Perdas e Ganhos

0

Wago Figueira

Uns sobem, outros descem e outros ficam onde já estavam antes. É assim que funciona o ranking de agências com o critério investimento em mídia, divulgado pelo IBOPE todo início de ano. Estão aqui os resultados de 2007 que sairam em Janeiro de 2008. Confira:

RANKING DE AGÊNCIAS
Janeiro a Dezembro 2007  (1ª remessa)  –  DADO PRÉVIO
     

1  Y&R
2  JWT
3  ALMAP BBDO
4  DM9DDB
5  MCCANN ERICKSON
6  OGILVY E MATHER BRASIL
7  LEW LARA
8  AFRICA
9  LEO BURNETT
10 EUGENIO PUBLICIDADE
11 GIOVANNI FCB
12 F NAZCA S E S
13 NEOGAMA
14 BORGHIERH LOWE
15 TALENT
16 EURO RSCG BRASIL
17 ARTPLAN COMUNICACAO
18 FISCHER AMERICA
19 DPZ
20 PPR
21 MPM PROPAGANDA
22 PUBLICIS BRASIL
23 Z MAIS
24 P A PUBLICIDADE
25 PROPEG
26 TBWA BR
27 W/BRASIL
28 SALLES CHEMISTRI
29 141 WORLDWIDE
30 MY PROPAGANDA
31 NOVA SB
32 DENTSU
33 AGENCIA FALA
34 DUDA MENDONCA
35 LODUCCA PUBLICIDADE
36 LONGPLAY COMUNICACAO
37 MULTI SOLUTION
38 MASTER
39 MILLEN COMUNICACAO
40 DCS COMUNICACOES
41 GP7
42 MATOSGREY
43 LAPIS RARO
44 WOODY SM2
45 TATERKA
46 CITYTEL
47 PRO BRASIL
48 P E M PUBLICIDADE E MARKETING
49 AGE
50 AVANTI PROPAGANDA

Fonte: IBOPE Monitor  

Na primeira posição, como já era de se esperar, aparece a Y&R, que possui na sua carteira de clientes a também líder do ranking de anunciantes, Casas Bahia.

Quem aparece logo em seguida, egressa da terceira posição, é a JWT, que se beneficiou com o aquecimento do mercado automobilístico de varejo (tem a conta da Ford) e a forte presença de campanhas agressivas do banco HSBC em diversos meios de comunicação.

Almap BBDO também galga uma posição na onda das fortes campanhas da Volkswagen e de O Boticário, que resolveram voltar com peso na mídia em 2007. Já a DM9DDB, segue o exemplo e comemora a ascensão do varejo com os clientes: Honda e Ponto Frio. Além disso, a agência liderada por Sérgio Valente, teve a sorte de ter em sua carteira o cliente Philips, em uma época em que as televisões de alta definição (HDTV) começam a querer se popularizar no mercado. Como se não bastasse, Guaraná Antártica e Terra, também entre os maiores clientes da agência, resolveram voltar para a mídia em peso, com campanhas que tiveram direito até a eventos de grande porte organizados pela B\Ferraz (Grupo ABC).

Já não tão contente assim, desbancada pelo crescimento ascendente da JWT, Almap e DM9, aparece a MCCannErickson em quinto lugar. Embora a agência detenha a conta institucional da GM, as grandes campanhas de varejo, responsáveis pela maior parte de investimento das montadoras de automóvel nesse ano, foram todas criadas pela Salles Chemistri, que nesse ano apareceu em 28º lugar.

A Lew Lara, precedida pela Ogilvy(5ª), manteve sua posição no ranking apenas com as suas contas, sem refletir a sua associação com a TBWA, que ocupa o 26º lugar.

A Africa, de Nizan Guanaes, subiu duas posições atingindo o 8º Lugar. A Leo Burnett também fez o mesmo e agora entrou para as 10 maiores. Já na 10ª posição, quem surgiu foi a Eugenio, especializada em clientes do mercado imobiliário. A agência que ano passado ocupava a 14ª posição, galgou quatro casas no ranking graças ao aquecimento desse nicho do mercado.

Além das TOP 10, também vale destacar as grandes mudanças entre as 50. E nesse quesito, quem mais se destacou positivamente foi a agência FALA! e a MPM, que conquistaram 13 e 10 casas respectivamente. As duas agências seguem em ritmo acelerado de crescimento. A MPM, liderada por Bia Aydar, cresce graças à conquista de grandes contas governamentais/institucionais e mudanças na sua estrutura de atendimento, com a chegada de Gal Barradas, egressa da F/Nazca. Hoje, o maior cliente da agência é a SulAmérica, que parece feliz com a criação da rádio e não pára de investir. No território institucional, Bia ainda comemora o fato de o Brasil vir a sediar a Copa do Mundo de 2014. Já a FALA com dois anos cresceu ao oferecer comunicação fácil com a classe C. Seus criadores são egressos das Casas Bahia e dominam esse tipo de comunicação. Na direção oposta, está a Publicis, que caiu 10 casas.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP