TOYOTA EXIBE O C-HR NO SALÃO DE GENEBRA

0

A personalidade única do Toyota C-HR demonstra a flexibilidade que a plataforma TNGA (Toyota New Global Architecture) ofereceu aos desenvolvedores do veículo em três áreas: design, motor e dinâmica, possibilitando que eles entregassem uma proposta renovada no segmento crossover, principalmente no que se refere a suas linhas de estilo cupê. é Este é o carro que a montadora exibe no Salão de Genebra a partir de amanhã, 3.
Como resultado, o Toyota C-HR mantém-se fiel às características do carro-conceito que atraiu tantos olhares nos salões de Paris em 2014 e Frankfurt, em 2015. Além disso, o modelo traz uma novidade para o segmento com a introdução de um inédito propulsor 1.8L híbrido, possibilitando que a experiência ao dirigir seja perfeitamente alinhada com o estilo de vida urbano atual e com um nível de eficiência nunca visto no segmento crossover.
Finalmente, conduzido pela visão de seu engenheiro-chefe, Hiroyuki Koba, “Resposta, linearidade e consistência”, a dirigibilidade do C-HR foi inspirada nos modernos hatchbacks no que se refere à precisão e controle da direção, em virtude do aperfeiçoamento da nova plataforma Toyota e de seu baixo centro de gravidade. O intuito foi possibilitar que o C-HR fosse prazeroso ao dirigir, não somente nos grandes centros urbanos, mas nas estradas pelo mundo afora, independente da condição do pavimento, oferecendo excelente controle e dirigibilidade.
Destaque-se com paixão
Consciente do já congestionado mercado de crossovers, o time de desenvolvimento decidiu desde o início por uma abordagem centrada em uma clara e única imagem do cliente.
Ele é um motorista impulsionado pela emoção, que quer se destacar e gosta de ser o primeiro a curtir produtos e experiências novas. Ele busca por estilo e vê o carro como uma extensão de sua personalidade. E, uma vez que ele vive majoritariamente na cidade, seu carro precisa acompanhá-lo ao se movimentar pelo tráfego dos grandes centros urbanos.
Linhas de estilo cupê
Em resposta aos gostos e necessidades deste cliente, o Toyota C-HR apresenta um estilo distinto que traz dinamismo e fluidez ao mercado crossover. O produto final permanece notavelmente fiel ao carro-conceito que foi mostrado pela primeira vez no Salão de Paris, em 2014.
Apresentando uma carroceria inspirada no diamante, com a parte que circunda as rodas enfatizando o conceito de força e robustez, a estrutura modulada do C-HR combina um perfil de teto baixo com um vão livre elevado do solo em uma cabine de estilo cupê elegante.
A frente representa uma evolução no conceito de identidade visual Keen Look da Toyota. A grade superior flui a partir da logomarca, no centro, até encontrar as extremidades dos faróis finos de LED de estilo agressivo, que envolvem completamente a frente do veículo até as laterais.
Na traseira, destaca-se a abertura das portas localizada na parte superior e as lâmpadas de LED em formato de bumerangue, transmitindo uma característica ainda maior de agressividade e robustez ao crossover.
O C-HR é o resultado de uma cooperação global entre os três centros de design da Toyota localizado em três continentes diferentes e foi capitaneado por Kazuhiko Ozawa, designer chefe do projeto. O desenho exterior original foi criado pelo estúdio de design Calty, na Califórnia.
Motor
O Toyota C-HR será equipado com uma gama de motores desenvolvida para entregar exatamente o prazer ao dirigir que esse cliente procura.
Equipado com a mais nova geração do propulsor híbrido, o C-HR tem emissões de CO2 menores que 90 g/km, inigualáveis em seu segmento. Entregando 120 cv de potência, o novo motor 1.8L é mais leve e eficiente, além de oferecer um desempenho melhor que seu antecessor. Além disso, mudanças em seu desenho resultaram em uma eficiência termal da ordem de 40%. Outros componentes também ficaram mais leves, menores e foram reposicionados na busca pela otimização do sistema, além de contribuir para o centro de gravidade mais baixo do carro.
O Toyota C-HR ainda possui uma versão 1.2L turbo de 113 cv de potência, que fez sua estreia no compacto Auris. Nele, é possível escolher uma transmissão manual de seis velocidades ou uma automática CVT, esta disponível nas versões 4×2 e 4×4. Para fechar as opções de motorizações, ainda estará disponível uma versão 2.0L com câmbio CVT apenas em alguns mercados.
Além do crossover
Com o seu centro de gravidade baixo e suspensão traseira multilink, a nova plataforma TNGA formou um ponto de partida ideal para garantir que todas as características do chassi pudessem ser concebidas para obter uma resposta imediata e natural às ações do motorista.
Em particular, a direção foi concebida para ser perfeitamente linear, fazendo com que o Toyota C-HR tenha uma precisão de condução muito superior à média dos crossovers.
Avançados equipamentos de segurança
Em linha com a estratégia da Toyota de democratizar avançados equipamentos de segurança, o C-HR será equipado com tecnologia usualmente reservada para modelos de segmentos superiores. O Toyota Safety Sense System, que será oferecido como equipamento de série no C-HR, inclui itens como: sistema de pré-colisão, alerta de troca de faixa, Road Sign Assist e Automatic Highbeam, bem como detecção de pedestres e cruise control adaptativo.
Produção
O Toyota C-HR será produzido na planta industrial da empresa em Sakarya, Turquia. Esta é a primeira vez que um modelo híbrido será produzido naquele país.
O Toyota C-HR é uma das estrelas da marca no Salão de Genebra 2016, que ocorre de 3 a 13 de março.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP