IDC ANALISA TENDÊNCIAS DO MERCADO DE TI

0
“O ano de 2015 tem se mostrado extremamente difícil e exigido muito sacrifício de vários setores da economia, em especial o de tecnologia. A valorização do dólar frente às moedas latino-americanas, a inflação e o baixo desempenho econômico vêm impactando diretamente nos investimentos feitos pela indústria de uma forma geral e o nosso desafio é descobrir como se manter forte diante deste cenário”, afirmou o country manager da IDC Brasil, Denis Arcieri, durante a primeira edição do IDC Brasil President’s Dinner, realizado em São Paulo para fomentar a discussão sobre o atual momento da indústria de tecnologia no país e na América Latina. O evento contou com a presença dos líderes da ABES, Asus, BRQ, CA, Ci&T, Cisco, Dell, Intel, Level3, Lexmark, Linx, Locaweb, Resource, Sonda, T-Systems, UOL e VMWare. O evento contou também com a presença do vice-presidente da IDC América Latina, Ricardo Villate.

Segundo Arcieri, o atual panorama do mercado é de completa instabilidade. Se em março de 2014 os principais institutos de pesquisas previam que todos os países da América Latina teriam crescimento promissor em 2015, 12 meses depois o cenário se inverteu. “No Brasil, por exemplo, a previsão de crescimento do PIB para 2015 era de 2,5%. Este ano, contudo, falamos de algo em torno de -1,3%”, ressaltou. Outro fator impactante para a indústria de tecnologia é a alta do dólar e a taxa de inflação, cujas previsões iniciais também não se confirmaram. Mas, para a IDC Brasil, o pior momento está começando a passar. “Após um primeiro trimestre muito fraco, já se observa até uma estabilidade do mercado”.

“Por conta das incertezas pós-eleição de 2014 e pela volatilidade da moeda americana, as companhias locais entraram em 2015 com o orçamento extremamente reduzido e com cenário conservador, ao contrário das multinacionais, que estão sentindo a crise neste momento e devem reduzir os investimentos nos próximos meses”, explicou o Country Manager da IDC Brasil. Segundo ele, pós março, com o cenário econômico mais claro, as empresas locais começaram a ‘soltar’ mais o orçamento, ao contrário das multinacionais que devem se retrair nesse segundo semestre.

Para Ricardo Villate, vice-presidente da IDC América Latina, há uma clara relação entre o desempenho do PIB e os investimentos de TI, como mostra o gráfico abaixo.

Ao analisar o percentual que a tecnologia representa no PIB em cada um dos países da América Latina nota-se que, no Brasil, por exemplo, esse índice chega a 2,5%. Em países desenvolvidos, como os EUA, os gastos com tecnologia representam 3,9% do PIB. “Além disso, o nosso país é a quinta maior potência do mundo em relação ao consumo de tecnologia e telecomunicações. Em 2014, que já foi um ano desafiador, fechamos com aproximadamente US$ 160 bilhões de investimentos, crescimento de aproximadamente 7%, acima de países como Japão, Alemanha, EUA e da própria média mundial”, completou Arcieri. O desafio, de acordo o Country Manager da IDC Brasil, é consolidar a infraestrutura para comercializar tecnologias de valor agregado. “O consumo no Brasil ainda é muito orientado em hardware. Nos países maduros, temos valores abaixo de 40% e 45% e, por aqui, segundo o estudo IDC Worldwide Black Book o índice chega a 58% (com 23% de serviços e 19% de software)”, diz. O utra questão é a concentração dos investimentos pelo país – vide mapa abaixo. Em apenas dois anos, houve diminuição na participação total dos investimentos no Sudeste, mais precisamente no eixo Rio/SP, que acabou espalhado para outras regiões. “Esse movimento é um fator decisivo para o crescimento das empresas”, afirma Denis Arcieri.

Sobre a IDC

IDC é a empresa líder em inteligência de mercado e consultoria nas indústrias de tecnologia da informação, telecomunicações e mercados de consumo em massa de tecnologia. Analisa e prediz as tendências tecnológicas para que os profissionais, investidores e executivos possam tomar decisões de compra e negócios nestes setores. Mais de 1.000 analistas em 110 países proveem conhecimento local, regional e global dos mercados tecnológicos em hardware, software, serviços, telecomunicações, segmentos verticais e investimentos em TI. Nos últimos 50 anos, IDC tem fornecido informações estratégias aos seus clientes para ajudá-los a alcançar seus objetivos com êxito. Na América Latina, está presente com escritórios locais na Argentina, Chile, Brasil, Colômbia, México, Peru e Venezuela.

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP