BNDES aprova crédito para a Giroflex

0

O BNDES aprovou financiamento de R$ 16,8 milhões para investimentos na modernização do parque fabril da Giroflex, tradicional indústria do setor de móveis, localizada em São Paulo (SP). O financiamento, correspondente a 79% do investimento total, é composto por três sub-créditos, destinados à inovação tecnológica da empresa, pesquisa e desenvolvimento de novos produtos e implementação de sistema de gestão integrada ERP (Enterprise Resource Planning).

Trata-se do primeiro financiamento no âmbito da linha de Inovação aprovado para o setor moveleiro. A linha de Inovação é prioridade da Política Operacional do BNDES.

O projeto contempla o novo ciclo de desenvolvimento e inovação de produtos e processos da Giroflex, cuja principal finalidade é ampliar a competitividade da empresa mediante a oferta de produtos diferenciados no mercado nacional.

Os investimentos em inovação englobam as várias fases do desenvolvimento dos produtos, incluindo a pesquisa e o desenvolvimento e operacionalização de máquinas, equipamentos e dispositivos do processo de industrialização. Engloba também o desenvolvimento tecnológico de fornecedores de matérias-primas, partes e peças dos protótipos.

Já os investimentos no sistema de gestão empresarial ERP envolvem soluções de Tecnologia da Informação, com automatização e informatização da operação e da administração da empresa e seus respectivos controles, reduzindo custos administrativos e operacionais.

A Giroflex foi a primeira empresa a fabricar no Brasil cadeiras giratórias e ajustáveis para escritório, dotadas de mecanismo de regulagem. Desde então, seu crescimento foi marcado pelo desenvolvimento de produtos para ambientes de escritório. Atualmente, a Giroflex é uma das maiores indústrias desse segmento de mercado na América Latina e é considerada uma das empresas mais inovadoras do setor moveleiro.

Com três unidades industriais localizadas no Estado São Paulo – Santo Amaro, Taboão da Serra e São Mateus -, a Giroflex produz e comercializa cerca de 450 diferentes produtos. A empresa desenvolve soluções completas para ambientes de trabalho, fornecendo também para o mercado institucional de auditórios, cinemas e teatros.

A indústria brasileira de móveis é formada por cerca de 16 mil empresas, na sua maioria micro, pequenas e médias e quase na totalidade de capital nacional. O setor emprega aproximadamente 190 mil trabalhadores e fatura por ano cerca de R$ 17 bilhões, sendo 60% referentes a móveis residenciais, 25% a móveis de escritório e 15% a móveis para uso institucional. As exportações do setor giram em torno de US$ 1 bilhão/ano.

 

 

Share.

About Author

Comments are closed.