RIO 2016: FUTEBOL EM 6 CAPITAIS

0

Estádios de Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Salvador, São Paulo e Rio de Janeiro foram escolhidos para sediar as partidas de futebol durante os jogos olímpicos “RIO 2016”. Centros de treinamento localizados nas próprias capitais e atrativos turísticos dos arredores podem estender ainda mais a estadia do viajante.

 

Seis capitais brasileiras estão em contagem regressiva para sediar as partidas olímpicas de futebol durante os jogos “RIO 2016”: Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Salvador, São Paulo e o Rio de Janeiro estão confirmadas pelo Comitê Olímpico da Federação Internacional de Futebol (Fifa). A exemplo da Copa do Mundo, os destinos de futebol devem receber um grande número de visitantes – e oferecer extras além dos estádios: um grande número de atrativos turísticos e os centros de treinamento que concentram os atletas, muitos deles nos arredores das arenas. Os jogos olímpicos devem atrair entre 350 mil e 500 mil estrangeiros, de acordo com estimativas do Ministério do Turismo.

Os números da Copa mostram que o país está preparado para receber bem os visitantes. Mais de 3,7 milhões de turistas circularam pelo país e visitaram 491 municípios brasileiros. A hospitalidade e a gastronomia foram os serviços de melhor qualidade para os estrangeiros, de acordo com estudo feito pelo Ministério do Turismo. Os estádios da Copa também se destacaram em conforto, atendimento e sinalização, revelou a pesquisa. O impacto econômico do evento foi de R$ 6,7 bilhões na economia e se distribuiu por cidades de todo o país.
As 16 seleções que participam das competições RIO 2016 – apenas Brasil e Argentina estão confirmadas – devem entrar em campo nas arenas do Mineirão (MG), no Estádio Nacional (DF), na Arena Amazônia (AM), na Arena Fonte Nova (BA), na Arena Corinthians (SP), no Maracanã ou no Engenhão (RJ). Craques como o brasileiro Neymar e o argentino Lionel Messi devem fazer parte da disputa, o que dá pistas de que os centros de treinamento, local onde os atletas se hospedam e treinam, devem estar movimentados.
A boa notícia é que parte destes centros se localizam nos arredores das arenas, de modo que o turista pode aproveitar a estadia para acompanhar um treino e, se tiver sorte, esbarrar com alguns dos 10 mil atletas representados por 205 países. Afinal, são mais de 100 centros espalhados apenas pelos cinco estados, com exceção da Bahia. A cidade de Brasília, por exemplo, oferece estrutura para a prática de esportes como golfe, natação, saltos ornamentais, atletismo, canoagem e handebol. Já Belo Horizonte e Juiz de Fora, em Minas Gerais, que receberão as delegações da Grã-Bretanha e do Canadá, contam com centros de atletismo e natação. Manaus terá infraestrutura para receber equipes de futebol e tênis de mesa. Rio de Janeiro e São Paulo se destacam na vela, no hipismo, no judô, na luta olímpica, e esportes coletivos como vôlei e basquete.
O visitante ainda poderá aproveitar a estadia na cidade para conhecer os principais pontos turísticos de cada destino. Em Manaus, por exemplo, é possível fazer um passeio de barco para contemplar o encontro das águas dos rios Negro e Solimões e apreciar os peixes da culinária amazônica. Em Brasília, capital federal, as atividades esportivas no Lago Paranoá tem sido uma das diversões para os turistas. Salvador, um dos cartões-postais da primeira capital do país, é o Pelourinho. O local tem como atrativo a arquitetura e o tradicional ensaio do Olodum. Em São Paulo, a cultura e os mais de 15 mil restaurantes são os principais atrativos de brasileiros e estrangeiros. Já o Rio de Janeiro, sede dos jogos olímpicos RIO 2016, oferece atrativos como o Pão de Açúcar, o Corcovado, a Lagoa da Conceição e o Jardim Botânico, além das praias.

Compartilhar.

Sobre o autor

Carlos Franco

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP