Caderno Viver em São Paulo circula junto com Estadão

0

A partir de setembro, os leitores do jornal O Estado de S. Paulo terão ainda mais informações sobre o mercado imobiliário de São Paulo. Começa a circular no dia 7 de setembro, com periodicidade quinzenal, o caderno especial Viver em São Paulo, com oito edições previstas. Lançado no início do ano com o nome de Morar Bem, o caderno foi muito bem recebido pelos profissionais do mercado imobiliário e também pelos leitores. O caderno tem para a edição de setembro o patrocínio da Cyrela Brazil Realty.

O novo caderno será um guia prático com todas as informações do mercado imobiliário, trazendo tendências de regiões da cidade. As matérias abordarão onde e como morar bem, além de discutir a questão da infra-estrutura de serviços, lazer, escolas, bancos e shoppings. As reportagens também informarão sobre a história e o futuro dos bairros e regiões. Em formato Standard e papel jornal, o novo caderno especial terá circulação nacional.

Para Roberto Proença, gerente de Desenvolvimento Negócios/Projetos Especiais, o especial lançado no primeiro semestre deste ano com quatro edições foi um sucesso com reconhecimento do mercado, de anunciantes e de agências pela qualidade geral da proposta e, principalmente, pelo seu conteúdo editorial. “O Viver em São Paulo cumpre o papel dos nossos projetos especiais ao oferecer um excelente negócio aos anunciantes, que ligam suas marcas ao nosso produto e à nossa audiência qualificada.”

O Grupo Estado sempre foi o ponto de encontro do setor imobiliário, reunindo em publicações e eventos construtoras, vendedoras, incorporadoras e consumidores.

“O Viver em São Paulo chega em um momento importante para o crescimento e expansão do setor imobiliário, justificando a publicação das edições quinzenais previstas. Acreditamos que o suplemento se tornará referência para incorporadoras, construtoras, imobiliárias e, principalmente, os clientes”, afirma Ubirajara Spessotto, diretor de Incorporações da Cyrela Brazil Realty.

Share.

About Author

Comments are closed.