Barbie no alvo da moda

0

A exposição “Barbie na Moda – do Egito Antigo ao Século XXI” reúne 100 bonecas pertencentes ao acervo do colecionador Carlos Keffer, caracterizadas por trajes, penteados e acessórios inspirados em 18 períodos históricos. Além das bonecas – divididas em grupos temáticos, a mostra reúne fotografias de Ricardo Schetty, fotógrafo e curador do evento.


Organizada em parceria com o Senac Moda São Paulo, trata-se de uma verdadeira aula, na qual a história da vestimenta é contada através das Barbies, de forma educativa. O professor de História da Moda do Senac, João Braga, selecionou as principais transformações da indumentária para a exposição. As legendas trazem ao público extensa informação da trajetória da moda.

 

Desde que foi criada, em 1959, sempre fez parte da essência de Barbie incorporar as últimas tendências de moda e comportamento, além de assumir personagens ícones, se transformando no desejo de cada época.

 

A mesma Barbie de muitas faces

 

A exposição apresenta inúmeras curiosidades, entre elas, recriações de vestidos imortalizados em pinturas de época, como por exemplo, as luxuosas Barbie Rainha Elizabeth e Barbie Maria Antonieta, representando os períodos Renascentista e Barroco, respectivamente. Barbie Vivien Leigh remete ao estilo vitoriano, registrado pelo cinema no clássico “E o Vento Levou”.

 

Os traços do rosto da primeira boneca, lançada em 1959, podem ser observados em Barbie Chanel, vestida com o tradicional terninho bicolor. Cabe aqui mais uma curiosidade, relatada pelo colecionador Carlos Keffer. Segundo ele, o rosto de Barbie revela mudanças sutis a cada temporada, por exemplo, a partir de 1965 ela assume ares da atriz Doris Day – a queridinha da América à época. Em 1967, sua face lembra Sally Fields; nos anos 1980, o modelo seguido é Farrah Fawcett, com olhos grandes e vasta cabeleira.

 

Até este período, a boneca surgia em versões diversas, mas sempre loira e de olhos azuis. A mudança ocorre na década de 1980, e pode ser vista na exposição no grupo Étnicas, que destaca culturas de todo o mundo. O resgate ao luxo e à alta costura no século XXI são interpretados pelo grupo Neoluxuosas. E seguindo o melhor estilo dos grandes desfiles de moda, o encerramento se dá com Noivas.

 

Os visitantes poderão também observar criações de estilistas consagrados como Coco Chanel, André Courrèges, Christian Dior, Givenchy, Lino Villaventura, Alexandre Herchcovich, Walter Rodrigues, Bob Mackie, entre outros.

 

A coleção de Keffer

Carlos Keffer iniciou sua coleção há mais de 10 anos e hoje possui 350 exemplares raros e de edições limitadas, que representam a evolução da moda e dos costumes, desde os tempos de Cleópatra aos dias de hoje. Produzidas de maneira praticamente artesanal, cada uma delas segue um tema, fielmente detalhado.

“Não existe no mundo nenhum brinquedo que tenha acompanhado tanto as mudanças de comportamento como a Barbie”, diz Keffer, alvo de contínuos elogios da Mattel, fabricante americana da Barbie, que reconhece o acervo do brasileiro como único no mundo.

Concurso cultural

 

Os visitantes também poderão se divertir, participando de um concurso cultural. Basta criar um nome temático para quatro Barbies previamente selecionadas pelos organizadores. As quatro melhores sugestões serão premiadas com as próprias bonecas – nenhuma delas faz parte do acervo exposto.

 

Exposição “Barbie na Moda – do Egito Antigo ao Século XXI”

De 10 a 29 de abril de 2007
Diariamente das 10h às 22h, na Praça de Eventos. Entrada gratuita


O Raposo Shopping fica à Rod. Raposo Tavares, Km 14,5, São Paulo

Fone: (11) 3735-0780 – Estacionamento Gratuito

 

Share.

About Author

Comments are closed.