O PARAÍSO DOS ARTIGOS ESPORTIVOS ILEGAIS

0

Segundo pesquisa realizada pelo IBOPE, encomendada pela Associação pela Indústria e Comércio Esportivo (Ápice), de maio de 2014 a maio de 2015, no Brasil foram adquiridos pela população, quase 19 milhões de pares de tênis esportivos considerados não-originais, montante que representa 23% da produção nacional nesse segmento. A estimativa é que o governo federal deixou de arrecadar R$637 milhões com a comercialização de produtos esportivos ilegais.  “Por isso, a Ápice está cada vez mais engajada em ações eficazes de apreensões de produtos esportivos não originais, os ilegais, que comprometem o acesso de produtos com qualidade ao consumidor e até a geração de empregos no setor da indústria esportiva”, ressalta Marina Carvalho. A pesquisa IBOPE encomendada pela Ápice ouviu 2002 entrevistados, em todo o pais, com pessoas pertencentes às classes A, B, C, D, e E, entre homens e mulheres com 16 anos ou mais.

 

Segundo Marina Carvalho, diretora-presidente da associação que representa as marcas adidas, Asics, Alpargatas, Nike, Oakley, Puma, Specialized, Skechers e Under Armour, nos últimos dois anos, a Ápice contribuiu com investigações e apoio logístico para apreensões de produtos ilegais nas cidades de Nova Serrana (MG), Uruguaiana, Rio de Janeiro (RJ) e São Paulo (shopping 25 de março).

 Sobre o diálogo de autoridades policiais, a Ápice ajudou com informações para a identificação de produtos esportivos ilegais pelo Instituto de Criminalística de Brasília (DF), Prefeitura e Guarda Metropolitana de São Paulo, Delegacia de Crimes Contra a Propriedade Imaterial (Recife –PE), Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Propriedade Imaterial (Rio de Janeiro), Delegacia de Combate aos Crimes de Propriedade Imaterial (Brasília-DF), entre outros órgãos de combate ao mercado ilegal de produtos.

REGULAMENTAÇÃO DO SETOR – Para influenciar a regulamentação que se aplica ao mercado ilegal de produtos contrafeitos, a Ápice apoia a aprovação imediata do projeto de lei 333/99 que altera a lei nº 9.279, de 14 de maio de 1996 (Lei de Propriedade Intelectual) e pretende igualar a pena dos delitos de falsificação de marca a pena de crimes oriundos de violação de direitos autorais.

 

Raio X – Mercado Ilegal de Calçados Esportivos

Foram declaradamente adquiridos 80.607. 525 pares de tênis esportivos;

Destes, 61.672.871 foram originais (77%) e 18.934.654 não –originais (23%);

O valor médio gasto declarado com um par de tênis esportivo foi de R$332,90, sendo que o original foi de R$376,00 e não original R$146,60.

Segundo Marina Carvalho, nesse período, a ÁPICE estima que o faturamento anual não realizado pelas suas associadas foi de R$ 1,6 bilhão, a quantidade de tributos não arrecadados chega a R$ 637,6 milhões e essa produção ilegal envolveu aproximadamente145 mil empregos informais ou irregulares.

Fonte: Pesquisa IBOPE encomendada pela Ápice, maio de 2014 a maio de 2015.

 
SOBRE A ÁPICE  Com sede na capital paulista (SP), a ÁPICE (Associação pela Indústria e Comércio Esportivo) representa o setor de produtos esportivos. As ações desenvolvidas pela ÁPICE envolvem o aperfeiçoamento da qualidade dos produtos esportivos, o combate à falsificação, facilitar o acesso dos consumidores a produtos esportivos com valores justos, aumentar a competitividade do setor brasileiro nas cadeias globais de valor, com o incentivo a novas tecnologias, práticas sustentáveis, qualificação e desenvolvimento contínuo da mão de obra. Além disso, pretende promover o esporte como plataforma de inclusão social.  Atualmente, as empresas associadas são: adidas, Asics, Alpargatas, Nike, Oakley, Puma, Specialized, Skechers e Under Armour.

 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP