Seminário no Sul do País destaca arquitetura de Jaguarão

0

Da ASN/RS

Jaguarão – O seminário Arquitetura de Jaguarão – Ecletismo no Sul tem se mostrado um dos mais importantes eventos para debate, estudo e preservação do patrimônio histórico e da compreensão da diversidade de estilos encontrada em construções de Jaguarão, município distante 391 quilômetros de Porto Alegre. A terceira edição do seminário será realizada de 5 a 7 de outubro no município. A programação e as inscrições para o encontro, que inclui palestras e visitas guiadas, podem ser feitas por meio do site www.costadoce.com.br.

Localizada às margens do rio homônimo, na fronteira com o Uruguai, Jaguarão destaca-se pela arquitetura, principalmente de casas, construídas no século XIX. A cidade tem um dos maiores patrimônios edificados do Estado, com aproximadamente 800 imóveis de destaque. Desse total, 29 casas e prédios estão incluídos no roteiro de turismo Ecletismo no Sul, no qual são apresentadas características formais, linguagens, sistema e técnicas do ecletismo historicista, do luso-brasileiro ou colonial, do neocolonial, do protoracionalista, kitsch e do modernismo.

No roteiro, o visitante também descobre detalhes que revelam o toque pessoal de antigos proprietários e construtores, como os vasos, compoteiras e pinhas (utilizadas na tradição portuguesa como símbolo de boas-vindas), além dos pisos de vestíbulos em xadrez branco e preto, indicativos da ordem maçônica.

O seminário é uma iniciativa do Sebrae no Rio Grande do Sul por meio do Arranjo Produtivo Local (APL) de Turismo na Costa Doce, da Associação de Engenheiros e Arquitetos de Jaguarão e da Prefeitura Municipal. O APL é impulsionado em parceria com a Agência de Desenvolvimento da Costa Doce (AD Costa Doce). “O encontro surgiu para promover o roteiro de turismo da cidade e deu certo. Foi aprovado por profissionais e estudantes de arquitetura e hoje integra o calendário oficial da cidade”, explica a gestora do APL, Jussara Argoud.

Ela destaca ainda que o crescimento do evento e do próprio roteiro estimulou a população de Jaguarão a incrementar a preservação dos imóveis. Os APL são aglomerações de empresas localizadas em uma mesma região, que apresentam especialização produtiva e mantêm vínculos de articulação, interação, cooperação e aprendizagem entre elas e outros agentes locais, como governos, associações empresariais e instituições de crédito, ensino e pesquisa.

“Estabelecimentos de ensino superior na área de arquitetura trazem seus estudantes até a cidade para aprofundar o conteúdo examinado em sala de aula”, explica a secretaria de Turismo de Jaguarão, Carmen Lúcia Passos. Para a terceira edição do seminário, são aguardados profissionais e estudantes de Porto Alegre, Bagé, Lajeado, Pelotas, Rio Grande e Santa Maria. Grupos do Uruguai já confirmaram presença.

A programação inclui visita guiada ao Museu Carlos Barbosa, uma expedição fotográfica à orla do Rio Jaguarão e à Ponte Internacional Barão de Mauá, construída entre 1927 e 1930, a partir de um tratado firmado em 1918 entre Brasil e Uruguai. A ponte é considerada uma das mais bonitas do mundo. Outra expedição, desta vez com o objetivo de produzir croquis, irá visitar a Enfermaria Velha, ruínas de uma instalação médica militar existente na cidade. Especialistas da Universidade de São Paulo (USP), da Universidade de Brasília (UnB), da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, do Sebrae/RS, da Coordenação do Patrimônio do Estado do Paraná e da Universidade da República, de Montevidéu (URU) vão proferir conferências.

Serviço:
Assessoria de Comunicação do Sebrae/RS – (51) 3216-5123/5182
Central de Atendimento ao Cliente do Sebrae/RS – (51) 3216-5006
Sebrae Sul – (53) 3225-0541
Saiba mais sobre a Costa Doce –
www.portaldacostadoce.com.br

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP