OS REALITIES E AS NOVAS TENDÊNCIAS DA GASTRONOMIA

0

Por Gustavo Ernandes*

Um milhão seiscentos e sessenta e sete mil foi o número de tweets que a tela do “MasterChef Brasil” contabilizou assim que o último episódio do programa chegou ao fim, pouco depois da uma da manhã. O reality culinário se mostrou um fenômeno de mídia sem igual, com milhões de comentários nas redes sociais, memes compartilhados e notícias na imprensa. E é exatamente esse poder da influência social e digital que nos levanta uma nova questão: a necessidade das marcas e empresas adaptarem a publicidade ao que realmente atinge hoje as pessoas. Os métodos precisam ser reinventados constantemente para conquistar os clientes.

O sucesso que os programas estrangeiros como o norte-americano Chopped, os britânicos Hell´s Kitchen, Top Chef e Cake Boss fazem há alguns anos, traz com força para o nosso País essa influência. O programa da BAND contribuiu para consolidar os realities de gastronomia como uma forte tendência no Brasil. O SBT também já tem dois, a Globo um e o GNT estreou há pouco tempo o “Que seja doce”. A verdade é que a televisão está cheia de programas de culinária e gastronomia dos mais variados tipos. Desde os que ensinam receitas, até os reality shows competitivos, aos que mostram novas tendências gastronômicas.  Já ficou evidente que esse novo cenário é um ótimo outdoor para as propagandas de diversas marcas. Aquela tradição de publicar anúncios em grandes revistas e jornais está, cada dia mais, dando lugar à publicidade menos incisiva, em programas que estão em alta.

Toda essa visibilidade para a indústria alimentícia não é à toa. Muito se fala, discute e estuda sobre alimentação e tendências gastronômicas. Se antes os fast-foods como o Mc Donald´s eram os escolhidos como melhor opção para aquela refeição rápida e gostosa, hoje as pessoas estão, cada vez mais, adotando outros tipos de hábitos alimentares e tentando resgatar as formas de consumo mais naturais e saudáveis em busca de maior qualidade de vida.

Essa mudança de hábito fez com que o mercado de bares, restaurantes, lanchonetes e padarias adaptassem suas refeições para esse novo perfil. Não apenas nesse segmento, empresas de todos os tipos também precisam alinhar os processos de marketing e publicidade com consumidores mais exigentes em relação à qualidade do produto que consomem e ao envolvimento sustentável que a marca tem.

Um estudo realizado recentemente, o Brasil Foods Trends – 2020 revelou que a demanda por alimentos mais saudáveis é uma das maiores tendências para os próximos 10 anos. Os estabelecimentos que não acompanharem essas mudanças estarão fora do mercado em poucos anos. E mais do que isso, a disseminação do gourmet e dos pratos lindos e mirabolantes feitos em programas como o MasterChef fazem com que o consumidor queira ainda mais: receitas inovadoras, opções diferenciadas, estética na comida e praticidade e bons preços. Como fazer tudo isso?

 Entramos agora em uma outra tendência, influenciada por toda essa mudança no perfil dos consumidores e essa “gourmetização” dos alimentos tão assistida nos programas gastronômicos. Uma dica: Sabemos que comida de rua não é nenhuma novidade. Porém, uma reinvenção desse conceito se tornou uma febre em diversos locais no mundo e, mais recentemente, no Brasil também. 

É isso mesmo. O food truck é a nova tendência do mercado gastronômico. Com inovação na forma de vender e também nos pratos, os empreendedores e chefes de cozinha encontraram nesse negócio a oportunidade de ter o seu próprio empreendimento com um custo mais baixo, além de poder inovar nos pratos. A proposta dos restaurantes é justamente levar opções de comida gourmet para as ruas, lanches rápidos, mas não industrializados e pouco saudáveis como os fast-foods tradicionais conhecidos e ainda, com valores acessíveis.

Para se ter uma ideia, por causa do crescimento dessa demanda, uma oficina de São Paulo que transforma veículos normais em food trucks, teve um aumento de 150% em suas encomendas neste ano, com um faturamento em média de R$ 150 mil por mês. Sucesso em todo o mundo, as comidas vendidas pelos food trucks já até viraram programa de TV. No Brasil, o programa da GNT, Food Truck: A Batalha estreou há pouco tempo e já é recorde de audiência. 

*Gustavo Ernandes – CEO da Settiges DPP – agência brasileira que pensa 360º

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP