A FORÇA DO MARKETING DE DADOS

0

Novo estudo da Turn, em conjunto com a Forbes Insights, mostra que campanhas de marketing com base em cruzamentos de dados têm três vezes mais chances de fidelizar consumidores do que campanhas que não usam dados

A TURN, uma das maiores plataforma de DSP (Demand Side Plataform) e DMP (Data Management Plataform) do mundo, há dois anos no Brasil e uma das pioneiras mundiais na atividade de mídia programática, acaba de lançar uma pesquisa, em conjunto com a Forbes Insights, que demonstra que campanhas de marketing com base em dados têm três vezes mais chances de fidelizar os consumidores impactados do que as campanhas que não utilizam de dados.

Realizada com mais de 300 executivos de marketing de grandes e médias empresas de todo o mundo, a pesquisa “Data Driven and Digitally Savvy: The Rise of the New Marketing Organization” revela que, hoje, o marketing com base em dados é crucial para o sucesso das campanhas de marketing no contexto de uma economia global competitiva, de acordo com a experiência destes executivos ao lidarem com a mídia programática e campanhas com bases em cruzamentos de dados.

A pesquisa aponta que 74% dos executivos que utilizam estratégias com base em dados alcançam vantagens competitivas em relação a concorrentes, no engajamento e fidelização dos consumidores, enquanto apenas 24% dos executivos que não se baseiam por dados conseguem algum tipo de resultado em suas campanhas. Em média, executivos que realizam o marketing orientado por dados têm seis vezes mais chance de relatar vantagens em relação aos concorrentes em termos de rentabilidade e possuem três vezes mais chance de ter um aumento de receitas do que concorrentes que não usam insights com base em dados. Cerca de 55% dos marqueteiros que dirigem sua campanha com base em insights provenientes de dados veem um aumento de receitas, em comparação a 20% dos marqueteiros que não conduzem campanhas com base em dados.

“Este relatório mostra a importância de coletar dados e da expertise de utilizá-los nas campanhas de marketing”, afirma Fernando Tassinari, diretor para América Latina da Turn. “As recentes inovações dão a possibilidade de obter um conjunto maior de dados em profundidade, que correspondem à exposição do consumidor à marca. As empresas precisam investir em métodos eficientes para coletar esses dados como, por exemplo, dados de vendas, pedidos de clientes e indicadores para a fidelidade dos clientes. Desta forma, os profissionais de marketing podem basear suas decisões para campanhas de marketing, bem como para decisões de negócios mais amplas, sobre o que seus clientes realmente querem, em vez de confiar em adivinhações”, afirma Tassinari.
O relatório também traz os setores que estão se dando melhor com o marketing baseado em dados, como o de viagens e o de varejo. Cerca de 67% dos executivos de empresas de viagens afirmam ter obtido vantagem competitiva em seu setor, com maior fidelidade dos clientes, como resultado direto da utilização de dados em suas campanhas. Já na indústria do varejo, 55% dos executivos afirmam estar obtendo vantagens e 52% afirmam conseguir mais clientes através do marketing baseado em dados.

Sobre a pesquisa
Realizada em outubro de 2014, a pesquisa recebeu um total de 331 respostas de executivos seniores. Dos entrevistados, 64% eram vice-presidentes ou diretores e 28%, executivos de nível C ou vice-presidentes seniores. Indústrias representadas na pesquisa incluem os setores de tecnologia (21%), varejo (18%), telecomunicações (15%) e bens de consumo (10%). Outras indústrias incluídas: publicidade, viagens, automóveis e bancário. Quase a metade, 48%, são empresas com US$ 1 bilhão ou mais em receitas anuais, e outros 16% tinham entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão em receitas.
A pesquisa, em inglês, pode ser baixada aqui.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP