O templo da leitura

0

O Real Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro possui a maior e mais valiosa biblioteca de obras portuguesas fora de Portugal, com cerca de 350.000 volumes. É uma instituição oferecida pela comunidade portuguesa ao Brasil, como prova de reconhecimento. A biblioteca é pública e funciona de 2.ª a 6.ª das 9 às 18 horas. O Real Gabinete edita a revista Convergência Lusíada, publicação semestral e promove cursos sobre Literatura, Língua, História, Antropologia e Artes, destinados principalmente a estudantes universitários.

Um Pouco de História

 

O Real Gabinete Português de Leitura do Rio de Janeiro é considerado o primeiro núcleo associativo da colónia portuguesa no Brasil. Foi criado por iniciativa de refugiados políticos, reunidos como sócios instituidores, em número de 43.
A 14 de Maio de 1837, data oficial de fundação da entidade, foram aprovados os seus estatutos, tendo sido o seu primeiro presidente José Marcelino da Rocha Cabral.

Em 1880, por ocasião do tricentenário da morte de Camões, ocorreu a cerimónia do lançamento da primeira pedra da sua sede (D. Pedro II lançou a pedra fundamental), em estilo neomanuelino, projectado pelo arquitecto português Raphael da Silva e Castro.  O edifício foi inaugurado em 10 de Setembro de 1887 pela Princesa Isabel e o Conde D’Eu. Na ocasião, o escritor Ramalho Ortigão afirmou: “se um dia o nome de Portugal houver de desaparecer da carta política da Europa, esta Casa será ainda como a expressão monumental do cumprimento da profecia: … não se acabe a Língua, nem o nome português na terra”.

A 22 de Dezembro de 1888, a Diretoria promoveu a solenidade de “instalação da biblioteca”, para que a ela assistisse o Imperador. É quando Joaquim Nabuco pronuncia uma frase magistral: “as pedras deste edifício parecem estrofes de Os Lusíadas”. As primeiras sessões da Academia Brasileira de Letras, sob a presidência de Machado de Assis, foram realizadas no Real Gabinete.

Em 1906, o rei D. Carlos concedeu ao Gabinete o título de Real e, desde 1935, a biblioteca tornou-se beneficiária do Depósito Legal.

Obras Raras e Valiosas

Entre as obras mais raras da biblioteca podemos citar a edição princeps de Os Lusíadas, de 1572, que pertenceu à Companhia de Jesus; as “Ordenações de D. Manuel”, por Jacob Cromberger, editadas em 1521; os “Capitolos de Cortes e Leys que sobre alguns delles fizeran”, editados em 1539; “Verdadeira Informaçam das Terras do Preste Joam, segundo vio e escreveo o Padre Francisco Alvarez”, de 1540, etc. Possui ainda os manuscritos autógrafos do “Amor de Perdição”, de Camilo Castelo Branco, e o “Dicionário da Língua Tupy”, de Gonçalves Dias. Além do serviço de biblioteca, com consulta informatizada, o Real Gabinete oferece acesso às mais importantes bibliotecas de Portugal pelo sistema “VIP – Real Gabinete”. O Real Gabinete está, atualmente instalando um laboratório próprio de restauração de obras e um espaço multimídia.

Arte e Beleza

Além do acervo bibliográfico, com obras raras, manuscritos, cartas e primeiras edições, o Real Gabinete Português de Leitura possui uma importante coleção de numismática e pinturas de Malhoa, Carlos Reis, Oswaldo Teixeira, Eduardo Malta e Henrique Medina. Também merece registro o “Relicário da Saudade”, em homenagem a Sacadura Cabral e que contém um pergaminho com assinaturas de Pio XII, D. Manuel II de Portugal, D. Afonso XIII da Espanha e Alberto I da Bélgica; o “Altar da Pátria”, peça em prata cinzelada e marfim, com 1,70 m de altura, evocativa dos feitos dos navegadores portugueses, que fez parte da Exposição Internacional do Centenário da Independência do Brasil; e ainda uma placa oval de prata e marfim, repuxada e cinzelada, em homenagem a Camões, com cenas mitológicas representeando o Olimpo e que esteve também naquela Exposição.

O Real Gabinete, no seu Centro de Estudos, instalou um centro de áudio, vídeo, multimédia e produtos culturais no edifício anexo (Rua Luís de Camões, 34 – oferecido pela Fundação Calouste Gulbenkian).

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP