QUEM VAI COMPRAR O HSBC?

0

O HSBC informou hoje (9) que continua operando normalmente no Brasil e que manterá no futuro os serviços aos clientes. Em nota para tranquilizar os clientes, o banco confirmou que está em processo de venda de ativos e não de encerramento de suas operações no país.  Hoje, o HSBC Holdings confirmou, em Londres, que pretende vender a sua operação no país, mas planeja manter presença no Brasil para atender aos clientes corporativos de grande porte em suas necessidades internacionais. No mercado financeiro a pergunta é uma só:  Quem vai comprar o HSBC? 

“O HSBC está empenhado em garantir a continuidade do negócio e uma transição suave e coordenada para um potencial comprador”, informou o banco em nota. HSBC Brasil é parte da HSBC Holdings, com US$ 2,6 trilhões em ativos e mais de 51 milhões de clientes em 73 países.

O presidente da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), Murilo Portugal, evitou comentar a venda do HSBC. No evento de lançamento do plano de concessões no setor de infraestrutura, hoje (9), Portugal disse que essa é uma decisão de foro privado da instituição financeira.

Depois do escândalo das contas de brasileiros depositadas em agência da instituição na Suíça, que ficou conhecido como Swissleaks, o banco sediado no Reino Unido teve sua imagem e credibilidade duramente atingidos por favorecer a lavagem de dinheiro. Procurou fazer e fez acordo com a justiça suíça para que as investigações fossem encerradas, mas ainda carrega o duro peso do desgaste.

Nesse momento, o banco procura tranquilizar seus clientes, pois são eles e seus depósitos e operações justamente o que está em jogo. A carteira do HSBC está sendo disputada pelos grandes bancos e pode concentrar ainda mais o poder em torno de uma ou outra instituição.

A postura de Portugal em relação ao questionamento da Agência Brasil é de cautela, pois essas negociações envolvem vários interlocutores até que, de fato, sejam concluídas. A informação divulgada no exterior pode levar, e o banco fará de tudo para evitar, a um movimento de saída de clientes, se valendo de facilidades e ofertas de outras instituições.

Agora, é aguardar o desfecho. (Da Redação com Agência Brasil)

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP