SAIBA COMO DESCARTAR O ÓLEO DO SEU CARRO CORRETAMENTE

0

O bom motorista sabe que, de tempos em tempos, é preciso trocar o óleo do carro, conforme as recomendações do fabricante do veículo. Mas, será que ele conhece a maneira certa para destinar o lubrificante usado? Segundo a Agência Nacional do Petróleo (ANP), o resíduo responsável pelo funcionamento adequado dos motores dos automóveis que chegam às oficinas pode e deve voltar às refinarias para ser reaproveitado pela indústria como matéria-prima de outros produtos.

De acordo com o Coordenador Técnico da Total Lubrificantes do Brasil – uma das quatro maiores companhias de petróleo e gás do mundo –, Fábio Silva, a coleta e o envio a um rerrefinador é obrigatório. “A legislação é bem clara. O melhor destino para o óleo que é substituído por outro mais novo é em locais específicos, preparados para receber o material com segurança. Essas empresas vão rerrefinar o óleo usado, retirar contaminantes e impurezas do produto usado, além de recuperar a maior quantidade possível do óleo básico, elemento principal do lubrificante”, afirma.

Os órgãos ambientais e reguladores da indústria do petróleo, combustíveis e derivados estabeleceram algumas regras para o descarte correto do produto, e que inclui várias partes. Entre elas, o dono do veículo, além de postos de serviços, oficinas, supermercados, lojas de autopeças, atacadistas ou qualquer outro ponto de venda que disponibiliza óleo lubrificante. “Todos que utilizam o produto são responsáveis nesse processo e, para dar certo, é necessário que cada um faça a sua parte”, destaca Silva.

Após realizar a troca do resíduo, tanto o motorista, quanto o funcionário do local que fez a substituição do item, deve guardá-lo em recipientes fechados para evitar vazamentos. Apenas uma pequena quantidade do óleo já pode causar graves problemas, além de render multa ou mesmo prisão a quem causar a poluição. Em seguida, é preciso entregar o material em locais apropriados, como os coletores autorizados pela ANP.

O Coordenador da Total ressalta que uma resolução do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA) exige que os revendedores informem sobre os cuidados necessários com o lubrificante. “Um cartaz com o mesmo tamanho dos utilizados na publicidade dos produtos deve estar exposto em local visível para que o consumidor se informe sobre o que fazer com o óleo usado”, garante.

Silva ainda explica que é possível exigir os certificados de coleta nos postos ou em oficinas onde o dono do veículo troca o lubrificante. “É muito importante verificar se o produto que você vai adquirir e se o local onde também vai descartar o óleo usado tem registro na ANP. Além de fazer o correto, também não colaboramos com a impunidade. Por isso, ao saber que alguém está em desacordo com a legislação, dando uso indevido ao resíduo, denuncie sem ter medo. Há formas para expressar isso anonimamente. A legislação está a nosso favor e devemos aproveitá-la”, finaliza.

Para mais informações sobre a logística reversa das embalagens dos lubrificantes, bem como pontos de coleta na sua região, entre outras dúvidas, acesse ao site www.joguelimpo.org.br.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP