Sotaques do Brasil

0

De 26 a 28 de outubro o SESC Ipiranga apresenta “Deslocamentos”, com coreografias vindas de Curitiba, Salvador, São Paulo, Araraquara e Rio de Janeiro.

A proposta busca outros olhares para as mesmas questões e preocupações sobre as dificuldades/facilidades de circulação dos trabalhos de dança contemporânea no Brasil, bem como estimular reflexões para novas pesquisas, discussões e formatos.

Casa de Ferro – Salvador, BA
Ao abordar a diáspora africana, o desenraizamento de um povo, desligado à força de seu ambiente e de sua cultura, o espetáculo discute a importância da cultura africana na sociedade brasileira.

Representa temas como o nascimento, a relação com a terra natal, a captura, o cativeiro, a evangelização, a resistência, o castigo, a morte e a transcendência metafísica do ser.

O diretor e intérprete Maurício Assunção, de Salvador, utiliza-se das manifestações populares, entre elas capoeira, folguedos e frevo, poesias de Castro Alves e músicas de Caetano Veloso, Dory Caimmy e outros.

– Dias 26 e 27 de outubro, sexta e sábado, às 19h
Local: Galpão (aproximadamente 50 lugares)
Duração: 50 minutos
Classificação: 16 anos

Francisca da Silva de Oliveira. Chica da Silva. Um Esboço –
São Paulo, SP

Após visitar a fazenda Canto das Águas, residência de Chica da Silva em Diamantina, a igreja Nossa Senhora da Conceição onde ela foi enterrada e de realizar pesquisas sobre a história da personagem, Eliana de Santana desvenda a mulher por trás do mito.

Embora Francisca da Silva de Oliveira seja comumente relacionada ao estereótipo de símbolo sexual, Eliana

mostra os esboços de Chica por intermédio de seus pensamentos, seu lado mãe, sua identidade e seu amor.

O espetáculo foi contemplado com o Prêmio Funarte de Dança Klauss Vianna 2006.

– Dia 26 de outubro, sexta, às 21h
Local: Teatro (213 lugares)
Duração: 50 minutos
Classificação: 14 anos

Eu tenho autorização da polícia para ficar pelado aqui – Curitiba, PR

Estar pelado necessariamente deixa alguém nu? Se for considerado o sentido figurado do nu, não. Uma pergunta muito íntima pode te expor tanto quanto tirar a roupa.

A concepção, criação e execução é de Ricardo Marinelli, de Curitiba, que se inspirou em suas inquietações sobre o motivo de as pessoas terem problemas com a nudez ao ponto de ser passível de prisão o fato de ficar pelado em público.

Em suas pesquisas, o intérprete descobriu que a lei tem exceções: o ato será considerado atentado ao pudor só se a autoridade assim considerá-lo e há ainda a possibilidade de se pedir autorização para ficar nu em manifestações artísticas.

A nudez de Ricardo dependerá do público que por ele passar. Colocar moedas em um prato será o sinal do espectador para as ações do artista, que vão desde responder a perguntas a trocar de roupa.

– Dia 26 de outubro, sexta, às 20h
Local: Área de Convivência
(aproximadamente 150 lugares)
Duração: 45 minutos
Classificação: 16 anos

Pelo a menos no país das maravilhas – Curitiba, PR

Ricardo Marinelli apresenta também um espetáculo que discute o masculino e o feminino. O que é ser homem? Ser macho é ser homem? Ser homossexual é ser homem? Qual o limite que define quem é homem ou não?

Para desvendar essas diferenças, o intérprete-criador repensa o organismo, o corpo humano, os estereótipos de identidade sexual e as referências pessoais de masculinidade através de movimento e dramaturgia.

– Dia 28 de outubro, domingo, às 18h
Local: Sala 3 (40 lugares)
Duração: 30 minutos
Classificação: 16 anos


Microdanças que se desfazem ou episódios que não se repetem… – Araraquara, SP


Vencedor do prêmio Funarte Klauss Viana de Dança, o espetáculo, interpretado pelo grupo Gestus, de Araraquara, é composto por três partes, cada uma criada por um colaborador a partir de um mesmo tema: arte ativista.

Modos invisíveis de fazer arte, criado por Cláudia Muller, mostra a dança como ferramenta para subverter o habitual. Essa intervenção se dará nos espaços cotidianos, como a rua.


Microdanças, de André Masseno, pretende mostrar as expectativas entre o performer e a platéia, o que se espera de um profissional de dança e o que acontece com o olhar do público quando as diversas identidades do corpo são potencializadas ao máximo e recontextualizadas.

Com criação de Mário Nascimento, Cortadores é uma coreografia baseada no trabalho dos cortadores de cana, sua força, luta pela sobrevivência e exploração que sofrem. Mostra como o corpo se torna fácil de controlar quando se torna submisso à vontade de alguém.

Modos invisíveis de fazer arte
– Dias 27 de outubro, sábado, das 16h às 18h (agendamento individual), e 28, domingo, das 10h às 12h (agendamento individual) – Telefone para agendamento: 3340-2037
Local: Sala 4 (1 lugar – o espetáculo é apresentado a cada 15 minutos para uma pessoa por vez – serão atendidas 8 pessoas por dia)
Duração: 15 minutos
Classificação: 12 anos


– Dia 28 de outubro, domingo, às 13h
Local: Quintal e Pq. da Independência (200 lugares)
Duração: itinerante
Classificação: 12 anos

Microdanças e Cortadores
– Dia 28 de outubro, domingo, às 20h
Local: Teatro (213 lugares)
Duração: 60 minutos
Classificação: 12 anos


Leia-me – Rio de Janeiro, RJ

O solo da carioca Ivana Menna Barreto valoriza a leitura através da dança. A concepção da coreografia partiu da idéia de que as pessoas sempre estão lendo ou sendo lidas e a leitura vai além do que está escrito, contemplando também qualquer movimento ou ação.

Durante o espetáculo serão projetadas palavras no corpo em movimento da bailarina e, ao final da apresentação, os espectadores receberão folhas de papel em branco para escrever suas impressões. Esses papéis posteriormente comporão o cenário do espetáculo.


– Dia 27 de outubro, sábado, às 18h
Local: Sala 3 (40 lugares)
Duração: 40 minutos
Classificação: 16 anos


I’m not here – Rio de Janeiro, RJ

Com concepção, direção e performance de André Masseno, a apresentação representa um diálogo com a obra “A morte do Cisne”, de Michel Fokine. A atuação transita entre dança e teatro para abordar as memórias e a história do corpo do artista, incluindo uma tensão entre se expressar e seguir a técnica.

– Dia 28 de outubro, sábado, às 19h
Local: Área de Convivência (150 lugares)
Duração: 35 minutos
Classificação: 14 anos


Bate-papo
Após três dias de apresentações contínuas de grupos vindos de diferentes partes do Brasil, haverá um bate-papo com a platéia e artistas sobre o processo de criação e apresentação de dança contemporânea no país.

– Dia 28 de outubro, domingo, às 14h
Local: Galpão (aproximadamente 50 lugares)
Duração: 120 minutos
Classificação: Livre


Deslocamentos
Dias 26, 27 e 28 de outubro, sexta, sábado e domingo – diversos espaços e horário

SESC Ipiranga
Rua Bom Pastor, 822 – Ipiranga
Não possui estacionamento

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP