PwC: O BILIONÁRIO MERCADO DA MÚSICA

0

O segmento de shows continua prosperando no mercado de Mídia e Entretenimento brasileiro – é o que revela a 16ª edição da pesquisa Entertainment and Media Outlook da PwC.  O Brasil é o segundo maior mercado de música ao vivo na América Latina, depois do México. A receita total deste segmento (incluindo as vendas de ingressos e patrocínios) aumentou de U$ 165 milhões em 2010, para U$ 205 milhões em 2014 e deverá atingir U$ 280 milhões em 2019, com um crescimento médio de 6,4% ao longo do período. 

 pwc.musica

Segundo Gardênia Rogatto, gerente sênior da PwC Brasil e especialista em Mídia e Entretenimento, o crescimento desse mercado é impulsionado pela realização de mega eventos como a Copa do Mundo, Olímpiadas, e a consolidação de uma agenda de festivais nos últimos anos. “O país entrou na rota dos principais festivais do mundo. Com a infraestrutura construída para a Copa do Mundo, as capitais possuem espaços que possibilitam trazer para o Brasil concertos internacionais além do eixo Rio-São Paulo. E a procura pelos brasileiros tem correspondido à oferta”, explica.

 

Ainda de acordo com a gerente, as pessoas, hoje em dia, buscam cada vez mais viver experiências diferentes. Uma das consequências desta mudança de perfil é que o público brasileiro tem viajado cada vez mais pela América Latina para assistir shows de suas bandas favoritas ou da atualidade, o que fomenta o mercado de turismo interno e externo. “O brasileiro aproveita o fato de sair de sua cidade não só para assistir a um determinado show, mas também para explorar o que o destino oferece”, completa.

 

Música

 

Considerando todo o mercado da música, o Brasil tem uma projeção de crescimento médio de 1,8% nos próximos cinco anos – maior que o cenário global (0,8%). No entanto, a forma como os brasileiros consomem música está mudando, de acordo com a pesquisa da PwC. Em 2019, é esperada uma queda de 23% nos gastos com músicas gravadas em formato físico, em comparação ao ano passado.

 

O streaming deve se tornar o principal modelo de consumo de música dos brasileiros. A pesquisa aponta que os gastos com este formato tem um crescimento médio de 6,2% até 2019. Em cinco anos, os gastos do consumidor e dos anunciantes com música também será maior no digital – representará 19% do mercado, com um crescimento médio de 4,5%, enquanto o formato tradicional terá um CAGR de apenas 1,2%.

 “A escolha do consumidor em ouvir música da forma que acha mais conveniente para si, abre espaço cada vez maior para o streaming. As pessoas não querem mais perder tempo em downloads musicais, o que beneficia o crescimento do consumo em plataformas como o Spotify”, destaca Gardênia Rogatto.

 

Metodologia – Em sua 16º edição, o levantamento avalia os gastos dos consumidores e investimentos com publicidade em 54 países. A análise foi realizada em 13 segmentos do entretenimento, que inclui TV aberta e fechada, revistas, jornais, internet, música, outdoor, cinema, games, entre outros.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP