HOLOCAUSTO BRASILEIRO NA TELA E NAS TELINHAS

0

A HBO Latin America participa do Festival do Rio 2016 com o documentário exclusivo Holocausto Brasileiro, que foi apresentado ao público na Première Brasil no último dia 13 no Cine Roxy e que terá sua estreia em 20 de novembro no canal MAX da HBO. Baseado no livro-reportagem homônimo da jornalista Daniela Arbex, o filme expõe uma das maiores tragédias da história recente do país que teve como palco a cidade mineira de Barbacena, onde foi fundado no início do século passado o hospital Colônia, com o intuito de tratar tuberculosos e doentes psiquiátricos. Mas o que se passou atrás daqueles muros foi algo estarrecedor. A história foi exposta em 2013 por Daniela Arbex no livro “Holocausto Brasileiro” e agora é relatada no documentário, que conta com direção da própria Daniela e de Armando Mendz.

Durante anos, homens, mulheres e crianças eram amontoados em vagões superlotados no que ficou conhecido como “trem de doido”, em uma viagem sem volta para o hospital. O lugar era o trágico destino daqueles que a sociedade não queria por perto – cerca de 70% dos internos não tinham qualquer diagnóstico de doença mental. Pobres, homossexuais, meninas grávidas, prostitutas, alcoólatras, crianças indesejadas, pessoas sem documento ou expulsas de casa pela família eram enviadas para lá.

Submetidos a todo tipo de maus-tratos e crueldades, como eletrochoques e exposição ao frio e à fome, milhares de internos foram torturados, violados e esquecidos.

Cerca de 60 mil pessoas morreram durante o período de funcionamento do hospital, que se transformou em um verdadeiro campo de extermínio. Poucos sobreviveram. E em comoventes depoimentos e entrevistas para o documentário exclusivo da HBO, alguns contam os horrores que viram e sofreram, falam sobre a esperança de ter uma vida normal e relatam as saudades daquilo que nunca viveram.

Holocausto Brasileiro é produzido por Roberto Rios, Maria Angela de Jesus, Paula Belchior e Patricia Carvalho, da HBO Latin America Originals, e Alessandro Arbex e Daniela Arbex, da Vagalume Filmes. O documentário conta com roteiro de Daniela Arbex, que também assina direção junto a Armando Mendz. A fotografia é de Mauro Pianta, e a montagem de Fabio Cabral.

.

 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP