indo ao encontro de seu principal objetivo, que é difundir o ensino técnico no Brasil, contribiundo para a valorização ainda maior de nossa marca pelo País”, comenta.
CURSOS TÉCNICOS DA HARLEY-DAVIDSON
1. PHD-I 104 – Diagnóstico Elétrico: Aborda os sistemas de partida, ignição e carga das motocicletas Harley-Davidson. Isso inclui desde a função de como isolar componentes individuais de cada sistema, até como utilizar uma abordagem sistemática para solução de problemas. Fundamentos em teoria elétrica, crimpagem de conectores, solda, testes e cuidados com a bateria, fuga de corrente e sistema de segurança “hands free”, completam o curso;
2. PHD-I 110 – Manutenção do Veículo e Chassis: Aprimoramento da proficiência e das habilidades do técnico relacionadas a procedimentos de serviços de rotina e chassis. Demonstrar os cuidados necessários ao se executar o serviço no veículo ou ao utilizar ferramentas especiais e equipamentos, em conjunto com o uso proficiente de materiais de apoio (Manual de Peças e Serviços, Boletins de Serviço, Dicas Técnicas e outros);
3. PHD-I 208 – Sistema de Controle Eletrônico: Introdução ao processo de diagnóstico dos sistemas de injeção eletrônica de combustível da Harley-Davidson, utilizando ferramentas eletrônicas de diagnóstico, como o “Digital Technician II”, em conjunto com manuais eletrônicos e diagramas elétricos de fiação. São abordadas todas as entradas e saídas de sensores “de/para”, bem como todos os módulos eletrônicos do sistema de injeção de combustível Harley-Davidson, com particular ênfase à compreensão dos valores e dados fornecidos pelos diversos componentes desse sistema;
4. PHD-I 302 – Sistemas Eletrônicos “Touring”: Apresentação sobre o funcionamento e o diagnóstico dos sistemas de áudio Infotainment Boom Box! 4.3” e 6,5” da Harley-Davidson, kits de atualização dos sistema de áudio de acessórios, sistema de freios ABS e sistema de controle de cruzeiro (Cruise Control). É demonstrada uma abordagem sistemática para o diagnóstico desses sistemas utilizando a ferramenta “Digital Technician II” e o Manual de Diagnóstico Elétrico. Os técnicos são avaliados quanto a apresentação de ética profissional ampla, fornecendo documentação escrita, utilizando habilidades de comunicação eficazes e a abordagem de problemas elétrico s de forma eficiente;
5. PHD-I 303 – Motor e Transmissão Refrigerado a Ar: O conteúdo é focado na revisão dos motores Twin Cam B e Milwaukee-Eight™, incluindo a desmontagem e inspeção da transmissão Six Speed Cruise Drive™ da Harley-Davidson, para a avaliação da condição dos componentes afim de determinar se estes podem ser reutilizados, reparados ou necessitam de substituição. Aplicação e uso de ferramentas métricas de medição, como micrômetro, súbito e relógio comparador também estão incluídos.
6. PHD-I 305 – Motor e Transmissão de Média Cilindrada: O foco está na revisão do motor Evolution – que equipa as motocicletas da família Sportster® – para a avaliação da condição dos componentes afim de determinar se estes podem ser reutilizados, reparados ou necessitam de substituição. São realizados ajustes de alinhamento e de montagem do motor no chassis da motocicleta, além de um teste de pressão de óleo em uma motocicleta operacional, conforme descrito no manual de serviços. Estão incluídos a aplicação e o uso de ferramentas métricas de medição, como micrômetro, súbito e relógio comparador também;
7. PHD-I 306 – Motor e Transmissão V-ROD®: Informações sobre o nível de conhecimento e competência de um técnico de serviço na realização da revisão do motor VRSC, que euipq os modelos da família V-Rod®. Neste módulo, o técnico tem conhecimento da aplicação e do uso de ferramentas métricas de medição, como micrômetro, súbito e relógio comparador.
CURSOS DA HARLEY-DAVIDSON PARA AS FORÇAS ARMADAS DO BRASIL
1.  POLÍCIA “A” – MANUTENÇÃO DO VEÍCULO: Exclusivamente direcionado para as motocicletas modelo Polícia da Harley-Davidson, o curso abrange técnicas para manutenção de rotina para atender as especificações da H-D, muitas vezes complexas e diversificadas;
2. POLÍCIA “D” – DIAGNÓSTICO ELÉTRICO:  Concentra-se no diagnóstico e na reparação dos três grandes sistemas elétricos da motocicleta, como sistema de carga, sistema de ignição e sistema de partida. Neste curso, os militares aprendem a usar os mais modernos equipamentos de teste elétrico para diagnosticar corretamente e corrigir anormalidades em qualquer um dos sitemas elétricos da motocicleta;
3. POLÍCIA “F” – PROCEDIMENTOS DE CHASSIS E FREIOS ABS: Tem como objetivo introduzir o militar aos procedimentos necessários para manutenção e ajuste dos principais componentes da motocicleta Harley-Davidson Polícia, como garfos, freios, balança traseira, rolamentos, correia, embreagem e outros. Os militares aprendem a função de cada um dos componentes, além de adquirirem as habilidades necessárias para mantê-los e ajustá-los no chassis da motocicleta, além de instruções de diagnóstico, funcionamento e reparação do sistema de freio antitravamento (ABS), projetado específicamente para a motocicleta Harley-Davidson Polícia;
4. POLÍCIA “B” – MOTOR & TRANSMISSÃO: O curso apresenta uma visão geral do projeto e da função de cada um dos comoponentes internos e externos do motor Twin Cam 103® High Output, bem como da transmissão de seis velocidades, incluindo a inspeção, montagem e ajuste da embreagem. Parte do curso foi desenvolvido para proporcionar ao militar os conhecimentos necessários para o diagnóstico de anormalidades, tanto no motor quanto na transmissão. As tarefas incluem a remoção do motor, desmontagem, identificação e diagnóstico dos componentes, montagem e instalação no chassis da motocicleta;
5.  POLÍCIA “E” – INJEÇÃO ELETRÔNICA: Introdução ao sistema de injeção eletrônica utilizado nas motocicletas modelo polícia da Harley-Davidson. Os militares adquirem as habilidades para manter, diagnosticar e reparar o sistema de injeção eletrônica sem a utilização do aparelho “Digital Technician II” ou de qualquer outro equipamento de diagnóstico eletrônico, bem como ajuste e reparação de sirenes, luzes de advertência/perseguição, setas, módulos de segurança, relés, que também são abordados.
Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP