O OUTUBRO ROSA DE LORENZETTI

0

Desde o início da década de 90, outubro ficou globalmente conhecido como o mês de alerta à sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, movimento popular denominado de “Outubro Rosa”. O nome remete à cor do laço rosa, que simboliza a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, de empresas e entidades. No Brasil, não tardou à adesão ao movimento, tornando-se uma das causas mais defendidas e fomentadas entre toda a população. A Lorenzetti, empresa com 93 anos de história, participa da campanha. Na empresa, 1.766 mulheres compõem o quadro de funcionários, por isso, a importância de estimular a conscientização. É importante destacar que homens também estão sujeitos ao câncer de mama, de maneira que o diagnóstico precoce é importante para todos.

 

Outubro Rosa Lorenzetti. Com um projeto macro de conscientização, a Lorenzetti pretende atingir todos os públicos, por meio de uma série de ações, alcançando desde os colaboradores e parceiros comerciais até clientes e consumidores. Entre as atividades promovidas, destaque para: produção de folhetos informativos sobre o movimento para distribuição entre os funcionários e consumidores; informações sobre a campanha no site da marca (www.lorenzetti.com.br); distribuição de laços na cor rosa entre os colaboradores e a criação de uma campanha de incentivo para a melhor exposição sobre o tema nos pontos de venda da Lorenzetti, dentre outras ações.

 

“O movimento Outubro Rosa nos ajuda a fomentar a importância da prevenção do câncer de mama entre os colaboradores, parceiros, clientes e consumidores. O projeto que desenvolvemos visa cumprir o papel de alertar as pessoas sobre os principais procedimentos para a descoberta precoce da doença, que ainda é um tabu entre muitas mulheres e, principalmente, para os homens”, declara Alexandre Tambasco, gerente de marketing da Lorenzetti.

 

Números alarmantes. O câncer de mama é o mais incidente na população feminina mundial e brasileira. Em 2013, foram registradas mais de 14 mil mortes no Brasil por conta da doença. Segundo dados apontados pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), somente no Brasil, em 2016, são esperados 57.960 casos novos de câncer de mama, com risco estimado de 56,20 casos a cada 100 mil mulheres. Ainda que em menor escala, os homens também são vítimas do câncer de mama. Também de acordo com o INCA, 181 homens morreram em decorrência do câncer de mama em 2013.

 

“Trata-se de um projeto que apresenta comunicação integrada para conscientização de boa parte das pessoas ligadas à Lorenzetti. As ações de conscientização fazem toda a diferença, uma vez que promovem a reflexão sobre a importância do autoexame, um dos maiores elementos para o alcance do diagnóstico precoce. Para nós, prevenção é saúde”, ressalta Tambasco.

 

Instruções importantes sobre a prevenção do câncer de mama feminino:

 

  • Exame clínico das mamas: a partir dos 20 anos com o médico.

 

  • Autoexame: mensalmente, de sete a dez dias após o início da menstruação e, para as mulheres que não menstruam mais, deve-se escolher um dia no mês.

 

  • Ultrassonografia: exame complementar à procura de cistos ou nódulos.

 

  • Mamografia: anualmente, após os 40 anos.

 

  • Riscos: os maiores fatores de risco para desenvolver o câncer de mama são: a própria genética, sedentarismo, consumo de álcool, obesidade e tabagismo.

 

Dicas para a prevenção do câncer de mama masculino:

 

  • Prevenção: De acordo com o Instituto Oncoguia, para a prevenção em homens, é indicado evitar a obesidade e restringir o consumo excessivo de álcool.

 

  • Ajuda médica: É essencial procurar um médico caso seja detectado algum nódulo mamário.
Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.