INTERNAUTAS DESCONFIAM DE SEGURANÇA NA INTERNET

0

“Privacidade e Segurança na Internet” são temas de relevância na sociedade da informação, que vivemos atualmente, onde há excesso de informações, compartilhamento de notícias – públicas ou particulares – seja nos principais canais de comunicação ou em redes sociais. Por isso, tornou-se tema de uma pesquisa feita pelo Opinion Box (www.opinionbox.com), empresa pioneira de soluções digitais para pesquisas de mercado e de opinião.

Para a pesquisa, realizada no mês de julho, o Opinion Box entrevistou 1.884 internautas de ambos os sexos, todas as classes sociais e regiões do país. Um dos primeiros resultados do levantamento já gerou surpresa: 30% dos entrevistados avaliaram que não têm sua privacidade nem um pouco respeitada na internet.

Também é interessante perceber que apesar do Brasil ser o país com maior número de adeptos às redes sociais e das plataformas fazerem parte do cotidiano das pessoas há um bom tempo, apenas 28% dos entrevistados disseram se sentir confortáveis em ceder informações pessoais, como nome completo, data de nascimento, etc, ao realizar cadastro em uma nova rede. Além disso, 87% dos respondentes mencionaram se preocupar com o uso indevido do próprio conteúdo, compartilhado por outros usuários da mesma rede social, sendo que 45% desses se preocupam muito. Os dados continuam altos quando a preocupação se refere ao uso do conteúdo publicado pela própria administração da rede social. Neste caso, 83% disseram ficar preocupados, sendo que 40% se preocupam muito que a rede social use seu conteúdo compartilhado.

É inegável que a popularização das compras pela internet, seja via computador ou por dispositivos móveis, trouxe facilidades para a vida do consumidor. Tanto, que 86% dos entrevistados afirmaram ter o hábito de comprar no meio digital e 50% disseram que a prática do consumo acontece via aplicativos para smartphones. Porém, fazer o cadastro nas lojas online é uma etapa que divide os usuários e preocupa parte deles. 55% dos internautas se sentem confortáveis em fornecer seus próprios dados às lojas virtuais. Mas, 40% discordam ao entregar os dados pessoais a uma loja na internet.

Quando chegam à hora de fornecer dados de pagamento aos e-commerces, 48% apontaram que não se sentem seguros. Em contrapartida, 8% afirmaram se sentir muito seguros. Quando a compra acontece via apps, apenas 36% se sentem seguros em informar dados como número do cartão de crédito e código de segurança, e 7% dizem se sentir muito seguros.

Por fim e em tempos de discussão frente ao Marco Civil da Internet, o Opinion Box questionou os entrevistados sobre a quem cabe monitorar informações que circulam na rede. Para 73% das pessoas, o governo não deve ter o poder de acessar, armazenar e analisar dados de utilização dos usuários de internet no Brasil. “Com base nesses dados, avaliamos que o desafio continua sendo estabelecer diretrizes que ofereçam aos usuários segurança e privacidade, sem perder o caráter de liberdade que a internet tem”, avalia Felipe Schepers, co-fundador e COO do Opinion Box.

 

A margem de erro é de 2,3 pontos percentuais e o grau de confiança é de 95%.

 

Mais sobre o Opinion Box – www.opinionbox.com:

Fundado por especialistas de pesquisa, marketing e tecnologia, o Opinion Box desenvolve soluções digitais para pesquisas de mercado e coleta de dados primários. A startup digital lançou a primeira plataforma completa de pesquisa online do Brasil no conceito “Do it yourself” e atende necessidades estratégicas de empreendedores, profissionais de marketing, agências, consultores e empresas de diversos tamanhos e mercados.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.