REGULAÇÃO VAI IMPULSIONAR MERCADO DE DRONES

0

A proposta de regulamentação para Veículos Aéreos Não Tripulados (VANTs), mais conhecidos como drones, divulgada no último dia 2 pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), deve impulsionar o mercado desses equipamentos no país. A cadeia produtiva do setor, formada por fabricantes brasileiros, importadores e prestadores de serviço, aguardava com ansiedade o documento da agência.

“O fabricante brasileiro precisa de mais investimentos para crescer internamente e exportar, com captação de recursos de fundos como uma das alternativas. Com a regulamentação da atividade para usos profissionais, a insegurança jurídica desaparece e o mercado tende a sair da fase embrionária que se encontra para crescer exponencialmente”, analisa Emerson Zanon Granemann, diretor da MundoGeo, empresa responsável pela realização da feira  Drone Show Latin América, a 1ª da América Latina que reunirá fabricantes, fornecedores, importadores, prestadores de serviços e técnicos, e terá uma programação com palestras, cursos e seminários sobre o mercado de drones no país, nos dias 28 e 29 de outubro, em São Paulo (SP).

Segundo ele, vários fabricantes globais de drones aguardavam esta regulamentação para entrar no país. “O Brasil tem um grande potencial de uso de drones por profissionais dos setores de mapeamento e monitoramento nas áreas de mineração, óleo dutos, gasoduto, distribuição de energia, construção civil, segurança pública e privada, transportes, meio ambiente e principalmente agricultura”, afirma Granemann.

O executivo aponta ainda mudanças no setor de drones, com a ampliação dos prestadores de serviço. Segundo Granemann, eles estão se multiplicando, migrando da filmagem de casamentos e festas para aplicações dos drones em outras áreas com maior valor agregado.

O executivo destaca ainda outros setores que devem se beneficiar com a ampliação da oferta de serviços por meio de drones. “Importante salientar que esta tecnologia não se resume ao Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT), mas também todos os sistemas de sensores, que em muitos casos são extremamente sofisticados para coleta de dados. Existe a tecnologia de comunicação entre os drones e a estação de controle que permite não só orientar o aparelho, mas também processar as imagens enviadas permitindo a tomada de decisão”, explica.

A formação do piloto para certas operações com drones, que deverá ser habilitado através de cursos específicos, também deverá gerar oportunidades de negócios. “Tudo isso proporcionará a criação de muitos empregos, para pilotos, especialistas em robótica e mecatrônica, para desenvolvimentos e manutenção dos equipamentos, desenvolvedores de sistemas de navegação e processamento de dados”, analisa o executivo.

Granemann olha com muito otimismo para o futuro do mercado com as novas regras: “Com a nova regulamentação prestes a ser oficialmente lançada, teremos uma enxurrada de novas empresas, que já estavam sendo criadas por empreendedores para prestar as mais variadas aplicações, pois agora muitos se sentirão mais seguros em investir.”

Para ele, a tecnologia de drones veio para ficar. “Será uma das mais importantes deste século XXI. Como quando a internet nasceu, poucos previam o que ela poderia fazer. Com os drones acontece algo parecido. Provavelmente, existirão muitas aplicações novas que nem imaginamos ainda. Esta regulamentação da ANAC é um primeiro passo para regulamentar uma tecnologia que vai crescer muito e com certeza novas regras deverão ser criadas”, conclui Granemann.

 

Sobre a feira

A Drone Show Latin América reunirá fabricantes, fornecedores, importadores, prestadores de serviços e técnicos, e terá uma programação com palestras, cursos e seminários sobre o mercado de drones no país. FT Sistema Aeronoves, XMobots, Santiago & Cintra Geo-Tecnologias, Drone Store, Sensor Map Geotecnologia, Hexagon, Gyrofly, Skydrones e Flighttech são algumas das maiores empresas do setor que estarão presentes na feira apresentando em seus estandes o que há de mais novo para o mercado. Aos interessados em participar da DSLA, no site do evento (www.droneshowla.com.br) já é possível se cadastrar tanto para visitar como também para participar dos cursos e seminários.

 

 

Compartilhar.

Sobre o autor

Comentários desativados.

000-017   000-080   000-089   000-104   000-105   000-106   070-461   100-101   100-105  , 100-105  , 101   101-400   102-400   1V0-601   1Y0-201   1Z0-051   1Z0-060   1Z0-061   1Z0-144   1z0-434   1Z0-803   1Z0-804   1z0-808   200-101   200-120   200-125  , 200-125  , 200-310   200-355   210-060   210-065   210-260   220-801   220-802   220-901   220-902   2V0-620   2V0-621   2V0-621D   300-070   300-075   300-101   300-115   300-135   3002   300-206   300-208   300-209   300-320   350-001   350-018   350-029   350-030   350-050   350-060   350-080   352-001   400-051   400-101   400-201   500-260   640-692   640-911   640-916   642-732   642-999   700-501   70-177   70-178   70-243   70-246   70-270   70-346   70-347   70-410   70-411   70-412   70-413   70-417   70-461   70-462   70-463   70-480   70-483   70-486   70-487   70-488   70-532   70-533   70-534   70-980   74-678   810-403   9A0-385   9L0-012   9L0-066   ADM-201   AWS-SYSOPS   C_TFIN52_66   c2010-652   c2010-657   CAP   CAS-002   CCA-500   CISM   CISSP   CRISC   EX200   EX300   HP0-S42   ICBB   ICGB   ITILFND   JK0-022   JN0-102   JN0-360   LX0-103   LX0-104   M70-101   MB2-704   MB2-707   MB5-705   MB6-703   N10-006   NS0-157   NSE4   OG0-091   OG0-093   PEGACPBA71V1   PMP   PR000041   SSCP   SY0-401   VCP550   HP0-S42   70-483   101   000-080   1z0-434   CCA-500   CAP   1Z0-804   220-802   70-483   SY0-401   70-980   300-101   c2010-652   ICGB   1Z0-144   101   70-533   000-017   1Z0-060   640-916   9L0-012   MB2-704   9L0-066   2V0-621D   1Z0-144   1Y0-201   74-678   EX200   70-483   700-501   210-260   200-310   100-105  , JK0-022   350-080   300-070   CISSP   810-403   CAS-002   300-206   200-101   OG0-093   000-104   MB6-703   CISSP   1Z0-144   070-461   1Z0-060   SSCP