Jaguar XJ 2008 chega ao Brasil

0

O XJ 2008 – sedã top de linha da Jaguar – desembarcou no mercado brasileiro em novembro deste ano e conseguiu a difícil tarefa de mesclar conceitos de luxo e conforto às características de um modelo esportivo. Seu exterior ganhou mudanças nos pára-choques traseiro e dianteiro e a reestilização de sua grade frontal. Nas laterais foram incorporadas saídas de ar com apelo esportivo e a traseira foi equipada com um friso cromado e um novo aerofólio.

O sedã de grande porte, com carroceria de alumínio e visual reformulado com apelo esportivo foi apresentado durante o Salão do Automóvel de Genebra. Porém, o que se viu durante o evento foi a chegada ao mercado de um carro que surpreendeu até mesmo os mais exigentes do mundo automotivo.

Conforto e Segurança

Internamente, o modelo ganhou em espaço aos ocupantes do banco traseiro e tecnologia. O XJ 2008 possui como item de série o sistema de aquecimento e refrigeração dos bancos dianteiros e um novo sistema de conectividade com telefones celulares via bluetooth, que permite a conexão de até cinco aparelhos simultaneamente.

Por uma tela de cristal líquido com tecnologia touchscreem localizada no painel, pode-se controlar 17 diferentes comandos do veículo como temperatura ambiente, que no veículo possui controle individual tanto para o motorista quanto para cada um dos demais passageiros, estações de rádio, além de informações sobre o desempenho do carro como consumo de combustível, pressão dos pneus e nível de óleo do motor.

O XJ 2008 também possui um novo sistema de ar condicionado que consiste em canais localizados dentro dos bancos dianteiros que servem tanto para refrigerar quanto para aquecer os assentos e o ambiente de maneira otimizada.

Também de série chega uma nova tecnologia para o acionamento dos air-bags. Mais eficiente e seguro, o sistema tem como estrutura uma série de sensores instalados nos assentos dianteiros que identificam automaticamente o peso e a posição dos passageiros e, baseado nestas informações, calculam o nível de energia a ser aplicado durante o acionamento do air-bag em caso de colisão, o que evita que o dispositivo fira o ocupante do veículo.

O carro realmente se supera quando o assunto são itens opcionais. Telas de cristal líquido nos encostos dos bancos dianteiros que permitem aos passageiros da parte de trás assistir a DVDs ou jogar uma partida de videogame são apenas um detalhe quando o carro ainda pode ter tapetes em lã de carneiro e acabamento em raiz de nogueira ou fibra de carbono.

Mecânica e dirigibilidade

Com relação às opções de motorização, o XJ 2008 não sofre alterações se comparado à versão anterior. A velocidade, torque e aceleração do veículo fazem o motorista se esquecer de que se trata de um sedã de grande porte e ter a impressão de estar a bordo de um superesportivo.

O carro possui duas opções de motor, ambas de oito cilindros e 4.2 litros, mas com potências distintas. Uma traz potência de 300 cavalos, mas os amantes da velocidade podem ainda optar pela versão Supercharger, que eleva a força do motor Jaguar a impressionantes 400 cavalos e torque de 553 N/m a 3.500 rpm, suficientes para levá-lo da imobilidade aos 100 km/h em exatos 5 segundos.

Tanta potência é controlada pela suspensão CATS – Computer Active Technology System, sistema que mantém a distância entre o veículo e o solo praticamente constante e pelo controle eletrônico de estabilidade.

O ótimo desempenho também é favorecido pela carroceria, inteiramente produzida em alumínio, fato que proporciona ao modelo uma relação peso-potência invejável. O carro é cerca de 40% mais leve do que os sedãs tradicionais produzidos em aço e 60% mais rígido em caso de colisões.

As novas saídas de ar incorporadas nas laterais do modelo, assim como a maior entrada de ar na parte dianteira do carro e o aerofólio traseiro contribuem para um desempenho aerodinâmico mais eficiente.

Por ser extremamente leve, o XJ 2008 também possui consumo de combustível abaixo dos modelos de seu porte, geralmente conhecidos por “beberrões”. Esta economia é auxiliada pela nova caixa de câmbio automática de seis velocidades que, além de ser mais compacta, otimiza o funcionamento do modelo em altas velocidades.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP