A BUZINA DO CHACRINHA

0

CARLOS FRANCO

O mercado publicitário parece picado pela mosca azul das consultorias que propagam dificuldades para vender facilidades. Um movimento que domina o cenário de Recursos Humanos, onde imperam muitos “mauricinhos e patricinhas”, os atuais “coxinhas e empadas”.

São em sua maioria profissionais que nunca pisaram no chão de fábrica e desconhecem o coração das empresas e o que, de fato fazem os seus funcionários, mas que adoram comprar produtos de prateleira. É como escolher, na gôndola dos supermercados, um sabão em pó com nomes pomposos.

Foi-se a era da verticalização, da horizontalização, do downsizing, outsizing, outsourcing, do core business e da otimização. Invencionices que procuram reinventar a roda e que, agora, chegam ao mercado publicitário.

Essas ferramentas que atendem pelo nome de digital out home, digital in home, mobile marketing, network sourcing e outros menos cotados começam, acredite, a ganhar até associações de classe e de profissionais. Mas o que querem e o que prometem? A venda, simples assim: a venda, pois não se reinventa a roda. E o alvo, claro, é e será sempre o consumidor, no desejo de chegar ao seu coração e fazê-lo generosamente abrir a carteira e comprar.

Compra-se, agora, mais que o produto, a sensação que ele transmite, de bem estar, conforto, status, modernidade ou seus contrários – o retrô está em alta. E ainda que as “cassandras”, aquelas figuras não tão mitológicas assim, apregoem o caos, com a redução do crédito por conta do patamar dos juros, ninguém vai deixar de comer, beber, vestir e amar e o varejo continuará a existir assim como a indústria.

Temporariamente, pode-se deixar de comprar aquele apartamento ou carro novos hoje, mas eles continuarão nos planos de amanhã. E, como os consultores de plantão, os políticos de oposição a governos que estão no poder, criam dificuldade para depois venderem a facilidade tendo seus votos como moeda de troca. Até a turma do mi-mi-mi vai acabar percebendo que vender mamadeira e bico para a criança não parar de chorar o ano inteiro é pura perda de tempo, o sorriso é sempre melhor que o choro e o reconhecimento de uma derrota, muita vezes é mais nobre que uma vitória.

Mas voltando à publicidade, muitos agora, vendem a idéia de que quem não cair na rede é peixe fora d`água. De fato, o mundo se digitaliza rapidamente e as plataformas de comunicação evoluem muito rápido.

Em 1989, os CDs invadiram o mercado, e em 1999, as famosas bolachas de vinil deixaram de rodar nas casas, enquanto em 2009, começou a febre dos MP3, MP4 e os CDs perderam rapidamente mercado, mas não importa a plataforma, o que continua a rodar é a música, o conteúdo. Na publicidade, é isso que também está em jogo.

O chato é perceber que o conteúdo anda caindo de qualidade, mas é a credibilidade que ainda estabelece a comunicação, chega mais perto do coração da gente, então não importa a plataforma o bom e velho negócio da publicidade será o de estimular a venda, oferecendo ao consumidor uma experiência e aquela sensação de felicidade e bem estar. O resto é conversa fiada, ladainha para boi dormir e as nomenclaturas em inglês coisa de quem não sabe se comunicar e quem não se comunica, como dizia o velho Chacrinha, dia menos dia, se estrumbica. Alô, alô Terezinha, buzina para essas invenciones.

Compartilhar.

Sobre o autor

Carlos Franco

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP